Sem aspirações, Santa Cruz e Juventude se enfrentam em último jogo do ano

Corais já rebaixados e gaúchos, que brigaram sem sucesso pelo acesso, cumprem tabela para encerrar a Segundona

Sem aspirações, Santa Cruz e Juventude se enfrentam em último jogo do ano
Foto: Arthur Dallegrave/E.C.Juventude
Santa Cruz
Juventude
Santa Cruz: Jacsson; Walber, Bruno Silva (Sandro), Anderson Salles e Yuri; Wellington Cézar e Thiago Primão; João Paulo e André Luís; Grafite e Ricardo Bueno. Técnico: Adriano Teixeira (interino)
Juventude: Douglas; Bruno Ribeiro, Micael, Maurício e Bruno Collaço; Mateus Santana, Bruninho, Wallacer e Felipe Lima; Ramon e Yago. Técnico: Antônio Carlos Zago
ÁRBITRO: Paulo Henrique de Melo Salmazio (MS)
INCIDENCIAS: Partida válida pela 38ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro 2017, a ser disputada no Arruda, em Recife

Santa Cruz e Juventude vão abrir a 38ª e última rodada da Série B do Campeonato Brasileiro 2017, em duelo isolado nesta terça-feira (21), no estádio do Arruda. Os dois times já não tem mais objetivos a serem alcançados no último compromisso e apenas cumprirão tabela, com o intuito apenas de fechar a temporada vencendo.

Os corais, que iniciaram a competição sonhando em retornar à Série A, disputada em 2016, tiveram um 2017 com muitos erros e frustrações, culminando assim na segunda queda à terceira divisão. Única mexida que o confronto pode causar na vida dos pernambucanos é a posição final pois, em caso de vitória, sai da vice-lanterna à 18º colocação, já ter mais uma derrota há a possibilidade de ocupar o último lugar.

Já o Papo, que começou a campanha de maneira positiva e chegando a liderar o campeonato, acabou perdendo o gás e ficando de fora da luta pelo retorno à elite. Depois de ter o seu sonho adiado, máximo que os jaconeros podem conseguir no último desafio da temporada é manter a 8ª posição, podendo perder até duas colocações com um revés.

Jovens agradaram e podem ter nova chance

Com o rebaixamento confirmado desde a 35ª rodada, ao perder por 4 a 2 para o Boa Esporte em Varginha, o Santa Cruz vem dando chances a algumas peças novas nas últimas partidas da atual temporada. Com poucas opções à disposição, o técnico Adriano Teixeira lançou, diante de Paraná e Paysandu, nomes que não tiveram espaço ao longo deste ano.

Os volantes Lucas Gomes e Marcílio, que haviam sido emprestados ao Sampaio Corrêa, onde só atuaram uma e duas vezes, respectivamente até retornar ao clube coral, vieram entrar novamente em campo esses dois últimos jogos. Também volante, o jovem Ítalo fez sua estreia entre os profissionais na derrota para o Papão da Curuzu.

Júlio César, Walber, Thiago Primão, João Paulo, Grafite, Ricardo Bueno e André Luís, que não estiveram aptos contra os bicolores, ficam livres para o comandante tricolor. Suspensos, Derley, Bruno Paulo e Augusto não vão poder jogar, deixando algumas dúvidas para confirmar quem estará entre os 11 do Mais Querido. Marcílio, que tem presença quase certa, revela estar com o futuro em aberto para 2018.

"Desde 2011, estou aqui no clube e tenho identificação muito boa. Não chegou nada para mim nem para o meu empresário. Por mim fico por aqui, pois quero jogar aqui e quero fazer história. No Sampaio foi difícil porque cheguei lá e me machuquei. Fiquei dois meses lesionado e não tive uma sequência de jogos", declarou o volante.

Juventude quer reviver duelo do primeiro turno contra os recifenses

Sem êxito na missão de subir à primeira divisão, os alviverdes, que não vencem desde a 33ª rodada quando superaram o Ceará por 1 a 0, têm a chance de garantir seus últimos três pontos na competição diante do Santa Cruz, adversário já vencido pelos gaúchos no primeiro turno. Na ocasião, jogando no Alfredo Jaconi, o Ju venceu com dois gols de Tiago Marques e Júlio Sheik descontando para os pernambucanos.

A vitória é importante também para o técnico Antônio Carlos Zago, já que, na segunda passagem pelo Papo, conquistou até aqui uma vitória, na reestreia. Em sequência, dois empates por 0 a 0 nos desafios finais em casa, com Oeste e Figueirense, e dois revés fora de seus domínios, contra CRB e América-MG.

Modificado em relação ao time que ficou na igualdade sem gols ante o Figueira, o Verdão não vai contar com Matheus Cavichioli, Pará, Diego Felipe, Leílson e Tiago Marques. Diego, inclusive, recebeu seu terceiro amarelo e vai ter de cumprir suspensão automática. Tentando deixar o último resultado de lado, o treinador alviverde aposta na motivação do grupo para quebrar a sequência de seis partidas sem vencer longe de casa.

"Infelizmente, não marcamos um gol e, por isso, fica um pouquinho de frustração pelo resultado contra o Figueirense. De qualquer modo, nós temos mais um confronto pela frente, ante o Santa Cruz. Vamos tentar aproveitar para buscarmos opções dentro do grupo de atletas, já que a equipe vai a campo modificada", disse Zago.