Santa Cruz vence com boa atuação de Marcílio, afunda América-MG na lanterna e deixa Z-4

Jovem volante coral marca um gol e dá uma assistência na primeira vitória dos pernambucanos como visitante; alviverdes seguem isolados na última posição

Santa Cruz vence com boa atuação de Marcílio, afunda América-MG na lanterna e deixa Z-4
Foto: Antônio Melcop/Santa Cruz
América-MG
0 3
Santa Cruz
América-MG: João Ricardo; Pablo, Roger, Adalberto e Bruno Teles (Sávio, min. 57); Juninho, Leandro Guerreiro (Claudinei, min. 64), Osman e Alan Mineiro (Danilo, min. 74); Gilson e Danilo Dias. Técnico: Sérgio Vieira
Santa Cruz: Tiago Cardoso; Léo Moura, Néris, Danny Morais e Tiago Costa; Uillian Correia (Derley, min. 14), Marcílio (Jadson, min. 67) e João Paulo; Keno, Grafite (Marion, min. 75) e Arthur. Técnico: Milton Mendes
Placar: 0-1, min. 8, Tiago Costa; 0-2, min. 15, Marcílio; 0-3, min. 55, Arthur
ÁRBITRO: Grazianni Maciel Rocha (RJ). Cartões amarelos: Néris (min. 13), Pablo (min. 68), Grafite (min. 74) e Gilson (min. 90)
INCIDENCIAS: Partida válida pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro 2016, disputada no Independência, em Belo Horizonte, Minas Gerais

Em jogo de times do Z-4, América-MG Santa Cruz mediram forças na manhã deste domingo (17) no Independência, em Belo Horizonte, válido pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro 2016. Superior em todo o duelo, a Cobra Coral derrotou o Coelho fora dos seus domínios por 3 a 0, com gols marcados por Tiago CostaMarcílio Arthur.

Com a segunda vitória seguida, os tricolores sobem provisoriamente à 14ª posição, chegando a 17 pontos ganhos. Já os alviverdes sofrem a sexta derrota consecutiva e continuam na lanterna, somando apenas oito pontos e vencendo duas vezes no campeonato, sacramentando a fase conturbada.

Os times voltam a campo, pela 16ª rodada do Brasileirão, na próxima semana. Os mineiros vão até Cariacica na próxima segunda-feira (25) encarar o Flamengo no Kléber Andrade, às 20h, já os pernambucanos receberão o Coritiba no sábado (23), às 18h30, no estádio do Arruda, em Recife. Antes, os tricolores duelam com o Vasco, também no José do Rêgo Maciel, mas na quarta-feira (20), às 21h45, pela terceira fase da Copa do Brasil, jogando por um empate sem gols para assegurar a vaga nas oitavas.

Santa Cruz é mais eficaz e sai com boa vantagem

Em uma partida de equipes em situação complicada, América-MG e Santa Cruz fizeram um início equilibrado e sem muitas emoções, com pouca criatividade ofensiva. Mesmo em casa e precisando vencer, o Coelho deu muitos espaços e, por conta disso, o Mais Querido teve a oportunidade de abrir o placar. Adalberto vacilou e deixou a bola no pé de Keno, que saiu na cara de João Ricardo, mas bateu em cima do goleiro. No lance seguinte, porém, Tiago Costa recebeu de Marcílio e encheu o pé, sem dar chance de defesa e tirou o zero do marcador.

Mesmo com a superioridade dos pernambucanos, os mineiros deram sinais que não se entregariam dentro de seus domínios e foram para cima, em busca do empate. Em um lance polêmico, o árbitro marcou pênalti inexistente do zagueiro Néris no meia Alan Mineiro, gerando contestação dos corais. Osman, entretanto, cobrou muito mal e Tiago Cardoso fez a defesa, impedindo a igualdade.

E como quem não faz, leva, os tricolores demonstraram que estavam bem dentro das quatro linhas e ampliaram a vantagem. Em cobrança de escanteio mal sucedida, o rebote ficou com o jovem Marcílio, que encheu o pé da entrada da área e finalizou rasteiro no canto, tirando do alcance do camisa 1.

Mostrando que estava melhor, a Cobra Coral continuou pressionando e ficando cada vez mais próxima do terceiro tento que os americanos do primeiro. Em uma das jogadas criadas, João Paulo arrematou da intermediária e mandou por cima da meta. Logo depois, o camisa 10 fez um bom momento individualmente e serviu Grafite, que chutou de perna esquerda e ainda assim assustou o arqueiro alviverde.

Arthur marca e Santa Cruz confirma vitória

Para a etapa final, Sérgio Vieira e Milton Mendes decidiram não fazer mudanças no intervalo. A postura, conforme era esperado, seguiu e o jogo ficou muito equilibrado no início, com o time pernambucano na defesa, apostando no contra-ataque veloz, enquanto o mineiro visou pressionar tentando diminuir a pressão da torcida.

Usando a mesma estratégia desde o primeiro tempo, os corais foram às redes pela terceira vez e sacramentaram a vitória. Léo Moura deu um lançamento que passou por toda a marcação - em profundidade - para Arthur. O atacante tricolor saiu com liberdade e, frente a frente com o goleiro João Ricardo, bateu com força e estufou as redes.

Mostrando que estava sobrando dentro das quatro linhas, o visitante indigesto continuou pressionando e ficou cada vez mais próximo do quarto tento. O mesmo Arthur recebeu na área e chutou, porém, por duas vezes, esbarrou no camisa 1 alviverde. No lance em sequência, Keno foi alçado e driblou Pablo, arrematando muito perto do ângulo esquerdo.

No único bom momento que tiveram durante todos os 90 minutos, os americanos até assustaram, entretanto não conseguiram fazer a festa de seus torcedores. O atacante Sávio, que havia entrado no espaço do lateral-esquerdo Bruno Teles, passou por Néris e arriscou em direção à meta de Tiago Cardoso, que somente observou a pelota ir pela linha de fundo.