Santa Cruz vence Sport pelo placar mínimo e abre vantagem na decisão do Pernambucano

Tricolores foram eficientes para construir vantagem mesmo com rival rubro-negro sendo mais presente no setor de ataque

Santa Cruz vence Sport pelo placar mínimo e abre vantagem na decisão do Pernambucano
Foto: Ney Gusmão/VAVEL Brasil
Santa Cruz
1 0
Sport
Santa Cruz: Tiago Cardoso; Vitor, Néris, Danny Morais e Tiago Costa; Uillian Correia, João Paulo (Wellington Cézar, min 61) e Lelê; Arthur (Raniel, min 79), Grafite (Bruno Moraes, min 84)e Keno. Técnico: Milton Mendes.
Sport: Danilo Fernandes; Samuel Xavier, Henríquez, Durval e Renê; Rithely, Luiz Antônio (Serginho, min 57), Everton Felipe (Túlio de Melo, min 57), Gabriel Xavier e Mark González; Vinícius Araújo. Técnico: Oswaldo de Oliveira.
Placar: 1-0, Lelê, min 32;
ÁRBITRO: Emerson Luiz Sobral (PE), auxiliado por Clóvis Amaral (PE) e José Daniel (PE). Cartões amarelos: Tiago Costa e Lelê (Santa Cruz); Gabriel Xavier, Henríquez, Samuel Xavier, Luiz Antônio e Mark Gonazález (Sport).
INCIDENCIAS: Partida de ida válida pela final do Campeonato Pernambucano 2016, disputada no estádio do Arruda, em Recife, Pernambuco. Público: 30.163 Renda: R$ 544.460,00.

O Santa Cruz deu um ótimo passe para conseguir o seu segundo título da temporada. O tricolor recebeu na noite desta quarta-feira (4), no estádio do Arruda, em Recife, Pernambuco, o rival Sport para fazer o primeiro confronto da final do Campeonato Pernambucano 2016. O time Coral não fez uma grande apresentação, mas soube se portar bem dentro de campo e aproveitar as oportunidades para abrir vantagem. Desta maneira, venceu o Leão pelo placar mínimo com um gol polêmico de Lelê.

Com o resultado desta noite, o Santa Cruz jogará pelo empate no confronto da volta para garantir o bicampeonato do Campeonato Pernambucano. Já o Sport precisa de uma vitória por dois gols de diferença para ficar com o título ou um triunfo por um tento de diferença para levar a decisão aos pênaltis.

O grande campeão do Campeonato Pernambucano 2016 será conhecido neste domingo (8). Os dois times vão se enfrentar desta vez no estádio da Ilha do Retiro, em Recife, Pernambuco. O Sport pode chegar ao 41º título e aumentar a hegemonia sobre os rivais no estado, enquanto o Santa Cruz poderá diminuir a diferença de título chegando ao 29º título. Vale lembrar, que os tricolores são os atuais campeões.

Sport começa melhor, mas Santa Cruz reage e consegue abrir o placar com gol duvidoso

O jogo começou eletrizante, como se espera de uma grande decisão envolvendo dois rivais. A primeira grande oportunidade foi do Sport, logo aos cinco minutos. Mark González aproveitou erro defensivo coral e tocou por cima do goleiro Tiago Cardoso. A bola foi sem muita força e Vinícius Araújo cabeceou sem ninguém, contudo, o zagueiro Neris apareceu no momento certo e salvou em cima da linha.

A equipe visitante se portava melhor dentro de campo e se fazia mais presente no setor de ataque. Uma boa chance de abrir o placar surgiu aos 15 minutos. Samuel Xavier aproveitou uma bola na entrada da área e cabeceou surpreendendo o goleiro Tiago Cardoso, que estava atento espalmou mandando para escanteio. Depois, Everton Felipe recebeu grande lançamento de Mark González, limpou Neris e bateu para ótima defesa do arqueiro tricolor.

Com o passar do tempo, o Santa Cruz foi saindo o pouco mais do campo de defesa e tentando impor seu ritmo para evitar chegadas perigosas do rival rubro-negro, que havia entrado em campo em um ritmo muito forte. Os corais, desta maneira, melhoraram em campo e tiveram algumas boas chances, mas foram marcados impedimentos. Momentos depois os tricolores até comemoram, entretanto, o lance foi invalidade, pois o árbitro marcou falta no goleiro Danilo Fernandes.

Aos 32 minutos a equipe da casa chegou ao primeiro gol. Keno recebeu pela direita e cruzou para Grafite, em posição irregular, livre dentro da área. O atacante chutou para o gol e, ante da bola passar da linha, o meia-atacante Lelê completou garantindo a festa dos torcedores tricolor. Os leoninos tentaram reagir, mas mostraram displicência, enquanto os corais buscavam os contra-ataques e não obtiveram sucesso. Assim, a etapa foi finalizada no 1 a 0 favorável aos mandantes.

Leão é superior, mas esbarra na boa marcação do Coral e não evita derrota

Para o segundo tempo, os dois técnicos resolveram manter os mesmos jogadores da primeira etapa. Com a bola rolando, o Sport voltou novamente buscando mais o ataque para evitar a derrota. Em uma troca de passes, o Leão quase empatou o duelo. Gabriel Xavier mandou para Vinícius Araújo e atacante ajeitou para Mark González chutar forte, assustando a defesa do tricolor. Os leoninos se faziam presentes no setor ofensivo, enquanto o Santa Cruz se fechava buscando aumentar a vantagem no contra-ataque.

Buscando melhorar nas finalizações, o técnico Oswaldo de Oliveira fez a primeira alteração tirando o meia-atacante Everton Felipe para colocar o atacante Túlio de Melo. Ele ainda sacou o volante Luiz Antônio para promover a entrada de Serginho. Já o técnico Milton Medes precisou tirar o meia-atacante João Paulo por conta de lesão e acionou volante Wellington Cézar. No contra-ataque, os tricolores chegaram bem. Keno colocou velocidade pelo meio e tocou para Grafite chutar de primeira para fora.

Apesar da superioridade, o Sport não conseguia encontrar espaços para finalizar com qualidade e obrigar o goleiro Tiago Cardoso a trabalhar. Já o Santa Cruz seguia se fechando bem e com a proposta de aproveitar um contra-ataque. O Leão quase deixou tudo igual aos 32 minutos. Mark González cobrou escanteio e Serginho desviou de cabeça para grande defesa de Tiago Cardoso. No rebote, Neris apareceu bem e mandou para escanteio. 

Os rubro-negros tiveram outra ótima oportunidade aos 36 minutos. Mark González cruzou na área e Túlio de Melo chutou de primeira e o goleiro Tiago Cardoso fez uma grande defesa. A resposta Coral aconteceu no momento seguinte, quando Raniel chutou de fora da área e Danilo Fernandes fez grande defesa. Lelê pegou o rebote livre dentro da área e chutou de maneira bizarra para muito longe. Assim, o confronto foi finalizado no 1 a 0 para os tricolores.