Tite impõe seus termos e assume como novo técnico da seleção brasileira

Tite chega para assumir a lacuna deixada por Dunga após o fiasco na Copa América Centenário

Tite impõe seus termos e assume como novo técnico da seleção brasileira
Tite assume a seleção brasileira (Foto: Reprodução/Facebook)

Mudanças ocorrem o tempo todo e, se tratando de seleção brasileira, não podem esperar mais para acontecer. Após demitir Dunga, a CBF já conhece seu novo comandante: Tite. Quem confirma a conclusão das negociações é o presidente do Corinthians, Roberto de Andrade, por meio de coletiva de imprensa na sede do clube, nesta quarta-feira (15).

+ Dunga não resiste e deixa o comando da seleção brasileira

Tite chega para assumir a lacuna deixada por Dunga após o fiasco na Copa América Centenário. A eliminaçao na primeira fase do torneio dos Estados Unidos, fato que não acontecia desde 1987, foi a gota d'água para o fim do ciclo do treinador. Não avançar de fase em um agrupamento que continha Haiti, Equador e Peru gerou revolta a culminou em sua demissão.

O ex-treinador do Corinthians é especulado na seleção brasileira desde 2014, logo após o término da Copa do Mundo, mas foi preterido por Dunga. Em 2015, logo a Copa América realizada no Chile, e no início de 2016, foi sua vez de recusar o convite feito pela CBF em duas oportunidades. Tite sempre deixou claro que só aceitaria o cargo quando o mesmo estivesse vago.

Mas, apesar dos vetos, Adenor Leonardo Bacchi também nunca negou que seu sonho era de comandar a seleção pentacampeã mundial um dia. O treinador chega à amarelinha com moral pois, além da aprovação em massa dos dirigentes da entidade, também conta com apoio massivo por parte dos torcedores brasileiros. 

+ Tite surge como nome forte para assumir a Seleção

Segundo reportagem da TV Globo, a única exigência do novo treinador para aceitar o cargo passa pela montagem de sua própria comissão técnica. Ao seu lado estarão Cleber Xavier (auxiliar) e Edu Gaspar (gerente de futebol) que também deixam o Corinthians para assumir a seleção.

Tite tinha contrato até o fim de 2017 com o Corinthians e retornou no ano passado após uma temporada se especializando. Foi campeão do Brasileirão 2015 com três rodadas de antecedência e mostrando um grande futebol. Pelo alvinegro, foram um Paulista (2013), dois Brasileiros (2011 e 2015), uma Libertadores (2012), um Mundial (2012) e uma Recopa (2013).