Dorival Júnior aponta sequência de jogos do Santos como culpada pela derrota contra o Sport

Treinador santista criticou calendário apertado do Campeonato Brasileiro

Dorival Júnior aponta sequência de jogos do Santos como culpada pela derrota contra o Sport [SEM FOTO]

Apesar da derrota para o Sport, a equipe do Santos deve deixar a Ilha do Retiro com a cabeça erguida. Pelo menos foi essa a mensagem que passou o técnico Dorival Júnior em entrevista após a partida, onde fez questão de elogiar o desempenho de seus comandados, apesar do placar adverso. Além dos elogios à postura do time, o treinador santista também demonstrou um certo receio, acompanhado de descontentamento, com a arbitragem brasileira.

Quando perguntado sobre o pênalti que Ronaldo Alves, zagueiro do Sport, teria cometido e sobre a expulsão de Elano, Dorival preferiu não se aprofundar na questão, mas fez críticas ao nível dos árbitros do Campeonato Brasileiro"Eu não quero mais falar em arbitragem porque ela tá terrível em todo momento. Ou você fala alguma coisa, ou é penalizado. Vamos continuar vendo isso, muitos erros decisivos, que influenciam diretamente em resultados, mas prefiro ficar só por aí", disse o técnico, que foi punido recentemente pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) por conta de reclamações semelhantes.

Além disso, o treinador santista comentou a sequência de jogos em um curto período de tempo à qual seu time foi submetido: "Não é que tenha atrapalhado, mas jogar numa quarta-feira um jogo desgastante como foi, e dois dias e meio estar em campo novamente, fica difícil jogar em alto nível novamente. Tanto é que a lesão do Vitor Bueno foi pelo acúmulo de jogos. Não tem como ser diferente. Isso vem acontecendo com várias equipes no futebol brasileiro. Quem joga na quarta e no sábado fatalmente terão problemas. Esses problemas acabam nos custando caro porque nos tiram jogadores importantes", declarou Dorival.

Deixando de lado o resultado, o técnico fez um breve análise da partida, reconhecendo superioridade rubro-negra no começo do jogo: "O desempenho foi muito bom. No primeiro tempo, o Sport prevaleceu um pouco, até encaixarmos uma maneira de jogar, melhoramos a partir dos 20 minutos, conseguimos nos impôr. Criamos boas oportunidades, não fizemos o gol, mas a equipe foi bem, procurou criar. Teve aí a situação da penalidade, mas infelizmente não conseguimos o empate", reiterou.

Por fim, Dorival também revelou sua conversa com Elano, que acabou sendo expulso aos 27 minutos da segunda etapa, levando dois amarelos seguidos por reclamação, logo após ter sofrido falta na intermediária defensiva: "Ele me disse que não xingou o árbitro, não levantou a voz, então deveria ser executada a leitura labial para conferir o que vai ser posto na súmula e o que realmente foi dito no mometno da expulsão", ressaltou o treinador. A expulsão do meia santista foi muito semelhante à de Marquinho, jogador do Fluminense, em partida válida pela Copa do Brasil, contra o Corinthians.