Santa Cruz bate Vila Nova e chega ao quarto jogo sem perder na Série B

Encostando no grupo de acesso depois de novo triunfo, Mais Querido demonstra mais eficiência nas finalizações e vence Tigre, que acumula duas derrotas seguidas

Santa Cruz bate Vila Nova e chega ao quarto jogo sem perder na Série B
Foto: Rodrigo Baltar/Santa Cruz
Santa Cruz
1 0
Vila Nova
Santa Cruz: Júlio César; Gabriel Vallés, Bruno Silva, Anderson Salles e Tiago Costa; Wellington Cézar, Derley e João Paulo; André Luís (William Barbio, min. 79), Halef Pitbull (Sandro, min. 91) e Augusto (Bruno Paulo, intervalo). Técnico: Givanildo Oliveira
Vila Nova: Luís Carlos; Maguinho, Alemão, Wesley Matos e Gastón; Heitor, Claudinei (Tiago Adan, min. 75), Léo Rodrigues (Mateus Anderson, min. 49) e Alan Mineiro; Alípio (Fernando Medeiros, min. 82) e Moisés. Técnico: Hemerson Maria
Placar: 1-0, min. 55, André Luís
ÁRBITRO: Paulo Henrique Schleich Volkopf (MS). Cartões amarelos: Gastón (min. 70), Alemão (min. 84) e Bruno Paulo (min. 93)
INCIDENCIAS: Partida válida pela 15ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro 2017, disputada na Arena de Pernambuco, em São Lourenço da Mata

A necessidade de vencer era de ambos, porém apenas um poderia ser agraciado na noite desta terça-feira (18) na Arena de Pernambuco, pela 15ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro 2017. Mandante na oportunidade, o Santa Cruz foi mais eficiente nas finalizações e bateu o Vila Nova por 1 a 0, com gol marcado por André Luís.

Chegando ao quarto confronto sem perder na competição nacional, os corais pulam para a 8ª colocação e ficam a dois pontos do G-4, com 22 pontos ganhos. O Tigre, por sua vez, perde a oportunidade de garantir a vaga no grupo dos classificados à elite e caem à 6ª posição, seguindo com 23 pontos.

Os times voltam a campo, pela 16ª rodada da Segundona, nesse fim de semana. Enquanto os pernambucanos vão seguir na Arena ao receber o Boa Esporte na sexta-feira (21) às 20h30, os goianos duelam contra o Internacional no Serra Dourada de portões fechados por conta de uma confusão no clássico com o Goiás, no sábado (22), às 16h30.

Times são pouco criativos e ficam no zero

Precisando da vitória para continuar próximo ao grupo de classificação à elite, o Santa Cruz não deu descanso e, com um minuto, chegou com qualidade ao ataque. Tiago Costa arrematou da intermediária, porém o goleiro Luís Carlos estava atento ao lance e conseguiu cortar o perigo para escanteio.

Ainda que tivesse mais domínio dentro de campo, o Mais Querido não foi criativo e pouco deu sustos. Visando tirar proveito, o Vila Nova usou a bola parada como uma arma para tentar surpreender e fazer a festa dos torcedores - em presença ínfima - na Arena de Pernambuco. Alan Mineiro bateu falta direto e mandou na rede pelo lado de fora.

Equipes criam pouco no primeiro tempo e ficam zeradas ao intervalo (Foto: Genival Fernandes/Especial à VAVEL Brasil)
Equipes criam pouco no primeiro tempo e ficam zeradas (Foto: Genival Fernandes/Especial à VAVEL Brasil)

Buscando novas possibilidades de sair com vantagem no placar, o time pernambucano tentou utilizar da força individual. André Luís driblou a marcação em velocidade, invadiu bem a área do Colorado e saiu frente a frente com Claudinei, mas trombou com o adversário e caiu pedindo pênalti, contudo nada foi marcado.

Logo depois, contudo, o Tigre voltou a assustar através de um tiro livre próximo à entrada da pequena área com Alan Mineiro. O artilheiro dos goianos na Segundona cobrou colocado e a bola saiu um pouco acima do ângulo esquerdo de Tiago Cardoso, que apenas a observou ir sobre a meta.

Santa é mais eficiente e leva a melhor

Na etapa final, porém, Givanildo tentou resolver os erros de criação ao promover a entrada de um atacante por outro. Augusto, que pouco foi efetivo, deu lugar para a vaga de Bruno Paulo. No início, entretanto, a mexida não surtiu o efeito esperado, já que a primeira boa chance saiu do adversário. Após cruzamento na pequena área, Alemão deixou para Heitor, que finalizou sobre o gol.

Tirando proveito do erro alvirrubro, o Santa abriu vantagem no placar. André Luís recebeu bom passe de João Paulo, girou na pequena área, ficou livre de marcação e, com qualidade, deu belo chute para estufar a rede de Luís Carlos. O goleiro, no entanto, não alcançou e viu a bola ir no ângulo.

Mais Querido mostra eficiência nas finalizações e sai vitorioso contra o Tigre (Foto: Genival Fernandes/Especial à VAVEL Brasil)
Mais Querido mostra eficiência e sai vitorioso sobre o Tigre (Foto: Genival Fernandes/Especial à VAVEL Brasil)

Sentindo o tento sofrido e a desvantagem, além da pressão imposta na Arena pela torcida mandante, o Vila Nova tentou dar novo fôlego para setor ofensivo. Claudinei, que não mostrou qualidade no poder criativo do meio para frente, foi substituído pelo centroavante Tiago Adan. No entanto, quem teve a oportunidade de marcar foram os donos da casa com Halef Pitbull, que saiu de cara para a barra, mas emendou direto para fora.

Nos minutos finais, os times tentaram a todo custo ir à zona ofensiva e com o intuito de fazer a festa. Mostrando mais eficiência para deixar a defesa para trás, os corais tiveram novo lance com Pitbull, que voltou a ficar de frente para o gol. O camisa 9, todavia, voltou a finalizar sobre a meta do Colorado.

Santa Cruz