São Paulo visita desesperado Atlético-GO na mira de inédita sequência positiva

Time goiano tenta um triunfo de qualquer maneira e o Tricolor paulista quer terceira vitória seguida e se livrar logo do fantasma do rebaixamento

São Paulo visita desesperado Atlético-GO na mira de inédita sequência positiva
Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net
Atlético-GO
São Paulo
Atlético-GO: Marcos; Marcão Silva, Gilvan, William Lopes e Breno Lopes; André Castro, Paulinho, Andrigo e Igor; Luiz Fernando e Walter. Técnico: João Paulo Sanches
São Paulo: Sidão; Araruna, Arboleda, Rodrigo Caio e Edimar; Jucilei, Petros; Marcos Guilherme, Cueva e Hernanes; Lucas Pratto. Técnico: Dorival Junior
ÁRBITRO: Bráulio da Silva Machado
INCIDENCIAS: Partida a ser disputada no estádio Serra Dourada, em Goiânia, Goiás. Jogo marcado para às 19h (de Brasília).

Nesse sábado, Atlético-GO e São Paulo vão se enfrentar no Estádio Serra Dourada, em partida válida pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro 2017, marcada para início às 19h (de Brasília).

O time da casa está na última colocação na tabela de classificação com apenas 27 pontos. Na última rodada, o time visitou o Vitória e ficou no empate por 1 a 1. Já o Tricolor paulista está na décima primeira posição com 40 pontos. Vem de importante vitória no clássico contra o Santos por 2 a 1, no Pacaembu.

Na partida do primeiro turno, disputado no Morumbi, as duas equipes ficaram no empate por 2 a 2. Gols anotados por Pratto e Marcinho para o time da casa; Niltinho e Everaldo fizeram para os goianos.

Dragão ainda sonha com permanência

Depois de um primeiro turno muito ruim, o time goiano mostrou recuperação na segunda parte do campeonato, mas caiu novamente de produção nas últimas rodadas e não vence há cinco rodadas.

Com isso, o último colocado vai perdendo terreno e ficando cada vez mais distante de sair da zona de rebaixamento. O jeito é começar a vencer as partidas que faltam independente do adversário, a começar pelo São Paulo, que é o pior visitante da competição. 

Entretanto, o treinador João Paulo Sanches promoverá duas mudanças na equipe titular: Bruno Pacheco e Jorginho, lesionados, ficam fora e dão lugar a Breno Lopes e Igor, respectivamente. No mais, o time continuará com Marcão improvisado na direita da defesa e Walter confirmado no centro do ataque do tricolor goiano.

O zagueiro William Alves, quando indagado sobre as dificuldades da partida, ressaltou que a equipe não vem jogando bem, mas que precisa vencer para reverter à situação difícil: “Sabemos que vamos enfrentar muitas dificuldades, até por conta do nosso baixo desempenho ultimamente, mas esperamos reverter isso, já nesse jogo de sábado.”, salientou o defensor.

Tricolor mira fim do tormento

Pelo lado do Tricolor, a situação é bem mais amena, já que o time vem de duas vitórias seguidas e se aproxima dos famosos 47 pontos que salvaria o time matematicamente da ameaça do rebaixamento. O problema é que o time do Morumbi faz uma campanha muito ruim fora de casa com apenas duas vitórias, dois empates e 11 derrotas em quinze jogos, totalizando apenas oito pontos somados como visitante.

O treinador, Dorival Júnior, vai manter praticamente o mesmo time que convenceu a todos nas duas vitórias com um bom futebol e mudará apenas uma peça de forma obrigada: Eder Militão, que vinha atuando muito bem, mas no sacrifício em algumas partidas, sentiu lesão muscular e dará espaço para outro garoto da base, Araruna. Buffarini, que começou a temporada como um dos titulares, sequer foi relacionado para o confronto e tem seu futuro indefinido no clube.

Caso consiga o triunfo, o Tricolor vai conseguir um feito que não alcança desde o começo do Campeonato Brasileiro de 2015 quando venceu Grêmio, Santos e Chapecoense, quando o técnico era o colombiano Juan Carlos Osorio, hoje na Seleção do México.

Jucilei, que voltou a ser titular no time, garantiu que pretende continuar no clube em 2018, fazendo sacrifício de diminuir o seu salário, mas ressaltando saber as dificuldades do sucesso dessa operação: “Eu fui muito bem acolhido no São Paulo e existe a possibilidade de eu ficar. Já deixei claro ao presidente a minha vontade, inclusive de abaixar o salário, pois o que eu ganho na China é inviável aqui, sei disso. Mas sei também que não depende de mim, até porque eles não vão querer um novo empréstimo, mas vamos ver como terminaremos a temporada.”, disse.