Sem seu trio de ouro, Santos vai até Florianópolis enfrentar confiante Figueirense

Para a partida, o técnico Dorival Júnior não poderá contar com seus destaques: Lucas Lima, Ricardo Oliveira e Gabriel. Já Vinícius Eutrópio aposta na força da torcida e em Rafael Moura para bater a equipe paulista

Sem seu trio de ouro, Santos vai até Florianópolis enfrentar confiante Figueirense
: Gatito Fernández; Jefferson, Bruno Alves, Jaime, Marquinhos Pedroso; Elicarlos, Jocinei, Ferrugem, Bady; Guilherme Queiroz e Rafael Moura. Técnico: Vinícius Eutrópio.
: Vanderlei; Victor Ferraz, David Braz, Gustavo Henrique, Zeca; Thiago Maia, Renato, Rafael Longuine, Vitor Bueno; Paulinho e Joel. Técnico: Dorival Júnior.
ÁRBITRO: Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhães (RJ)
INCIDENCIAS: Partida válida pela 3ª rodada do Campeonato Brasileiro, no Estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis, Santa Catarina.

Confiança e otimismo. São essas duas palavras que definem Figueirense e Santos para a partida desta quarta-feira (25), às 19h30, no Estádio Orlando Scarpelli. Precisando da vitória, ambas as equipes devem jogar tentando sufocar o adversário, e, até por isso, o jogo promete muitos gols.

Para a partida, o técnico Dorival Júnior não poderá contar com seus três principais jogadores: Lucas Lima, Gabriel e Ricardo Oliveira. Os dois primeiros já se apresentaram a seleção para a disputa da Copa América e o último encontra-se lesionado. Em seus lugares, devem entrar, Rafael Longuine, Paulinho e Joel. O treinador do Santos ainda não poderá contar com Paulo Ricardo e Léo Cittadini, também machucados.

Já o Alvinegro Catarinense não poderá contar com vários jogadores, dentre eles, Carlos Alberto. A escalação que deve começar a partida terá o atacante Rafael Moura, já que o jogador iniciou muito bem o Campeonato Brasileiro, marcando 2 gols na partida diante do Cruzeiro, quando a equipe empatou e levou 3 pontos importantes para Florianópolis.

O histórico de jogos das equipes tem ampla superioridade do Alvinegro Praiano. Nos 26 jogos entre os dois, o Peixe conta com 17 vitórias, contra apenas 8 do Figueira, e ainda 1 empate. A última vitória do time de Santa Catarina foi no Brasileirão de 2011, quando venceu por 3 a 2, jogando como visitante.

REFORÇOS E CONFIANÇA PARA O RESTANTE DO BRASILEIRO

Ainda nesta quarta-feira (25), chegou a principal contratação do Santos para o Brasileirão até aqui. Trata-se do atacante colombiano Copete, que vinha sendo um dos principais destaques do Atlético Nacional na Libertadores da América, onde a equipe encontra-se atualmente nas semifinais e enfrentará o São Paulo.

O jogador esbanjou felicidade na chegada ao clube praiano, e promete ser uma das principais armas da equipe de Dorival Júnior na disputa pelo Campeonato Brasileiro de 2016.

“Quero fazer história no Santos. É um contrato longo, tenho tempo para aprender muitas coisas. Espero que tudo saia bem e que possamos cumprir os objetivos planejados nesta nova etapa do Santos. É um grande passo. Espero estar com meus companheiros em breve. Quero estrear logo. Estou ansioso” , disse o jogador em entrevista ao site “globoesporte.com”.

APOSTA NA FORÇA DA TORCIDA E NOS DESFALQUES DO ADVERSÁRIO

O Figueirense conta principalmente com o fator casa para o Campeonato Brasileiro de 2016. Buscando principalmente o objetivo de permanecer na 1ª divisão, a equipe treinada por Vinícius Eutrópio aposta todas suas fichas nos desfalques do adversário, mas, mesmo assim, prega respeito ao Santos.

“É difícil prever. O Santos tem uma base de bicampeão paulista, um time que está há um bom tempo sendo dirigido pelo Dorival, muito bem dirigido. Tem uma base de sete jogadores, mesmo com a saída dos três, com mais de 100 jogos com a camisa do Santos, é um time quase definido, um time rápido, que gosta de jogar. Às vezes, aparentemente, deixa jogar, procurando espaços que necessitam. Tudo isso vamos passar aos jogadores, mas, acima de tudo, tem o respeito. Temos que estar organizados e com nível de concentração alto”, ressaltou Eutrópio.