Filipe Luís elogia Coutinho e alerta sobre dificuldade da Copa América

O lateral participou de entrevista coletiva e falou sobre o duelo contra o Peru

Filipe Luís elogia Coutinho e alerta sobre dificuldade da Copa América
Filipe Luís em entrevista coletiva (Foto: Lucas Figueiredo/Mowa Press)

Na véspera da partida contra o Peru pela Copa América Centenário, o lateral Filipe Luís falou em entrevista coletiva no Gillette Stadium, palco do jogo. O confronto acontece neste domingo (12), às 21h30 (de Brasília), em Foxborough, Estados Unidos. 

Primeiro, Filipe comentou a eliminação do Uruguai e alertou sobre a dificuldade do torneio: "A eliminação do Uruguai serve de alerta. É uma competição complicada, todo mundo quer ganhar e hoje não tem mais jogo fácil. O Uruguai tem grande seleção, acabou perdendo o primeiro jogo. Obviamente eles sentiram a falta do Suárez, mas estamos num momento bom, a gente vem crescendo, grupo se conhece cada dia mais. Acredito que estamos mais preparados do que nunca".

O atleta do Altético de Madrid comentou sobre o duelo contra o Haiti, vencido por 7 a 1 pela Seleção. "Nunca podemos tirar o mérito dos jogadores que, mesmo com o jogo três, quatro a zero, nunca pararam. Todo mundo continuou correndo, continuou querendo mais, as movimentações continuaram iguais", disse. "O nosso time é novo, com muitos jogadores que nunca tinham vindo ou jogado juntos, e a cada dia a gente vai se conhecendo mais", completou.

"Jogar com Coutinho é fácil, é um jogador muito rápido, dribla bem, sabe jogar de costas. Minha função não é só passar e apoiar, é também dar o maior número de passes para ele em condições de pegar o lateral direito do time deles com espaço. Me entendo com ele, sei dos movimentos que gosta de fazer, mas principalmente minha função é defensiva, então, o que tenho que ajudar o Coutinho muitas vezes é na hora de ajudar na marcação e a gente está conseguindo fazer várias jogadas por esse lado", elogiou o jogador.

Por fim, Filipe Luís comentou sobre o duelo contra o Peru: "Enfrentamos o Peru numa eliminatória e ano passado na Copa América também. Eles defendem com linhas juntas e saem bem no contra-ataque, mas estamos no melhor momento possível para tentar enfrenta-los e conseguir a classificação".