Preparado contra surpresas, Santos visita Audax na primeira decisão do Paulista

Com apoio de sua torcida, Audax quer seguir surpreendendo e conta com força da torcida para ter bom resultado em casa; Peixe se

Preparado contra surpresas, Santos visita Audax na primeira decisão do Paulista
Foto: Flickr Santos FC
Audax
Santos
Audax : Sidão; André Castro, Yuri, Bruno Silva e Velicka; Camacho, Tchê Tchê e Juninho; Mike, Bruno Paulo e Ytalo
Santos: Vanderlei, Victor Ferraz, David Braz, Gustavo Henrique e Zeca; Thiago Maia, Renato, Vitor Bueno e Lucas Lima; Gabriel e Ricardo Oliveira
ÁRBITRO: Flavio Rodrigues de Souza, com Herman Brumel Vani e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa.

Após quase longos cinco meses de campeonato, o Paulistão 2016 finalmente chega nas suas partidas decisivas com equipes opostas em termos de tradição, mas que se mostraram dignas da disputa. A taça de campeão começa a ser disputada nesta tarde de domingo com o Audax recebendo o Santos no estádio José Liberatti, em Osasco, às 16h, no horário de Brasília.

Novato, mas com muita história pra contar, o time que tem Vampeta como presidente chega credenciado após vencer o Trio de Ferro da capital. O Palmeiras na fase de grupos e a dupla São Paulo e Corinthians no mata-mata. Este último, em plena arena, nas penalidades. Com futebol envolvente, bonito de se ver e muitas vezes arriscado, faz jus ao padrão que todos apostaram por anos e os frutos estão sendo colhidos nessa final inédita.

Já o Peixe é o bicho-papão do torneio. Pela oitava vez seguida, tenta o bi, além de quebrar a má impressão deixada quando perdeu em 2014 para o Ituano, em pleno Pacaembu. Na primeira fase, na Vila Belmiro, deu Santos de virada, mas com equipes bem modificadas.

VAVEL Brasil transmitirá a partida em tempo real minuto a minuto com tudo da decisão desde a manhã, trazendo as informações em primeira mão, além do jogo, às 16h. A arbitragem fica por conta de Flavio Rodrigues de Souza, com Herman Brumel Vani e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa.

Começar com força total

A surpresa deste começo de ano não é bem novidade no cenário paulista. Mesmo eliminado na primeira fase nos anos anteriores, o trabalho do técnico Fernando Diniz foi mantido e a colheita está sendo feita nesta temporada.

Não só a final do Paulistão, mas uma vaga na Série D do Brasileiro apareceu na vida do Audax, jovem time de Osasco. E a ousadia para peitar grandes de São Paulo será mantido nessa primeira partida da final. O estilo de jogo não será mudado e o esquema de posse de bola, saindo com a bola no chão desde a zaga, muitas vezes arriscada e com trabalho do goleiro Sidão, vai ser preservada, causando uma mescla de medo e confiança nas duas torcidas.

E um dos destaques da equipe, carrasco na semifinal contra o Corinthians e já com acordo para defender o Palmeiras, o lateral direito/meia Tchê Tchê falou sobre a expectativa da final e garantiu confiança para vencer, carimbando o rótulo de equipe simpática.

"Se não formos campeões, vai ser como em anos passados, que era um time bonitinho, mas que, para muitas pessoas, não tinha chance de buscar título. Para coroar de verdade esse trabalho, tem de ser com título."

A provável equipe de Osasco não terá mudanças para enfrentar o Santos. Sem problemas com suspensões ou lesões, os titulares de Fernando Diniz devem ser Sidão; André Castro, Yuri, Bruno Silva e Velicka; Camacho, Tchê Tchê e Juninho; Mike, Bruno Paulo e Ytalo.

Preparados contra a zebra

De uma coisa o Peixe não poderá reclamar: aviso. Durante mais de uma semana, muito se falou sobre o adversário desse domingo, com muitas análises táticas, técnicas, fórmulas para se neutralizar o time da Grande São Paulo. A vitória e a forma como se portou em plena Arena Corinthians abarratoda de gente impressionou e por isso o alvinegro da Vila se preparou da melhor forma para esse primeiro jogo.

Mesmo com o jogo da volta pela Copa do Brasil, contra o xará do Amapá, a equipe não teve dificuldades, jogando com reservas, preservando completamente os titulares para essa decisão. E toda cautela será bem vinda, ainda mais após o apagão que o time sofreu nos cinco minutos finais da semifinal contra o Palmeiras, onde a classificação praticamente definida quase foi jogada fora em bobeadas do ataque. Foi preciso da adrenalina das penalidades para avançar.

E foi sobre esse descanso e o modo de se preparar que o jovem volante Thiago Maia falou em entrevista com os jornalistas. Pra ele, o descanso e o estudo do rival foram fundamentais para a preparação.

"Tivemos tempo para trabalhar, alguns jogadores foram poupados na Copa do Brasil. Dorival sempre passa o máximo de informação para gente. Vou me adaptar para o estilo de jogo deles. Pegar forte no meio de campo."

Com David Braz confirmado, após ser dúvida durante a semana com um problema no tornozelo esquerdo, o time do Santos está escalado com Vanderlei, Victor Ferraz, David Braz, Gustavo Henrique e Zeca; Thiago Maia, Renato, Vitor Bueno e Lucas Lima; Gabriel e Ricardo Oliveira. A equipe se manterá a mesma que venceu o clássico no fim de semana passado.

Para essa final não teremos gol fora de casa, o que resulta em penalidades caso os dois jogos terminem com resultados iguais ou os saldos se igualem. Neste domingo, o José Liberatti estará lotado, enquanto a Vila Belmiro será o palco da decisão no próximo dia 08. A VAVEL trará todas as informações de ambas partidas.