Com fim de jogo avassalador, Santa Cruz goleia Grêmio por 5 a 1 e se despede do Arruda

Em partida disputada, as equipes se enfrentaram sem grandes compromissos no campeonato; tricolor do Arruda humilhou o time reserva adversário

Com fim de jogo avassalador, Santa Cruz goleia Grêmio por 5 a 1 e se despede do Arruda
Foto: Anderson Stevens (Divulgação / Santa Cruz)
Santa Cruz
5 1
Grêmio
Santa Cruz: Santa Cruz: Tiago Cardoso; Vítor, Néris, Danny Morais, Roberto; Derley, João Paulo, Léo Moura; Arthur, Keno (Pisano), Grafite.
Grêmio: Grêmio: Leo; Wallace Oliveira, Thyere, Wallace Reis e Iago; Kaio, Guilherme Amorim (Moisés), Negueba (Sandows), Bolaños e Pedro Rocha; Henrique Almeida (Batista).
Placar: Ocorrências: 3/2º, GRAFITE; 8/2º, BOLAÑOS; 15/2º, LÉO MOURA; 41/2º, ROBERTO; 42/2º, GRAFITE; 45/2º, ARTHUR;
ÁRBITRO: Arbitragem: Ricardo Marques Ribeiro (MG), aux.de Pablo Almeida da Costa (MG) e Celso Luiz da Silva (MG)
INCIDENCIAS: PARTIDA VÁLIDA PELA 37ª RODADA DO BRASILEIRO, DISPUTADA NO ESTÁDIO DO ARRUDA, EM RECIFE.

Em duelo sem grande importância para os dois times, Grêmio, finalista da Copa do Brasil, e Santa Cruz, um dos times já rebaixados para a segunda divisão, se enfrentaram na tarde deste domingo (27). Ambos cumprindo tabela, porém, proporcionaram um bom jogo.

O descompromisso de ambos os times por não possuírem grandes objetivos na competição proporcionaram um jogo muito aberto e de constantes oportunidades de ambos os lados. Os gaúchos foram para Recife com time reserva e mesmo assim tiveram um bom desempenho no primeiro tempo. Já os pernambucanos impuseram a postura de uma equipe que joga em seus domínios, porém, não conseguiram converter em gol as oportunidades que tiveram.

O principal fato dos primeiros 45 minutos se resumiu ao erro de arbitragem do auxiliar Pablo Almeida da Costa ao anular um gol legítimo marcado por Henrique Almeida. Em rápido lance na área após a cobrança de um escanteio, a bola sobrou para Negueba dentro da área, que tocou para o centro da área onde três jogadores do Grêmio apresentavam-se para receber em posição legal e Henrique era um deles. O atacante teve somente o trabalho de empurrar para o fundo da rede, entretanto, o assistente assinalou impedimento do camisa 9 tricolor, impedindo que os gaúchos abrissem vantagem no placar.

Segundo tempo de Santa Cruz inspirado e humilhação em Recife

O segundo tempo, inicialmente, se manteve da mesma forma dos primeiros 45 minutos, já que ambos os times atacaram e tiveram oportunidades de abrir o placar.

Logo aos três minutos, o destaque pernambucano Keno cruzou para o centro da área e encontrou o atacante Grafite livre, que cabeceou para o fundo das redes. As equipes mantinham-se no ataque, procurando o gol e buscando a vantagem no placar. Aos 8', em jogada bem trabalha por Bolaños e Pedro Rocha, o equatoriano ficou cara a cara com o goleiro adversário, o tirou do lance e viu a bola morrer no fundo da rede.

A partir daí, o jogo permaneceu disputado. Contudo, nos minutos finais, os tricolores pernambucanos envolveram a jovem defesa gremista, e assim, anotaram muitos gols em poucos minutos de diferença. Aos 41 minutos, Roberto em bela cobrança de falta, converteu o terceiro gol dos nordestinos e desestabilizou totalmente o adversário dentro de campo. Os gaúchos foram facilmente envolvido e, aos 42', em cruzamento de Vitor, Grafite novamente livre na área cabeceou para fazer seu segundo gol.

Com time alternativo repleto de garotos e o foco voltado para outra competição, o mandante continuou vindo para cima e, com elástico placar, em ao jogada individual, Arthur se livrou da marcação e finalizou no canto direito do goleiro Léo, marcando o quinto e último da partida.

Fato é que ambas as equipes não possuem mais objetivos dentro da competição. O grande resultado por parte do Santa Cruz e o vexame protagonizado pelos reservas do Grêmio não alteram em nada as situações dos clubes para as pretenções dos mesmos para 2016. O time pernambucano na última rodada vai até o Morumbi enfrentar o São Paulo. Já o Grêmio tem sua última partida no campeonato sendo disputada na Arena, no domingo, contra o Botafogo. Antes, joga na quarta-feira em partida decisiva da final da Copa do Brasil, contra o Atlético-MG, também na Arena.