Júnior Rocha ressalta o que contribuiu para  derrota do Santa Cruz: "não tinha como sair jogando nesse gramado"

Com o resultado, o Tricolor do Arruda é o lanterna do Estadual com apenas um ponto ganho

Júnior Rocha ressalta o que contribuiu para  derrota do Santa Cruz: "não tinha como sair jogando nesse gramado"
Foto: Rodrigo Baltar/Santa Cruz Futebol Clube

No terceiro jogo em menos de uma semana, o Santa Cruz foi derrotado, por 2 a 0, pelo América-PE na tarde deste domingo (21), no Estádio Ademir Cunha, em Paulista. No jogo válido pela segunda rodada do Campeonato Pernambucano, o Tricolor teve um jogador expulso, o lateral direito Italo, e agora amarga na lanterna do Estadual.

Durante todo o primeiro tempo, o time Coral, que teve quatro titulares poupados, deteve a maior posse de bola, chegou com perigo ao gol adversário, contudo acabou indo para o intervalo sem marcar gol. Mas no segundo tempo, a equipe do técnico Roberto de Jesus foi quem aproveitou as chances e acertou o gol Tricolor duas vezes, com o atacante Billy e o com meio-campo Tiago Bagagem, aos dez e 23 minutos respectivamente.  

Após o jogo, o técnico Júnior Rocha destacou as falhas da equipe. “Perdemos por erros coletivos, treinamos muito defender com oito atletas, pecamos bastante neste aspecto e o América-PE soube aproveitar as chances”, avaliou.

Outro ponto ressaltado pelo treinador foram as condições do gramado do Mequinha. “O gramado também atrapalhou. Não tinha como sair jogando nesse gramado sem condições. A bola não rola direito, mas não foi o motivo da nossa derrota”, completou Júnior Rocha.

Além disso, o técnico Coral pediu paciência por parte da torcida do Santa. “A cobrança é positiva, mas eu só peço paciência porque remontamos um time e eu assumo o que está sendo realizado”, frisou. 

O Santa Cruz retorna aos gramados contra o Central na próxima quinta-feira (25), às 20h, no Estádio do Arruda. Já o América-PE encara o Salgueiro na quarta-feira (24), também às 20h, no Estádio Cornélio de Barros, no Sertão de Pernambuco.