Milton Mendes não se abate com eliminação: "Temos que tranquilizar os jogadores"

Técnico do tricolor também elogiou a dedicação dos atletas, mas fez ressalvas à postura defensiva do time e lamentou os gols tomados no início do segundo tempo

Milton Mendes não se abate com eliminação: "Temos que tranquilizar os jogadores"
Foto: Ney Gusmão/VAVEL Brasil

O Santa Cruz foi derrotado por 3 a 2 para o Vasco da Gama na noite desta quarta-feira em pleno estádio do Arruda e foi eliminado na Copa do Brasil 2016 em sua terceira fase. Mas o clima nos vestiários após a partida não foi de tristeza e lamentação. O técnico Milton Mendes, na entrista coletiva pós-jogo, ressaltou que a prioridade é tranquilizar os atletas para a decisiva partida contra o Coritiba, no próximo sábado (23) também no Arruda, pelo Campeonato Brasileiro.

"Temos que tranquilizar os jogadores, corrigindo algumas coisas menos boas aqui e ali. No intervalo eu não estava satisfeito com a postura muito defensiva da equipe. Isso tirou um pouco a construção, a saída de bola dominada que sempre foi nosso forte. Queria uma equipe com mais contenção, por estarmos ganhando, mas que também saísse jogando. Porém não faltou luta, não faltou entrega, eles tentaram. Com as mudanças do intervalo a equipe construiu mais, cresceu no jogo, mas infelizmente abriu mais atrás e levamos três gols", comentou Mendes.

Milton também comentou sobre as mudanças feitas durante a etapa final no intuito de obter uma postura mais ofensiva. "Pretendia mudar a postura defensiva com a entrada do João Paulo, mas levamos um gol no início do segundo tempo. Isso desarmou nossa estratégia. Tentei colocar o Arthur para dar largura. Depois coloquei o Marcinho para dar mais movimentação na segunda linha e buscarmos os atacantes. As coisas correram bem, fizemos um gol, mas infelizmente levamos o terceiro. Estamos tranquilos porque temos outra competição, uma competição internacional. Agora é recuperar os jogadores e pensar no jogo de sábado", afirmou.

O comandante coral também comentou sobre a expectativa para a Copa Sul-Americana, mas ressaltando o objetivo principal do segundo semestre no Tricolor. "Nós queríamos nos manter na Copa do Brasil, mas não conseguimos. Existe a dificuldade das longas viagens na Sul-Americana, mas já temos essa dificuldade hoje. Sem dúvida nenhuma é importante um elenco em boas condições. E não podemos esquecer que nossa prioridade é nos mantermos na Série A do Campeonato Brasileiro. Vamos entrar para vencer todos os jogos, mas a prioridade é o Brasileiro", finalizou o treinador.