Zeca sofre nova derrota na Justiça e pode ter multa cobrada pelo Santos

Advogados do jovem tentaram rescisão de contrato pela Justiçã e não conseguiram; o lateral-esquerdo tem que voltar a treinar, mas isso não deve acontecer

Zeca sofre nova derrota na Justiça e pode ter multa cobrada pelo Santos
Foto: Ivan Storti/Santos FC

Neste terça-feira (21), o lateral-esquerdo Zeca sofreu mais uma derrota na justiça. Os advogados do atleta fizeram uma nova tentativa para obter rescisão contratual por uma liminar, alegando falta de segurança para permanecer no clube e atrasos no pagamento do FGTS (Fungo de Garantia do Tempo de Serviço).

O clube apresentou a sua defesa e o juiz não concedeu a liberação do jogador. A ideia da diretoria do Santos é usar o atleta campeão olímpico como moeda de troca no final da temporada ou na próxima.

A diretoria santista tem como objetivo não rescindir o contrato do jogador para utilizar ele num empréstimo em troca de reforços e tentar obter lucro em uma futura venda.

O lateral-esquerdo deveria ter se reapresentado ao clube e está treinando no CT Rei Pelé, o que não deve acontecer. Zeca não treina desde o dia 26, quando recebeu folga e foi para Londrina, depois não se reapresentou mais. O atleta está há quase um mês ausente, isso dá o direito ao Peixe de cobrar a multa rescisória do contrato do lateral, que é de R$ 50 milhões para clubes nacionais e 50 milhões de euros para clubes estrangeiros.

O Santos já havia recusado uma oferta de 8 milhões de euros do Atlético de Madrid, da Espanha. Com contrato até o fim de 2020, Zeca tem 70% de seus direitos ligados ao Peixe e 30% são da AIRC Sport.

O camisa 37 foi revelado na base do clube em 2014, fez 141 jogos e balançou a rede quatro vezes. O lateral-esquerdo passou a ser titular quando Dorival Júnior assumiu o comando da equipe, na metade de 2015.