No retorno de Ricardo Oliveira, Santos derrota Atlético-PR e garante manutenção no G-4

Após ficar longe dos gramados por três jogos devido a uma contusão, atacante converte pênalti que abriu o marcador da partida

No retorno de Ricardo Oliveira, Santos derrota Atlético-PR e garante manutenção no G-4
Foto:  Marco Oliveira/Atlético-PR
Santos
2 0
Atlético-PR
Santos: Vanderlei; Victor Ferraz, David Braz, Luiz Felipe e Zeca; Renato eThiago Maia; Lucas Lima e Vecchio (Jean Mota); Copete (Paulinho) e Ricardo Oliveira (Yuri). Técnico: Dorival Júnior.
Atlético-PR: ATLÉTICO-PR: Weverton; Rafael Galhardo, Paulo André, Thiago Heleno e Nicolas; Otávio e Hernani; Lucho González (Luan), Lucas Fernandes (Marcos Guilherme) e Matheus Rosseto; Pablo. Técnico: Paulo Autuori.
Placar: 1-0, min. 29/1ºT, Ricardo Oliveira. 2-0, min. 37/2ºT, Paulinho.
ÁRBITRO: Pericles Bassols Pegado Cortez. Cartões amarelos: Lucas Lima e David Braz (SAN); Weverton (ATL).
INCIDENCIAS: Partida válida pela 28ª rodada do Campeonato Brasileiro, realizada na Vila Belmiro.

Santos e Atlético-PR se enfrentaram na tarde deste sábado (1º) em confronto quase direto por uma vaga no G-4, válido pela 28ª rodada do Campeonato Brasileiro. Quem se deu melhor foi o Peixe, atuando na Vila Belmiro. A vitória tranquila por 2 a 0 manteve os donos da casa no G-4.

O primeiro tempo não contou com muitos lances expressivos, já que as equipes  se esbarravam nas marcações adversárias. O primeiro gol do Santos surgiu numa cobrança de pênalti, onde Ricardo Oliveira, que esteve ausente por três jogos devido a uma lesão, retornou ao time e balançou as redes. Na etapa complementar, a postura do Alvinegro Praiano melhorou e conseguiu se impor mais na partida, tanto que no final da etapa complementar, Paulinho entrou na substituição e marcou o segundo tento, ampliando o placar.

Com a vitória, o Santos garantiu sua permanência na quarta posição da tabela somando 48 pontos, enquanto o Atlético-PR ocupa a sexta posição com 42 pontos. O próximo compromisso do Peixe será na quarta-feira (5), quando receberá o Fluminense na Vila Belmiro às 21h. Já o Furacão, no mesmo dia, mas às 19h30, recebe a Chapecoense na Arena da Baixada.

Santos sai na frente com pênalti convertido por Ricardo Oliveira

Como esperado, o Santos iniciou o primeiro tempo aparecendo mais, mostrando ter mais domínio de jogo. O Atlético-PR por sua vez, ainda tentava sair jogando, mas o Alvinegro adiantou sua marcação, dificultando o trabalho adversário. A forte marcação do Furação também atrapalhou as tentativas do Peixe de penetrar na área. 

O primeiro lance perigoso da partida surgiu aos 14 minutos a favor do Atlético-PR, quando Otárvio pegou a sobra da zaga santista e arriscou o chute de muito longe. Bem colocado, Vanderlei espalmou a bola e afastou o perigo. O Santos, em suas tentativas, abusava dos lançamentos longos, mas não conseguia sucesso nas recepções para dar continuidade no lance, porém, sua postura defensiva dava maior segurança à equipe para buscar jogo.

Aos 28 minutos, uma chance de ouro surgiu para o Santos. Vecchio disparou pelo meio e acertou bom passe para Lucas Lima na direita, que devolveu a bola dentro da área, pela esquerda, e o meia foi derrubado ao tentar driblar Weverton. Na cobrança, Ricardo Oliveira, que estava fora há três jogos, bateu com precisão no canto esquerdo, e Weverton saltou para o outro lado, deixando a bola entrar e balanças as redes. 

O gol deu maior tranquilidade ao Santos, que não estava conseguindo acertar nas finalizações. O Atlético-PR por sua vez, trocava passes pacientemente, mas acabava perdendo a posse para os donos da casa, que seguraram o jogo até o apito indicando o fim da etapa inicial.

Paulinho amplia e sacramenta vitória do Peixe

A etapa complementar iniciou com bons lances para as duas equipes. Aos três minutos, Hernani cobrou falta a favor do Atlético-PR com categoria, direto para o gol, e Vanderlei somente observou a bola explodir no travessão. Na resposta, Thiago Maia arriscou o chute depois do contragolpe. Weverton rebateu mal e Lucas Lima cruzou no meio, mas ninguém surgiu para completar o lance.

Foi evidente a melhora do jogo, já que algumas atuações em campo cresceram, ajudando no desempenho das equipes. Aos 16 minutos, o Santos acabou por desperdiçar uma boa chance de ampliar a vantagem quando Lucas Lima disparou em velocidade pelo meio, se livrou da marcação de dois jogadores em uma linda jogada, e, cara a cara com Weverton, chutou rasteiro, mas para fora.

O Atlético-PR contou com uma ótima chance aos 24 minutos, e o árbitro invalidou o lance. Hernani fez ótimo cruzamento pela esquerda, Lucho González saltou para tentar desviar, e Vanderlei espalmou, em uma bola muito difícil. Na sequência, o árbitro marcou impedimento inexistente. 

Uma alteração certeira rendeu o segundo gol do Peixe aos 37 minutos, em cruzamento de Renato para o meio da área. Paulinho, que havia acabado de entrar em campo, se antecipou a Paulo André, desviou de cabeça, e acertou o canto esquerdo de Weverton, ampliando a vantagem dos donos da casa.

O placar favorável deixou o Santos completamente tranquilo no restante da partida, onde apenas trocou passes, prendeu a bola e esperou o tempo passar para que, ao apito do árbitro, comemorasse a vitória segura.