Martelotte faz mistério e não define Santa Cruz para jogo contra Vila Nova

Com baixas e retornos ao time titular, técnico tricolor deixa escalação em aberto diante dos goianos

Martelotte faz mistério e não define Santa Cruz para jogo contra Vila Nova
Comandante, inclusive, foi o expulso no clássico e será substituído por Adriano Teixeira (Foto: Rodrigo Baltar/Santa Cruz)

Na zona de rebaixamento e sem vencer há nove rodadas na Série B do Campeonato Brasileiro 2017, o Santa Cruz vê a Série C cada vez mais próxima. Em atividade realizada na manhã desta segunda-feira (6), no Arruda, a equipe encerrou preparação para enfrentar o Vila Nova, pela 34ª rodada, no Serra Dourada.

Técnico Marcelo Martelotte, expulso no Clássico das Emoções com Náutico, não poderá ficar na área técnica, tal como o auxiliar Ribeiro Júnior. Quem comanda no banco de reservas coral será outro auxiliar, Adriano Texeira, que é do clube. Para a partida contra o Tigre, o time possui três baixas entre os titulares.

O volante Derley, que recebeu cartão vermelho no fim de semana, vai se juntar aos lesionados Nininho e João Ananias, pois foram vetados  pelo departamento médico. Estão voltando, contudo, o meio-campista Thiago Primão e o atacante Grafite, recuperados de contusões, além do volante Wellington Cézar, que estava cumprindo suspensão.

Na lateral-direita, tudo indica que Walber vai ganhar a oportunidade e, por outro lado, Wellington faz o meio-campo ao lado de Thiago Primão e João Paulo. Apesar de recuperado, o camisa 23 coral deve se manter de opção entre os suplentes, já que André Luís, Ricardo Bueno e Bruno Paulo são os mais cotados para formar o trio ofensivo.

Por estar em situação conturbada na tabela e em momento oposto ao clube goiano, o Mais Querido tenta ganhar sobrevida contra a degola e tenta retomar o caminho das vitórias na Segundona. Mesmo assim, os 11 iniciais não deverão sofrer grandes reformulações, seguindo a base tática já conhecida do torcedor.

Caso não tenham muitas novidades, os tricolores vão a campo diante do Vila com: Júlio César; Walber, Guilherme Mattis, Anderson Salles e Yuri; Wellington Cézar, Thiago Primão e João Paulo; André Luís, Ricardo Bueno e Bruno Paulo. Há a possibilidade, ainda, de André Luís perder a vaga para Graffa, recuando Bruno à armação com João.