Retrospectiva VAVEL: em ano turbulento, Santos fica apenas com vaga para Libertadores

Três quedas nas quartas de final e nenhum título, foram partes das coisas que fizeram o ano do Santos tão turbulento

Retrospectiva VAVEL: em ano turbulento, Santos fica apenas com vaga para Libertadores
(Foto: Rodrigo Rodrigues/VAVEL Brasil)

Com três eliminações nas quartas de final, o Santos termina seu 2017 sem título. A equipe santista teve um ano para os torcedores esquecerem, única coisa que sobrou para comemorar foi uma vaga direta na Copa Libertadores da América. 

O Alvinegro terminou o Campeonato Brasileiro 2017 e garantiu sua vaga na Libertadores 2018. No Campeonato Paulista, foi eliminado nos pênaltis, pela Ponte Preta nas quartas de final. Na Libertadores, o Peixe foi derrotado dentro da Vila Belmiro e eliminado pelo Barcelona-EQU. E na Copa do Brasil, o Santos foi eliminado pelo Flamengo.

Eliminação nas quartas de final do Paulistão

Um dos motivos do ano do Santos ser tão fraco, foi a eliminação precoce no Campeonato Paulista. Equipe que não ficava fazia oitos anos fora das semifinais, foi eliminada pela Ponte Preta, logo nas quartas de final.

O Santos se classificou em primeiro no seu grupo, com o mesmo número de ponto que a Ponte Preta, segunda colocada. As equipes se enfrentaram nas quartas de final, com vitória da Ponte Preta no primeiro jogo por 1 a 0, e vitória do Santos na partida de volta no Pacaembu por 1 a 0, a partida foi para os pênaltis. Na decisão por pênaltis, David Braz, que havia marcado o gol da partida, perdeu o pênalti e o Santos foi derrotado por 5x4. Amargando a eliminação precoce e deixando para trás a chance do Tripaulista.

Dorival Júnior substituído por Levir Culpi

Após a eliminação no Campeonato Paulista, o Santos conseguiu a classificação para a próxima fase da Copa Libertadores, mas teve um inicio ruim no Campeonato Brasileiro. O que foi suficiente para a demissão de Dorival Júnior, que, foi demitido no dia 4 de junho, após a derrotada para o Corinthians por 2 a 0, na Arena Corinthians.


(Foto: Divulgação/Santos)

O técnico foi substituído por Levir Culpi, que foi anunciado no dia 6 de junho. Levir estava sem trabalhar desde 2016. Antes de Levir estrear no comando do Santos, Elano treinou a equipe em duas oportunidades. Vencendo o Botafogo no Pacaembu por 1 a 0 e ganhando do Atlético-PR, na Arena da Baixada por 2 a 0.

Eliminação na Copa do Brasil

Nas quartas de final da Copa do Brasil, o Santos encarou o Flamengo. No jogo de ida, Levir Culpi resolveu jogar com o Peixe mais retrancado. A equipe acabou só se defendendo os 90 minutos, e perdendo a partida de ida por 2 a 0 para a equipe carioca, com golaços de Éverton e Cuellar.

(Foto: Ivan Storti/Santos FC)

Na partida de volta, o Alvinegro jogou uma das suas melhores partidas do ano. O Flamengo saiu ganhando dentro da Vila Belmiro, mas o Santos acordou no jogo e empatou a partida. No inicio do segundo tempo, o Fla aumentou e mesmo precisando fazer 5 a 2, o Alvinegro não desistiu. Copete e Victor Ferraz viraram para o Peixe. No último minuto, Copete ainda marcou o quarto, faltando apenas um para a virada histórica.

Ressurreição no Campeonato Brasileiro

O Santos que começou o campeonato mal na tabela, depois da demissão de Dorival Júnior, subiu umas posições. A equipe santista venceu o Botafogo e Atlético-PR, fazendo que saísse de perto da zona do rebaixamento. O Peixe também derrotou Palmeiras e São Paulo, após essa vitória, o Alvinegro entrou na disputa pela vaga na Libertadores e pelo título.

Eliminação surpreendente na Libertadores

O Alvinegro que no inicio não era favorito na Libertadores, chegou nas oitavas de final como a única equipe brasileira invicta. Nas oitavas, o Santos enfrentou o Atlético-PR. A equipe paulista venceu o primeiro jogo fora de casa por 3 a 2, e na volta, venceu por 1 a 0, após segurar uma grande pressão do adversário no jogo inteiro.

(Foto: Getty Images)

Nas quartas de final, a equipe da Vila Belmiro teve pela frente o embalado Barcelona de Guayaquil, que já havia se classificado sobre o Palmeiras. No jogo de ida, o Santos empatou por 1 a 1. Na volta, a equipe teve os desfalques de Lucas Lima e Renato, que tiveram lesões por causa do desgaste. Levir optou por usar Leandro Donizete nos titulares, e jogar retrancado com o regulamento. A tática não deu certo e o Santos perdeu por 1 a 0, sofrendo sua primeira derrota na Libertadores e sendo eliminado, acabando com o sonho do Tetra.

Levir Culpi demitido duas vezes na mesma semana

No dia 20 de outubro, Levir Culpi havia sido demitido por Modesto Roma, mas o presidente do Santos decidiu voltar atrás após pedidos dos jogadores. O técnico seria comunicado da decisão quando chegasse no CT Rei Pelé, depois do jogo contra o Sport. Após o pedido dos jogadores, a diretoria santista afirmou que ia manter o técnico até o final do ano.


(Foto: Divulgação/Santos)

O que não aconteceu. Uma semana depois, o Santos foi derrotado pelo São Paulo e o técnico Levir Culpi foi demitido. E até o final do Brasileirão, Elano foi quem comandou o Santos.

Elano na reta final do Brasileirão

Após a demissão de Levir, Elano comandou o Santos na reta final do Campeonato Brasileiro. A equipe santista ainda tinha o sonho de título, que cresceram demais após a vitória por 3 a 1 contra o Atlético-MG. Mas o sonho durou pouco, O Peixe foi derrotado pelo Vasco da Gama em casa, e viu a chances de título acabar.


(Foto: Divulgação/Santos)

A chance de classificação direta para a Libertadores da América começaram a ficar inseguras, após a derrota para o Vasco da Gama em casa, para a Chapecoense na Arenda Condá, e para o Bahia na Arena Fonte Nova. Mas com vitórias sobre o Grêmio e Flamengo, o Santos garantiu sua vaga direta.

O que esperar para 2018?

Para o próximo ano, o Santos pode ter uma reformulação no elenco. O Santos tem eleições no dia 6 de dezembro e será decido quem será o presidente santista. Mas uma coisa é certa: as saídas de Lucas Lima e Zeca. Outros que devem sair são Leandro Donizete, Kayke, Victor Ferraz e Ricardo Oliveira.


(Foto: Getty Images)

O Santos já anunciou a contratação do lateral-direito Romário, ex-Ceará. A diretoria monitora situações de Robinho e Diego para Copa Libertadores da América. Os Meninos da Vila Rodrygo e Yuri Alberto, devem receber mais chances no profissional.