Os rastros após dois anos do 7 a 1: como os europeus enxergam o Brasil?

Ao contrário do que muitos acreditam, os europeus parecem não ver o 7 a 1 como o fim da credibilidade da Seleção Brasileira

Os rastros após dois anos do 7 a 1: como os europeus enxergam o Brasil?
(Foto: AFP PHOTO / Fabrice Coffrini)

Não é mistério para ninguém o momento cada vez mais preocupante que a Seleção Brasileira vive dentro e fora de campo. Depois da humilhação sofrida na Copa do Mundo, a decadência daquilo que já influenciou milhares de gerações um dia é cada vez maior. 

O que nós, brasileiros, pensamos sobre tudo isso está escancarado todos os dias nos programas esportivos, redes sociais, jornais, revistas e tudo mais. Não é novidade para ninguém. Mas como será que os europeus enxergam essa reviravolta na história brasileira que já foi tão vitoriosa um dia? Passando por França, Itália, Espanha e, claro, Alemanha, a VAVEL Brasil teve uma pequena ideia da dimensão da crise.

As brincadeiras foram tímidas. Se pudesse tentar adivinhar um motivo para isso, diria que a surpresa pelo momento vergonhoso do Brasil é tão grande, que as pessoas ainda têm medo de fazer o que provavelmente faríamos aqui: agir como se a situação não fosse dolorosa, mas sim totalmente passível de piadas.

Sim, se o 7 a 1 tivesse acontecido com qualquer outra seleção, é muito provável que a maioria dos brasileiros zombasse, agindo de forma até inconveniente. No geral, ninguém entende o que se passou naquela tarde. “Não sei o que aconteceu, foi surpreendente até para nós”, foi a primeira coisa que disse um francês.

Para ele, o problema principal é a falta de experiência dos jogadores brasileiros, o que já foi ponderado inúmeras vezes por nós. Alguns ainda se arriscam mais e até tentam fazer uma piada, mas tudo com cautela. Claro que sempre há aquele mais engraçadinho, mas quando acabamos concordando que foi vergonhoso e o péssimo momento atual, a pessoa acaba deixando de lado.

Não adianta falar que as pessoas na Alemanha não ligam para o 7 a 1. Nós até que gostaríamos, mas sim, eles ligam e ficaram extremamente felizes pelo feito. O povo fala sobre o jogo com os olhos brilhando e um sorriso no rosto, lembrando e comemorando o feito até hoje. Para eles foi uma loucura, o paraíso, e até agora dizem não acreditar naquilo. Inclusive, existe um livro que conta minuto a minuto daquela partida e foi considerado bestseller pela revista Spiegal. O título já deixa clara a relação deles com o resultado: "7:1 A partida do século. Como o mito brasileiro acabou e a quarta estrela da Alemanha veio.". Apesar de tudo, ainda há uma enorme relação de respeito.

“Como foi o 7 a 1 para você?” Parece até a pergunta que faríamos para a CBF, entidade que parece não ter sido afetada em nada pelo resultado, mas são apenas os alemães curiosos para saber como reagimos ao pior resultado da história do futebol brasileiro.

Pelo que deu para perceber, eles não vêem como uma razão para rebaixar o Brasil, mas sim um motivo de orgulho para o próprio país. O peso que a amarelinha tem ainda é levado em conta, a camisa sempre irá “entortar o varal”.

Assim como eles tem interesse em saber qual foi o sentimento dos brasileiros naquele fatídico dia, é importante levar em conta a visão daqueles que acompanham de fora todo o tsunami que passou pelo nosso futebol.