Ponte Preta vence Sol de América e avança às oitavas da Copa Sul-Americana

Artilheiro do Campeonato Brasileiro, Lucca marcou duas vezes e Aranha defendeu um pênalti na movimentada partida em Vila Elisa; adversário da Macaca nas oitavas pode ser brasileiro

Ponte Preta vence Sol de América e avança às oitavas da Copa Sul-Americana
Foto: Jorge Saenz/AP
Sol de América
1 3
Ponte Preta
Sol de América : Agustín Silva; Olmedo (Nico Martínez, Min. 12/2ºT) , Mareco, Arrechea e Velázquez; Franco (Duré, Min. 14/2ºT), Aldo Vera, Tomás Rojas e Martín Giménez; Toledo e Villagra (Vigo, Min. 22/2ºT) Técnico: Fernando Ortíz.
Ponte Preta : Aranha; Nino Paraíba, Marllon, Rodrigo e Jeferson; Jadson (Claudinho, Min. 34/2ºT), Naldo e Élton; Renato Cajá (Wendel, Min. 30/2ºT); Lucca e Emerson Sheik (Yuri, Min. 40/2ºT). Técnico: Gilson Kleina.
Placar: 0-1, Jadson, Min. 08 ||| 1-1, Javier Toledo, Min. 12 ||| 1-2, Lucca, Min. 45+1 ||| 1-3, Lucca, Min. 07/2ºT |||
ÁRBITRO: WILSON LAMOUROUX. ASSISTENTES: EDUARDO DIAZ E DIONÍSIO RUIZ. TRIO COLOMBIANO. Cartões amarelos: Richard Franco, Tomás Rojas, Gustavo Velázquez e Marcos Duré (SOL); Marllon (PON).
INCIDENCIAS: JOGO DE VOLTA DA SEGUNDA FASE DA COPA SUL- AMERICANA, A SER DISPUTADO NO ESTÁDIO LUIS ALFONSO GIAGNI, EM VILA ELISA, NO PARAGUAI.

Em partida válida pela segunda fase da Copa Sul-Americana, a Ponte Preta voltou a derrotar o Sol de América, desta vez no Paraguai, e conquistou a classificação para as oitavas de final da competição internacional. Nesta quarta-feira (26), a Macaca triunfou sobre o time paraguaio por 3 a 1, com dois gols de Lucca e um de Jadson. Javier Toledo descontou para os donos da casa.

Com a classificação, o time de Campinas terá Sport ou Arsenal de Sarandí como adversário na próxima fase da competição.  O Leão da Ilha do Retiro venceu o primeiro jogo por 2 a o, e decidirá a vaga na Argentina, nesta quinta-feira (27).

Embalada pela terceira vitória seguida, sendo a segunda fora de casa, a Ponte Preta receberá o Fluminense no Majestoso, no próximo domingo (30), às 16h, pelo Campeonato Brasileiro. A Macaca ocupa a 10ª colocação na tabela.

Certeira, Ponte marca duas vezes e amplia vantagem

O placar não demorou muito para ser movimentado em Vila Elisa. Apesar da vantagem conquistada no Majestoso, a Ponte Preta iniciou a partida mostrando que não se contentaria em apenas ficar no campo defensivo. De forma muito inteligente, a equipe de Gilson Kleina trocava passes rápidos, ameaçando o time paraguaio pelos flancos do campo.

Em sua primeira chegada com perigo, aos oito minutos, a Macaca não desperdiçou. Emerson Sheik fez o cruzamento pelo lado direito e Élton, dentro da área, tentou a finalização, mas foi travado. Então a bola sobrou para o oportunista Jadson, que com o pé direito completou de chapa, abrindo o placar no Paraguai.

A vantagem no placar, porém, durou apenas três minutos. Javier Toledo recebeu a enfiada de bola, ganhou do goleiro Aranha e empatou a partida para o Sol de América aos 11 minutos. Contando com o apoio de seus torcedores, o “Dançarino” aproveitou o bom momento e seguiu pressionando o time brasileiro. Em uma cobrança de falta fechada, Aranha fez excelente defesa no minuto 20.

Mas quem teve a melhor chance para fazer o segundo foi o time brasileiro. Em rápido contra-ataque, Jadson tocou a bola para Sheik que, do meio da área, sozinho, tocou para fora. Já nos acréscimos, o incansável Sheik desceu em velcidade, entregou para Elton, o volante observou Lucca sem marcação e tocou para o artilheiro do Brasileirão desempatar a peleja.

De pênalti, Lucca amplia e Ponte conta com Aranha para fechar o gol e avançar 

 O Sol de América tentou buscar o equilíbrio para não ceder contra-ataques ao time campineiro. Muito bem postada, a Macaca sabia em que momento dar o bote, e já não apresentava tantos erros defensivos na como na primeira etapa.

Aproveitando a experiência que o tempo lhe deu, Skeik, dentro da área, cabeceou uma bola no braço do zagueiro Arrechea. Sem titubear o árbitro colombiano marcou a infração. Mostrando uma enorme categoria Lucca bateu no canto direito de Silva, marcando o seu segundo gol na partida, o 20º na temporada.

O técnico Fernando Ortíz partiu para o tudo ou nada tornando o seu time mais ofensivo. No vacilo de Nino Paraíba o time paraguaio teve a oportunidade de diminuir. O lateral-direito da Ponte fez uma falta infantil em Rojas dentro da área. Na cobrança  de Giménez, Aranha defendeu com os pés. A bola voltou no rebote e Rojas bateu para uma nova defesa do arqueiro.

Passado o momento de susto, a Macaca teve a tranquilidade para administrar o resultado. Aranha voltou a ser exigido em um chute de fora da área de Rojas, mas fez a defesa. A torcida que até e então cantava, bem antes do final do jogo começou a deixar o estádio. Sem mais grandes oportunidades, a Ponte confirmou a vitória. 


Share on Facebook