Kardec ressurge e São Paulo vence Fluminense em jogo marcado por lesão de Ganso

Estreante participou dos dois gols paulistas; camisa 10 sai lesionado e preocupa para a Libertadores

Kardec ressurge e São Paulo vence Fluminense em jogo marcado por lesão de Ganso
Foto: Rubens Chiri / SPFC
São Paulo
2 1
Fluminense
São Paulo: Dênis; Bruno, Maicon, R. Caio, Carlinhos (M. Reis); Thiago Mendes, João Schimidt, Centurión (Ytalo), Cueva, Michel Bastos (PH Ganso); Alan Kardec. Técnico: Edgardo Bauza
Fluminense: Diego Cavalieri; W. Silva, Gum, Henrique, Giovanni; Edson (Dudu), Douglas, Cícero, Gustavo Scarpa; Maranhão (Osvaldo), Magno Alves (Richarlison). Técnico: Levir Culpi
Placar: 1-0, min. 2, João Schimidt. 2-0, min. 39, Alan Kardec. 2-1, min. 7/2ºT, Cícero.
ÁRBITRO: Anderson Daronco (RS). Cartões amarelos: Cueva (min. 11), Cícero (min. 20), Carlinhos (min. 32), Ganso (min. 18/ 2ºT), Giovanni (min. 26/ 2ºT), Maicon (min. 35/ 2ºT), Douglas Augusto (min. 46/ 2ºT).
INCIDENCIAS: Partida válida pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro 2016, disputada no Morumbi, em São Paulo.

Depois de três jogos, o São Paulo voltou a vencer no Brasileirão. Pela 12ª rodada do campeonato, a equipe paulista bateu o Fluminense, no Morumbi, por 2 a 1. O time de Edgardo Bauza saiu na frente com João Schimidt e Alan Kardec no primeiro tempo, enquanto o Flu, com Cícero, descontou na segunda etapa. Apesar da vitória, a torcida são-paulina preocupa-se com Paulo Henrique Ganso. O camisa 10 da equipe sentiu uma lesão na coxa e virou dúvida para o duelo da semana que vem pela Copa Libertadores.

Com os três pontos ganhos, o clube do Morumbi chegou à sétima colocação do Campeonato Brasileiro. Com 18 pontos ganhos, o time está a apenas dois do G-4. O próximo jogo do Tricolor Paulista, já com os reservas, por conta da Libertadores, será no domingo (3), às 16h, quando a equipe irá até Campinas para enfrentar a Ponte Preta.

Já o Fluminense, com a derrota, afastou-se dos primeiros colocados. O time de Levir Culpi ocupa agora a 11ª posição, com 16 pontos. No sábado (2), no Estádio Raulino de Oliveira, às 16h, o Tricolor Carioca terá a chance de se recuperar contra o Coritiba, que é apenas o 16º colocado no Campeonato Brasileiro.

São Paulo marca no início e Kardec encerra jejum

A primeira etapa não poderia ter começado de forma melhor para o São Paulo. Com menos de dois minutos de jogo, o estreante Cueva, que jogou na vaga de Paulo Henrique Ganso, poupado, cobrou escanteio pela esquerda, Centurión desviou e a bola sobrou na medida para João Schimidt abrir o placar. Empolgado com o gol no início, o clube de Morumbi foi ao ataque e chegava com perigo principalmente pelo lado esquerdo, com boas tabelas entre Cueva e Michel Bastos. O camisa 7 são-paulino tentou ampliar logo aos sete minutos, mas Diego Cavalieri estava bem posicionado e defendeu sem grandes dificuldades.

Ainda antes dos dez minutos, o Tricolor Paulista ainda teve outras duas boas chances. Primeiro, após Centurión fazer boa jogada pela direita e cruzar na área, Kardec cabeceou para fora. Depois, o próprio Kardec fez bem o trabalho de pivô, ajeitou para Thiago Mendes e o volante chutou forte, mas à direita do gol de Cavalieri.

A partir daí, o Fluminense começou a tentar sair mais para o jogo, manteve a posse de bola pela maior parte do tempo, mas pouco chegava ao gol de Dênis. A única vez que a equipe carioca assustou o goleiro são-paulino foi quando Maranhão arrancou pela esquerda, passou por João Schimidt e cruzou na medida para Cícero, mas o volante cabeceou para o chão, a bola pingou e passou por cima da meta.

Dominando o jogo, mas sem consegue furar o forte bloqueio da defesa são-paulina, o Fluminense foi castigado com o segundo gol dos paulistas. Aos 39 minutos, o peruano Cueva roubou a bola na intermediária, tocou na esquerda para Michel Bastos e o meia mandou na cabeça de Alan Kardec, que ampliou o placar e deu números finais à primeira etapa. O atacante encerrou um jejum que já durava mais de três meses e conseguiu marcar seu segundo gol no ano.

Fluminense diminui mas não evita derrota

Diferentemente do que aconteceu no primeiro tempo, a segunda etapa começou boa para os visitantes. Com menos de dez minutos, Henrique cabeceou, a bola bateu na mão de João Schimidt e o árbitro marcou pênalti para o Fluminense. Na cobrança, Cícero chutou no canto direito de Dênis, que pulou para o outro lado, e diminuiu a diferença no placar.

Animados com o gol no início, o Flu chegou perto do empate aos 12 minutos. Após cobrança de escanteio, a bola ficou viva na área e sobrou para Osvaldo. O atacante bateu de perna direita e o lateral Bruno afastou em cima da linha. Depois dessa chance, o jogo ficou mais truncado no meio e houve um princípio de confusão entre os jogadores após Giovanni chutar a bola em Centurión, que estava no chão.

O clube paulista chegou perto de ampliar a vantagem com Thiago Mendes. O volante, que fez uma ótima partida, arrancou da intermediária, passou pela marcação e chutou forte, mas a bola desviou na defesa e passou à esquerda do gol. Pouco tempo depois, Ganso, que entrou na segunda etapa, sentiu uma lesão na coxa. O São Paulo já havia feita as três alterações, com isso, o camisa 10 permaneceu em campo até o final da partida, aos 49 minutos.