Pensando em 2018, Júnior Rocha é apresentado como novo técnico do Santa Cruz

Comandante tricolor estava no Luverdense, onde se destacou por vencer a Copa Verde

Pensando em 2018, Júnior Rocha é apresentado como novo técnico do Santa Cruz
Rocha contará com um elenco reduzido em 2018 (Foto: Divulgação / Santa Cruz)

Dias após a apresentação do novo executivo de futebol remunerado, o presidente Constantino Júnior apresentou, na manhã desta terça-feira (19), o novo treinador do Santa Cruz para próxima temporada. Trata-se de Junior Rocha. Ainda desconhecido no cenário nacional, Junior foi peça importante em conquistas do Luverdense onde iniciou sua carreira como técnico conquistando de forma invicta o título da Copa Verde

Um dos problemas que Junior Rocha encontrará no comando do Santa Cruz será o fato de que, com o rebaixamento, os problemas financeiros do Tricolor serão ainda maiores, o que resultará em um elenco mais enxuto. Com isso, o novo comandante da equipe terá que ser cirúrgico em suas contratações, além de usar bastante as divisões de base.

"Não adianta pensar na quantidade de jogadores, e sim na qualidade. Tenho experiências em montagem de elenco no Luverdense, sem passar do orçamento, sem fazer loucuras. O trabalho do dia a dia será fundamental. Levo em consideração o que se faz nos treinamentos. Tenho a expectativa de aproveitar ao máximo as categorias de base ", disse Junior na coletiva

Ao contrário do que se esperava, Grafite, um dos principais líderes dentro e fora do campo, poderá continuar no elenco, contando, inclusive, com o apoio do novo técnico, que em entrevista coletiva, reafirmou a confiança no centroavante tricolor. Além disso, ele ressaltou a importância que a torcida do Santa Cruz terá na temporada.

"Grafite é uma liderança positiva dentro do clube. Não só ele, como o Vítor. Mas tem que estar motivado, não abro mão de ter o jogador envolvido com o processo. Não é fácil achar um camisa 9. Todos os clubes estão correndo atrás de centroavantes. Se o Grafite continuar, será fundamental para a equipe", afirmou o técnico.

"Cheguei para enfrentar o Santa Cruz quase rebaixado e a torcida cantou do início ao fim. Inclusive comentei nos vestiários que este era o espírito verdadeiro, a torcida coral dispensa comentáriosFiquei muito feliz com a recepção que tive da torcida. Fiquei bem feliz, também, de ver a estrutura do Arruda. Precisamos fazer algo funcional, ajustar um pouco. Mas temos estrutura", finalizou Junior Rocha.