Com dois gols de Gabriel, Santos goleia Fluminense fora de casa e se aproxima do G-4

Gabriel brilhou e marcou dois gols na vitória do Peixe, que agora é o quinto colocado no Brasileirão

Com dois gols de Gabriel, Santos goleia Fluminense fora de casa e se aproxima do G-4
Foto: Divulgação/Fluminense FC
Fluminense
2 4
Santos
Fluminense: Diego Cavalieri; Jonathan (Giovanni, min. 23'/2ºT), Gum, Henrique e Wellington Silva; Pierre (Maranhão, min. 9'/2ºT), Douglas, Cícero e Gustavo Scarpa; Marcos Junior (Osvaldo, min. 38'/2ºT) e Magno Alves. Técnico: Levir Culpi
Santos: Vanderlei; Victor Ferraz, Luiz Felipe, Gustavo Henrique e Zeca; Thiago Maia, Renato, Léo Cittadini (Lucas Lima, min. 23'/2ºT) e Vitor Bueno; Gabriel e Rodrigão (Joel, min. 28'/2ºT). Técnico: Dorival Junior
Placar: 1-0, min. 13'/1ºT, Marcos Junior. 1-1, min. 38'/1ºT, Rodrigão. 1-2, min. 47'/1ºT, Gabriel. 1-3, min. 5'/2ºT, Gabriel. 2-3, min. 20'/2ºT, Marcos Junior. 2-4, min. 27'/2ºT, Luiz Felipe.
INCIDENCIAS: 10ª rodada do Campeonato Brasileiro 2016, jogo realizado no estádio Kleber Andrade, em Cariacica, Espírito Santo.

Na noite desta quarta-feira (22), o Santos foi à Cariacica, no Espírito Santo, enfrentar o Fluminense pela 10ª rodada do Campeonato Brasileiro. No estado onde nunca perdeu em sua história, o Peixe manteve a invencibilidade e venceu o Flu por 4 a 2, com direito a dois gols de Gabriel -- Rodrigão e Luiz Felipe completaram o placar para o Santos, enquanto Marcos Junior marcou os dois do Flu.

Com o resultado, o Santos subiu para o quinto lugar com 16 pontos, um ponto atrás do primeiro time dentro do G-4. Já o Flu, caiu para a 13ª posição e continua com os 13 pontos, chegando a segunda derrota seguida.

Na próxima rodada as equipes tem clássico. O Fluminense enfrenta o Flamengo, na Arena das Dunas, no domingo (26), às 16h (de Brasília). No mesmo dia e horário, o Santos enfrenta o São Paulo no Pacaembu. 

Fluminense domina e sai na frente, mas Santos vira no fim do primeiro tempo

O Fluminense começou melhor e pressionando o Santos. Aos sete minutos, Cícero cobrou falta perigosa de longa distância e por pouco não abriu o placar. Mas, aos 13 minutos o Flu conseguiu abrir o placar. Após bola cruzada na área, Magno Alves subiu mais que a marcação e desviou para o meio, Marcos Junior saiu livre -- em posição irregular -- de frente para o goleiro Vanderlei e entrou com bola e tudo.

O Santos conseguiu equilibrar um pouco o jogo, evitando as chegadas do Flu com frequência. A primeira finalização do time paulista só veio aos 21 minutos, quando Thiago Maia arriscou da entrada da área, mas a bola passou longe da meta de Diego Cavalieri.

O Flu quase ampliou o placar aos 27 minutos, mas parou em Vanderlei. Gustavo Scarpa cruzou para área, Gustavo Henrique afastou mal e a bola sobrou para Marcos Junior cabecear, mas o goleiro do Santos defendeu. No rebote, Magno Alves finalizou e outra vez Vanderlei salvou. Na sobra, Gum cabeceou por cima e não conseguiu ampliar o placar.

Poucas vezes o Santos chegou ao ataque, mas quando chegou foi eficiente. O time suportou a pressão do Flu e aos 38 minutos conseguiu empatar o jogo. Rodrigão recebeu passe de Léo Cittadini, se livrou da marcação de Henrique, invadiu a área e bateu na saída de Diego Cavalieri. Já nos acréscimos, aos 47 minutos, Vitor Bueno deu assistência para Gabriel dentro da área tricolor para virar o jogo.

Santos domina, aproveita as falhas do Flu e decide o jogo

O Santos voltou ligado para o segundo tempo e logo aos cinco minutos Rodrigão recebeu passe de Léo Cittadini, mas antes do atacante finalizar o lateral Wellington Silva desviou a bola e ela sobrou limpa para Gabriel, livre com o gol aberto, ampliar o placar para o Santos.

O Fluminense tentou reagir ao terceiro gol do Santos aos oito minutos, quando Scarpa avançou em velocidade e finalizou com perigo da entrada da área. O Flu cresceu no jogo e aos 20 minutos conseguiu diminuir o placar. Magno Alves deu lindo passe e deixou Marcos Junior livre na área, o atacante só tocou de cobertura tirando do goleiro Vanderlei.

A reação do Flu parou aos 27 minutos, quando após cobrança de escanteio o zagueiro Luiz Felipe aproveitou a sobra para marcar o quarto gol do Santos. O Fluminense sentiu o gol e não conseguiu mais pressionar o Santos, que por sua vez trabalhava mais a bola com tranquilidade -- e direitos a gritos de 'Olé' -- e levava perigo nos contra-ataques.