Santos recebe Atlético-PR buscando consolidação no G-4

Equipes almejam ocupar a zona classificatória e garantir vaga na Libertadores da América do ano que vem e apostam todas as fichas neste confronto

Santos recebe Atlético-PR buscando consolidação no G-4
Foto: Divulgação / Atlético-PR
Santos
Atlético-PR
Santos: Vanderlei, Victor Ferraz, David Braz, Luiz Felipe e Zeca; Renato, Thiago Maia, Lucas Lima e Vecchio (Jean Mota); Copete e Ricardo Oliveira (Rodrigão). Técnico: Dorival Júnior
Atlético-PR: Weverton; Rafael Galhardo, Paulo André, Thiago Heleno e Nicolas; Otávio e Hernani; Lucho González, Lucas Fernandes e Pablo; Luan. Técnico: Paulo Autuori
ÁRBITRO: Pericles Bassols Pegado Cortez.
INCIDENCIAS: Partida válida pela 28ª rodada do Campeonato Brasileiro, a ser disputada na Vila Belmiro.

Neste sábado (1º), Santos e Atlético-PR fazem um dos confrontos que compoem a 28ª rodada do Campeonato Brasileiro. O confronto marcado para às 16h acontecerá na Vila Belmiro e o Peixe tem uma grande missão: se consolidar entre os quatro primeiros da tabela. O Furacão também está de olho no G-4 e tem três pontos a menos que a equipe alvinegra. A posição dá vaga para disputar a Libertadores da América 2017.

Com 45 pontos, o Santos abre o G4, mas tem na cola o Fluminense, com dois pontos a menos, além do Atlético-PR. O sétimo colocado é o Corinthians, com 41 pontos. Grêmio, com 40, Ponte Preta, com 39, e Botafogo e Chapecoense, ambos com 38, também têm chances de conseguir ocupar a quarta posição.

Santos terá equipe titular quase completa para o confronto

Após três jogos desfalcando o Peixe por causa de uma lesão na coxa direita, Ricardo Oliveira será titular na partida deste sábado, contra o Atlético-PR. Com seu retorno, o técnico Dorival Júnior terá apenas dois desfalques: Gustavo Henrique (ruptura no ligamento cruzado do joelho esquerdo) e Vitor Bueno (lesão na coxa esquerda). Por isso, o Alvinegro terá David Braz na zaga e Jean Mota no meio-campo.

Caso o Alvinegro perca o duelo deste sábado, poderá ver os paranaenses empatam na pontuação, já que o Santos tem saldo de gols melhor e não perde o posto para o rival mesmo com uma derrota. Porém, o Fluminense tem 43 pontos e recebe o Sport, no Rio de Janeiro, também no sábado, mas às 11h (de Brasília). Se os cariocas vencerem, podem ultrapassar os santistas.

Para Lucas Lima, o duelo tem grande importância, já que é quase um confronto direto. O meia ressaltou a obrigação de vencer, já que o Peixe joga em casa, com o apoio da torcida.

"Queremos nos manter no G-4 e tentar tirar a diferença. É um jogo muito importante, decisão, jogando em casa, com apoio da torcida. Temos obrigação de vencer", afirmou o meia.

Furacão quer colar no G-4 e brigar pela vaga na Libertadores

No Atlético-PR, a força da defesa é o trunfo para conquistar com um bom resultado da Vila Belmiro. A equipe é a menos vazada do Campeonato Brasileiro, com apenas 23 gols sofridos, e engatou uma sequência de duas vitórias seguidas, voltando a sonhar com o G-4. E para entrar de vez na briga pela vaga na Libertadores, a equipe de Paulo Autuori precisa vencer o Santos.

Um dos líderes do grupo, o zagueiro Paulo André, projetou um clima de decisão entre as duas equipes, já que a briga por uma casquinha entre os quatro primeiro é intensa.

"Será um jogo ainda mais decisivo, com um grau de dificuldade maior, por ser fora de casa. É um confronto direto para nos aproximarmos do G-4. Vamos concentrados e cientes de que teremos uma pedreira pela frente. Temos que nos defender bem. O Santos dificilmente perde dentro de sua casa. Se conseguirmos levar esse jogo de forma competitiva, podemos criar boas chances e marcar gols", avaliou o defensor.

E para o duelo contra o Peixe, o Atlético-PR dpoderá ter duas mudanças no time titular. Artilheiro do clube na temporada, com 13 gols, o atacante André Lima, com um edema no joelho esquerdo, continua fora, e o Furacão terá o retorno do volante Hernani, recuperado de um desconforto na panturrilha.

Além disso, Autuori segue sem poder contar com o zagueiro Cleberson, o goleiro Lucas Macanhan, o lateral-esquerdo Sidcley e o meia Luciano Cabral, todos no departamento médico. O volante Deivid e o meia Nikão ainda estão em fase de transição, sem previsão de retorno.

Com essas alterações, o Atlético-PR pode entrar em campo na Vila com: Weverton; Rafael Galhardo, Paulo André, Thiago Heleno e Nicolas; Otávio e Hernani; Lucho González, Lucas Fernandes e Pablo; Luan.