Bauza mostra confiança com condição clínica de Ganso: “Estamos fazendo de tudo para que fique bem”

Técnico do São Paulo comentou sobre a lesão do jogador, mas fez questão de lembrar que o corpo médico fará de tudo para curar o atleta

Bauza mostra confiança com condição clínica de Ganso: “Estamos fazendo de tudo para que fique bem”
Bauza comandou treino da equipe antes da partida diante do Fluminense. Argentino nem imaginaria que terminaria a partida com receio de perder seu principal jogador. (Foto: Ana Luiza Rosa/saopaulofc.net)

O São Paulo venceu o Fluminense na noite desta quarta-feira (29) pelo placar de 2 a 1, com os gols da equipe paulista sendo marcados por João Schmidt e Alan Kardec. Entretanto, o grande assunto após a vitória são-paulina foi a lesão de Paulo Henrique Ganso, que sentiu a coxa direita já nos minutos finais da partida.

O técnico Edgardo Bauza comentou sobre a contusão do 'maestro' da equipe: "Estamos fazendo de tudo para que fique bem. Ainda não sabemos o que foi. Vamos ver amanhã", ressaltou o argentino que treina a equipe desde o início do ano. Ele ainda se negou a apontar um possível substituto para o jogador: Hoje não posso dizer. Vamos ver o que tem Ganso para depois decidir algo".

Outro assunto comentado por Patón foi a permanência do zagueiro Maicon, após uma verdadeira novela pela contratação do jogador junto ao Porto (POR), que terminou com final feliz para os Tricolores, mas que ainda não está concretizado segundo Bauza: "Há um princípio de acordo por agora. E uma coisa que aprendi nessa profissão, é que só se fala quando se fecha tudo. Agora há um princípio de acordo".

Patón também falou a respeito de Alan Kardec, que vinha sendo contestado após ter marcado apenas um gol em 2016. Entretanto, o jogador deixou a marca dele diante do Fluminense, finalizando o jejum.

"É um atleta que sempre está pronto. Faz tudo para ajudar a equipe, às vezes entra em 15 minutos, às vezes menos. Ele sabe que o tenho muito presente. Tenho Calleri, mas ele é referência na área. Fico contente pelo gol, porque vem buscando. Vivem de gols. Eu me alegro por ele porque estava buscando. Tem de seguir trabalhando", comentou.

Outro que recebeu elogios foi Cueva, que estreou com a camisa do São Paulo diante dos cariocas: “Creio que, em linhas gerais, foi uma boa estreia do Cueva. Pelo pouco tempo de trabalho desde a sua chegada, ele fez um grande trabalho com a equipe. O Cueva é muito técnico e pode jogar em diferentes funções táticas. Então, em linhas gerais estou feliz com a primeira partida do Cueva”, afirmou Bauza.

Por fim, Bauza comentou sobre o planejamento para as semifinais da Libertadores da América, diante do Atlético Nacional (COL).

"Tivemos muitos inconvenientes dos atletas, estamos tentando chegar a maior quantidade de atletas bem. Os que temos com algumas lesões são Mena, Hudson, que trabalharam hoje no CT e bem. Vamos ver se conseguirão chegar para a partida de dia 6. Carlinhos jogou depois de muito tempo e voltou bem. Tirei-o porque ele também poderia se lesionar. E não sei como chegaremos, mas vamos tratar de dar a vida. Porque nos custou muito chegar na semifinal", finalizou o treinador.