Dorival Júnior comemora vitória contra Palmeiras; Lucas Lima crê em título

Após vitória por 1 a 0 no clássico contra o líder co campeonato, a equipe santista foca nas próximas para conquistarem mais pontos

Dorival Júnior comemora vitória contra Palmeiras; Lucas Lima crê em título
Dorival encará cada jogo como uma decisão (Foto: Marco Ribolli)

Após importante vitória sobre o Palmeiras pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro, Dorival evitou falar em tom de euforia e prega cautela para buscar o título mesmo estando a seis pontos do líder e ainda ressaltou não fazer contas para chegar ao posto de campeão.

"Dá vida ao campeonato. Não falo em título, mas falo em buscarmos a melhor colocação possível. Não faço contas, não me preocupo em colocação no momento, nem qual será o adversário depois do próximo jogo. Tenho que focar no melhor resultado possível. Oito vitórias, um empate e uma derrota em 10 jogos. Vem melhorando, disputando, essa briga direta contra essas quatro equipes que pontuam sempre. Palmeiras não havia perdido no segundo turno. Resultado foi fundamental, importantíssimo, e o Santos dá uma nova cara para a competição" - analisou o treinador.

O técnico ainda ressaltou que não adianta fazer cálculos de pontos para chegar ao posto de campeão, o importante é jogar todas as partidas em busca da vitória.

"O Santos vem melhorando, são oito vitórias e um empate em dez jogos, campeonato morreria para gente se não vencêssemos. Mas não faço cálculos em momento nenhum.  A pontuação na tabela não tem muita coisa a me mostrar se não vencermos na rodada seguinte. Temos a obrigação do melhor resultado possível, e é assim que caminhamos", completou.

Lucas Lima ainda enalteceu a essencial vitória já que o Palmeiras ainda não havia sido derrotado no segundo turno, e disse que ainda estão na briga pelo título e fez questão de provocar o rival alviverde, dizendo que o Santos não perde pra eles na Vila.

"Já estava na hora deles (Palmeiras) tropeçarem. Ainda dá. A gente acredita (no título).  Nossa equipe não gosta de perder para eles nem a pau. Ainda mais na Vila, que estava bem bonita hoje. Foi um jogo feio pra caramba. Eles marcaram muito, individual, dificulta muito. Mas nos superamos e é isso. Conseguimos o resultado positivo e agora é manter essa pegada. Foi jogo truncado, tivemos que mudar característica de jogo. Talvez tenha sido o jogo que menos trabalhamos a bola. Se não deu na técnica, deu na raça" - falou o camisa 10 santista.

Na próxima rodada, o alvinegro praiano visita a Ponte Preta no sábado (5), às 21 horas (de Brasília), no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas. Após enfrentar o time de Campinas, o Santos tem pela frente Vitória (em casa), Cruzeiro (fora), Flamengo (fora) e América-MG (em casa).