Preocupado com saídas, Bauza sinaliza possíveis reforços para o São Paulo

Após perder Ganso e Calleri na última semana, Patón afirmou que nomes estão sendo tratados, e que um atacante poderá ser anunciado nos próximos dias

Preocupado com saídas, Bauza sinaliza possíveis reforços para o São Paulo
(Foto: Rubens Chiri/ São Paulo FC)

Na tarde deste domingo (17) Corinthians e São Paulo não saíram de um empate por 1 a 1 em confronto válido pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro. Foi o duelo mais equilibrado entre os rivais desde a inauguração da casa alvinegra. Na primeira etapa, as melhores chances foram dos donos da casa, mas no segundo tempo, o Tricolor criou ótimas oportunidades e por muito pouco não saiu com sua primeira vitória na Arena Corinthians

O ponto conquistado tem ainda mais valor pelo desempenho que a equipe teve após perdas consideráveis nos últimos dias. Foi a primeira partida dos considerados titulares sem Paulo Henrique Ganso e sem Jonathan Calleri. Após o jogo, Edgardo Bauza se mostrou animado com a possível chegada de novos reforços. "O que estamos falando com a diretoria é tratar de somar dois ou três jogadores. Um é um centroavante. O Calleri se foi. Somamos um, mas queremos um estrangeiro. Estamos buscando um ou dois mais atletas para somar na parte ofensiva, na metade do campo para frente. Estamos conversando e vendo as possibilidades. Creio que nessa semana vamos definir isso", declarou em coletiva.

Quando questionado se a equipe irá sofrer sem Ganso, Patón usou o São Paulo de Muricy Ramalho como exemplo, e ainda falou sobre o que acha de Michel Bastos assumir a posição. "Em 2006 e 2008, não sei o time completo como era, mas tinha bons jogadores, por mais que não tenha um 10. Obviamente Ganso foi importante, mas não dependia só dele. O que estamos trabalhando é que para o time tenha bom funcionamento, por isso que queremos mais dois atletas para dar hierarquia ao time que temos", afirmou.

"Não, porque não tem a característica nem de Ganso nem de Calleri. Michel Bastos é Michel Bastos. Não pode jogar em nenhuma das posições. Cada um tem suas características. Michel pode jogar nos dois lados. Foi importante em muitos jogos, outros não. Cueva não pode jogar de Ganso. É dessa posição, mas é de outra característica. Pode jogar no segundo tempo como fez na esquerda, como sabe jogar bem. Mas não faz o que faz Ganso. Pretendemos que cada atleta dê o melhor para o time para que a gente possa render bem", ressaltou.

Dez pontos atrás do líder e rival Palmeiras, Patón ainda falou sobre as expectativas da equipe no Brasileirão, agora que o foco está somente nesta competição. "O que se perdeu, se perdeu. Não podemos fazer mais nada, mas o São Paulo sempre tem que sair a ganhar os jogos. Vamos tentar ganhar o título. Segundo é classificar para Libertadores. Vamos brigar em cada jogo, como fizemos hoje. Temos um jogo muito difícil em Porto Alegre. Ideia é essa, brigar e tratar de chegar o mais alto possível", concluiu

Como o próprio comandante argentino citou, o São Paulo agora retorna a campo no próximo domingo (24) para encarar o Grêmio em Porto Alegre, podendo novamente encostar no G-4.