Resultado Atlético Nacional x São Paulo na Libertadores 2016 (2-1)

Resultado Atlético Nacional x São Paulo na Libertadores 2016 (2-1)
Atlético Nacional (COL)
2 1
São Paulo
Atlético Nacional (COL): Armani; Bocanegra, Sanchez, Henriquez, Diaz; Mejia, Perez, Macnelly Torres; Berrío, Marlos Moreno, Borja. Técnico: Reinaldo Rueda.
São Paulo: Denis; Bruno, Lugano, Rodrigo Caio, Mena; Thiago Mendes, Hudson, Wesley, Michel Bastos, Centurion; Calleri. Técnico: Edgardo Bauza.

Desejamos uma ótima noite e uma grande quinta-feira. Te vejo na próxima. Até lá.

Encerramos aqui a transmissão. Agradecemos sua presença em mais um grande jogo. Fique ligado que amanhã terá muito mais em nosso site.

Agora, o Nacional espera o vencedor de Boca x Del Valle para saber o rival na grande final. Decisão é amanhã.

O São Paulo está fora da Libertadores 2016. Derrota dentro e fora de casa para o Atlético Nacional. O time colombiano vai para sua terceira final.

95' Acabou.

94' Volta final do relógio.

93' Vamos chegando ao final.

92' Guerra manda de fora e a bola soooooobe demais.

91' Vamos para o tempo adicional do juiz.

90' São Paulo se segura com nove em campo.

89' Teremos mais cinco minutos.

88' Nacional com sua terceira vaga na final.

87' Jogo praticamente morto.

86' Ainda há muita reclamação do time brasileiro. Não se conformam.

85' Reta final de jogo.

84' A festa colombiana é enorme. Time na final!

83' WESLEY E LUGANO. Os dois estão fora por reclamação.

82' Juiz manda jogadores do São Paulo saírem. Ninguém sabe quem é.

81' Wesley, Lugano, Hudson, Denis... É um zona de confusão que ninguém sabe o que aconteceu.

80' EXPULSOS! São Paulinos revoltados. Wesley, comissão técnica, policiais, arbitragem, delegados da partida... Brasileiros revoltados.

79' FINALISTA! Batida na gaveta. Meu Deus, mas nem cinco goleiros pegariam.

78' GOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOL, BORJA, DO NACIONAL!

77' AMARELO, WESLEY. Por reclamação. E quem vai bater será Borja.

76' AMARELO, LUGANO. Guerra cruza da direita e Carlinhos estava com o braço quase bloqueando. O juiz deu e Lugano reclamou.

75' PÊNALTI PARA O ATLÉTICO!

74' Ritmo tricolor caiu. Intensidade física diminuiu.

73' Calleri tenta o corta-luz para Kardec, mas Armani sai bem do gol.

72' TROCA NO NACIONAL: Bocanegra sai e Aguilar entra.

71' MUDA O SÃO PAULO: Carlinhos na vaga de Mena.

70' AMARELO, BOCANEGRA. Carrinho atrasado em Wesley.

69' AMARELO, THIAGO MENDES. Dividida por cima do brasileiro em Henriquez.

68' FOOORA! Blitz colombiana com um bombardeio, mas Torres bateu mal demais em linha de fundo.

67' MUDA O ATLÉTICO: Perez sai entra Guerra.

66' Toda bola no mano contra o Mena é vantagem ao colombiano. Não dá mais ao chileno do São Paulo.

65' E Mena está exausto na esquerda. Sofre demais no setor.

64' São Paulo tenta respirar e marcar presença no ataque.

63' MAIS UMA VEZ! Torres cruza na frente do gol e Moreno fura por centímetros!

62' DEEEEENIS! Cruzamento errado do Moreno e a bola iria na gaveta, mas o goleiro fez grande defesa!

61' AMARELO, MEJIA. Está fora da final.

60' MUDA O SÃO PAULO: Luis Araújo entra e sai Centurion.

59' BRUNO, VOCÊ MERECE UMA ESTÁTUA! Borja escapa da marcação, dribla Denis e Moreno bate, debaixo do gol! Bruno, debaixo das traves, salva a virada colombiana.

58' Torres bate de fora e Denis novamente pega sem problemas.

57' QUE SUSTO! Marlos finta, traz pra canhota, bate cruzado e a bola tira tinta da trave do Denis.

56' DEEEEEENIS! Torres enfia e Borja recebe e bate cruzado. Denis faz grande defesa com uma mão!

55' MUDA O TRICOLOR: Hudson sai e entra Alan Kardec.

54' Diaz cruza nas mãos de Denis.

53' Berrio desvia de cabeça e quase Borja chega no ataque. Rodrigo afastou.

52' Na batida de Torres, Lugano sofre falta.

51' Torres recebe na direita, baila, cruza, mas Rodrigo Caio manda em escanteio.

50' Michel tenta o cruzamento da esquerda, mas isola em linha de fundo.

49' São Paulo tenta se manter vivo e com ofensividade.

48' Calleri briga contra três e ganha falta. 

47' A torcida verdollaga muito ativa, assim como durante o primeiro tempo.

46' Os dois times voltam sem mudanças.

45' Recomeça!

Times retornam para a segunda etapa na Colômbia.

Atlético mostra muito toque de bola, mas é displicente e não consegue armar tantos lances.

Muita polêmica no final, pedido de pênalti, mas agora o São Paulo terá apenas 45 minutos para reverter o quadro.

Agora acabou.

47' AMARELO, CENTURION. Rapaz, Hudson recebeu de frente, divide com Bocanegra, cai e pede pênalti. Lance muito, mas muito polêmico. Juiz mandou seguir e amarelou o argentino do tricolor.

46' Minuto final.

45' Dividida Armani e Calleri. Juiz deu impedimento.

44' E teremos mais dois minutos.

43' Jogo é bem legal. São Paulo tenta atuar no erro colombiano.

42' Marlos Moreno chora por um drible, chora por um lance de efeito. Mata muitos lances ofensivos.

41' Colombiano é atendido fora do gramado. Jogo reinicia.

40' Reta final de primeiro tempo.

39' Mena divide com Borja e o colombiano sente o ombro. Jogo parado.

38' Donos da casa sem nenhuma presa. Ditam o ritmo da partida.

37' São Paulo sentiu o gol, mas faz um jogo bem digno.

36' Atlético volta a ter o controle, mas sem grandes objetivos ofensivos. Muitos toques no meio defensivo.

35' Banco de reservas do São Paulo bem atuante no apoio aos jogadores.

34' Perez arrisca e Denis pegou firme. 

33' Hudson tenta alguma coisa pela esquerda, mas sai com bola, corpo, rival... Tudo pela linha de fundo.

32' São Paulo atua em linha e distante dos volantes. Toda bola mais longa pega a defesa desprevinida.

31' Nacional muito displicente. Pode ser bom para o time brasileiro.

30' IMPRESSIONANTE! Mais uma descida gigante pela direita. Berrio cruzou fechado, na frente do gol e Moreno ficou de cara, livre, sem ninguém e ele bateu chapado, por cima. Sorte!

29' FOOORA! Outra escapada rápida do Atlético, Borja cruza pra trás, Torres fura e Moreno pega mal de primeira, isolando o chute.

28' Michel tenta finta pela esquerda, mas perde para Bocanegra.

27' Linha de passe na frente da área tricolor, mas Mejia não dominou e Denis ficou com a bola.

26' PAAAAASSA! São Paulo recupera a bol, parte em contra-ataque pela esquerda com Michel Bastos. O meia avança, cruza rasteiro e a bola passa na pequena área!

25' Há mais de um minuto que o Atlético tem a bola e o São Paulo só cerca.

24' Festa nas arquibancadas do Girardot. 

23' Time colombiano cozinha o jogo, mas sempre mantendo a postura de posse de bola.

22' Tricolor adianta o time no ataque para forçar erro e recuperar a bola. 

21' Atlético faz o máximo para sair jogando com a bola no pé. Futebol bonito.

20' São Paulo chegando sempre na bola alta. Tem dificuldades pelo chão.

19' Berrio apanha de Michel Bastos e sente no gramado. Pisão no pé.

18' NO TRAVESSÃÃÃÃO! Mais um balão pra área, Lugano desvia, Calleri chega por dentro da zaga, desvia e a bola resvala no travessão!

17' Pênaltis não teremos mais. É um ou outro.

16' BORJA ON FIRE! São Paulo se mata sozinho com a bola, Berrio recupera, avança pela esquerda, enfia para Borja, que sai nas costas do Lugano e avança para bater cruzado e empatar o jogo.

15' GOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOL, BORJA, DO ATLÉTICO NACIONAL!

14' Mejia manda na área e Lugano afasta de cabeça.

13' Bocanegra carimba a barreira e o São Paulo respira.

12' Denis muito preocupado no gol. Chuva atrapalha.

11' Marlos Moreno sofre falta de Bruno no bico da área pela esquerda. Grande chance pro time colombiano.

10' São Paulo por um gol de levar aos pênaltis.

9' TEEEMOS UM JOGO! Michel mandou um tijolo pra cima, a zaga colombiana ficou um deixando pro outro, olhando pra cima e o argentino subiu de cabeça pra vencer Armani!

8' GOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOL, CALLERI, DO SÃO PAULO!

7' Tricolor forçando muitas bolas altas, pulando o meio campo.

6' Borja gira pra cima de Rodrigo Caio e o juiz mandou o jogo seguir.

5' São Paulo tenta mostrar calma e segurança. Jogo ainda sem nenhum impacto.

4' AMARELO, HUDSON. Falta fora da bola em Torres. A primeira do jogo.

3' Jogadores do São Paulo com escorregões neste começo. Gramado molhado.

2' Impressionante o que faz a torcida. Não para realmente.

1' E o Perez viu Denis adiantado e mandou do meio campo. A torcida aplaudiu,

0' Começou!

Detalhes finais para o início da partida.

São Paulo com camisa tricolor em vermelho, preto e branco, calção e meias pretas.

O Atlético, com camisa listrada em branco e verde na vertical, calção e meias brancas.

Patricio Polic, do Chile, é quem vai apitar.

Vamos com o Hino Colombiano.

Hino Nacional do Brasil.

A chuva aperta e a festa da torcida colombiana é gigante! Lindo mosaico e euforia dos verdollagas.

As equipes sobem ao gramado e inicia o processo de entrada.

E informação importante: Maicon foi julgado pela Conmebol e peogu três jogos de gancho. Está fora de uma possível final. São Paulo ainda vai recorrer.

A torcida faz uma festa gigantesca. Impressiona o tanto que eles impulsionam.

Nunca um semifinalista reverteu um placar de 2 a 0 contra. São Paulo contra números.

A chuva volta a aparecer. Os times retornam aos vestiários para as preparações finais.

Centurion retorna após três jogos suspenso por cusparada em duelo contra o Toluca, no México.

Contra TODOS os rivais, jogando em casa, o time colombiano venceu por dois gols de diferença. Impressionante.

Os dois times sobem ao gramado e iniciam o processo de aquecimento.

O time verdollaga tem Armani; Bocanegra, Sanchez, Henriquez, Diaz; Mejia, Perez, Macnelly Torres; Berrío, Marlos Moreno, Borja. Técnico: Reinaldo Rueda.

Nacional definido!

O estádio está pintado de verde. Impressionante! A pressão será enorme em Medellin.

Tricolor sem novidades, com Denis; Bruno, Lugano, Rodrigo Caio, Mena; Thiago Mendes, Hudson, Wesley, Michel Bastos, Centurion; Calleri. Técnico: Edgardo Bauza.

São Paulo escalado!

À espera de um milagre. Esse é o São Paulo, brigando contra todo pessimismo para ir à mais uma final.

São Paulo ainda não venceu fora de casa nessa edição de Libertadores. Por isso, a missão se torna ainda mais dramática.

Os times se preparam e em instantes subirão ao gramado para o aquecimento.

De um lado, o tri campeão brasileiro da Libertadores. Do outro, o primeiro campeão colombiano.

As escalações serão divulgadas em instantes.

Os dois times chegaram ao Atanásio Girardot e acompanham a irrigação do gramado. A torcida vai chegando e criando o clima de semifinal.

Torcedores são paulinos presentes no estádio. Em pouco número, é verdade, mas sempre com esperança.

Ganso, Kelvin, Maicon, João Schimit. Os desfalques importantes do Tricolor.

Os vestiários estão prontos para receber as equipes. O estádio terá mais de 45 mil pessoas.

O São Paulo tenta manter as esperanças. Ainda que tenha vários desfalques, o time quer seguir a trilha de superação que molda a equipe nessa edição.

O clima em Medellin é de muito otimismo. A chance de um retorno do time colombiano para a final é alta. A vantagem e o bom futebol credencia esse pensamento.

Na noite desta quarta-feira (13) o Atlético Nacional-COL recebe o São Paulo no Atanasio Girardot para a segunda partida das semifinais da Copa Libertadore da América, competição mais importante do continente. Na semana passada no Estádio do Morumbi completamente lotado, vitória verde e branca por 2 a 0. Tentos anotados por Borja na segunda etapa.

Se muitos esperavam um Atlético Nacional sem muito ritmo após dois meses sem entrar em campo, os colombianos demonstraram o contrário na quarta-feira passada (6) em São Paulo.

É certo que os colombianos haviam entrado em campo dias antes na volta do Campeonato Colombiano quando empataram com o Alianza Petrolera, mas nenhum titular estava em campo. Já no Morumbi, mesmo com diversos desfalques, o Nacional lidou bem com a pressão são-paulina, e aproveitou a expulsão do zagueiro Maicon na etapa final para encaixar dois belos contra-ataques e encaminhar sua classificação a final da competição.

Uma mescla de decepção e esperança ronda o Morumbi desde a derrota da semana passada. Inicialmente o que mais se ouvia eram declarações de torcedores que se diziam orgulhosos da campanha do Tricolor até o momento, mas que desacreditavam em uma vitória em solo colombiano.

Mas com o passar dos dias, o ar da fé, do clube em que a "moeda cai de pé" transformou a lamentação em esperança de uma vitória histórica. Na vitória no último domingo (10) diante do América-MG pelo Brasileirão, são-paulinos entoaram o grito de "Eu acredito" em apoio ao clube que precisa vencer os colombianos por pelo menos três gols de diferença.

Resultados como o 2 a 0, que levaria a decisão para as penalidades, e o de 3 a 1 são as apostas são-paulinas para levar o clube a sua sétima final de Libertadores.

Mas, nos últimos cinco anos, o Atlético Nacional só perdeu um jogo em casa por um resultado que classificaria o São Paulo - 3 a 1 contra o Cortuluá, em 2015.

Também aconteceram outros três resultados que levariam o jogo para os pênaltis: derrotas do time de Medellín por 2 a 0 para o Millonarios em 2011 (Campeonato Colombiano) e em 2014 para Grêmio (Libertadores) e General Díaz (Sul-Americana).

Perto de completar 200 partidas pelo Atlético Nacional, Alexander Mejía é uma das principais peças do setor de meio-campo da equipe colombiana. Com mais de cinco anos pelo clube, Mejía terá a oportunidade de disputar sua primeira decisão de Copa Libertadores da América se o time colombiano avançar.

Após o torneio continental, o meia se apresenta ao León do México com quem acertou sua transferência no último mês.

“Estamos construindo este nosso sonho há muito tempo com esforço e determinação, e estamos muito perto de chegar ao nosso objetivo, por isso sentimos que tudo isso valeu a pena. Temos que confiar em nosso trabalho, em nosso potencial  que chegaremos cada vez mais perto de conquistar algo muito importante para o Nacional", declarou ao site do clube.

"O trabalho que tenho feito na equipe tem sido importante e valioso, são quase 5 anos, 8 títulos nacionais, estou perto de alcançar 200 partidas com este manto verde e branco, a Sul-Americana escapou de nossas mãos por muito pouco, e agora temos a oportunidade clara de alcançar a final da Libertadores, é reconfortante pela maneira como temos enfrentado esses confrontos. Obviamente que restam 90 minutos, conseguimos uma vantagem que você precisa saber disso, você tem que ser inteligente. Nunca iremos desistir de nosso trabalho. São 90 minutos como disse para chegar à grande final, é o sonho que todos querem", concluiu.

Sem Maicon entre os titulares após a expulsão no jogo de ida, Diego Lugano novamente iniciará uma semifinal de Libertadores da América pelo São Paulo. A última vez que o uruguaio esteve nesta situação foi em 2006, quando o Tricolor eliminou o Chivas Guadalajara com duas vitórias e avançou a decisão, onde perdeu a primeira chance de ser tetracampeão para o Internacional.

Ídolo e representante dos tempos gloriosos do clube, Lugano reforça que é necessário acreditar até o final, mesmo que a classificação seja extremamente complicada.

“É um jogo difícil até pela diferença de gols. É muita coisa para uma semi de Libertadores. Vamos enfrentar o melhor time da Libertadores, temos desfalques. Tudo está contra. A camisa e a luta têm de ajudar, porque o futebol dá muitas voltas, quem sabe sairemos daqui na quarta classificados. Talvez a gente possa fazer história aqui. Temos que virar fora de casa contra um time que tem sido superior aos outros na Libertadores. É muito difícil, mas com certeza faremos um esforço”, afirmou o uruguaio.

“Vamos tentar até o último minuto dar o melhor. A camisa do São Paulo é pesada, tem história, é preciso acreditar. Joguei partidas anteriores como a do River, na qual se perdêssemos, estaríamos eliminados. Cada jogo é especial, decisivo. Temos a sorte de estarmos jogando uma semifinal de Libertadores. Muito mais do que pressão, é uma alegria, uma motivação. Estamos competindo por coisas grandes, não vamos deixar de sonhar, de lutar”, ressaltou.

“Joguei partidas anteriores como a do River Plate, na qual se perdêssemos, estaríamos eliminados. Cada jogo é especial, decisivo. Muito mais do que pressão, é uma alegria, uma motivação. Estamos competindo por coisas grandes, não vamos deixar de sonhar, de lutar. Contra o melhor time da Libertadores, é preciso ser perfeito“, concluiu.

Boa noite, torcedor! Acompanhe a partida entre Atlético Nacional x São Paulo em tempo real na Copa Libertadores 2016! Fique conosco!