Rumo à Olimpíada: Mônica Alves, zagueira do Orlando Pride

Defensora tem a experiência dos 29 anos e de título Pan-Americano com a seleção para buscar boa Olimpíada e presença no pódio

Rumo à Olimpíada: Mônica Alves, zagueira do Orlando Pride
Hugo Alves / Editoria de Arte da VAVEL Brasil

A zagueira gaúcha Mônica Alves tem 29 anos e defende a seleção brasileira regularmente desde 2014. Natural de Porto Alegre, Mônica Hickmann Alves tem 1,73m e estará na Olimpíada do Rio 2016 para defender o Brasil, na busca pelo inédito ouro olímpico no futebol feminino. Com a seleção, foi campeã dos Jogos Pan-Americanos em 2015.

Mônica defende o Orlando Pride e foi a primeira e única jogadora brasileira convocada para essa equipe dos Estados Unidos. É a versão feminina da equipe do Orlando City, da Flórida. Assim, a zagueira do Brasil é colega de profissão de adversárias diretas nos Jogos Olímpicos, como as estadunidenses Alex Morgan e Sarah Hagen e a meio-campo canadense Kaylyn Kyle.

A gaúcha atuou várias temporadas no SV Neulengbach, da Áustria, de 2007 a 2012. De volta ao país, atuou na boa base da Ferroviária, campeã do Campeonato Brasileiro e da Copa do Brasil em 2014. Esteve no futebol do Flamengo em 2015.

Em outubro de 2015, Mônica Alves foi anunciada como defensora do Orlando Pride. No Pan do ano passado, o Brasil passeou em solo canadense e foi campeão marcando um total de 20 gols e sofrendo apenas três na defesa. O título veio em uma goleada de 4 a 0 sobre a Colômbia, com Mônica como a camisa 3 da esquadra brasileira.

As demais zagueiras para atuar ao lado de Mônica Alves na Olimpíada de 2016 são Bruna Benites, Rafaelle, do Changchun Yatai da China, e Érika, do PSG da França.

Além de Mônica Alves, também é gaúcha a jogadora Andressinha, que vem ganhando a titularidade no meio de campo do técnico Vadão. A jogadora da meia cancha nasceu no município de Roque Gonzalez, no Rio Grande do Sul e foi descoberta no Esporte Clube Pelotas. Atualmente, também está nos Estados Unidos, na equipe do Houston Dash.

Nos primeiros treinos de Vadão em Fortaleza, Mônica está presente como titular. A defesa foi formada pela goleira Bárbara, com Poliana na lateral-direita, Mônica e Érika na dupla de zaga e Tamires na lateral-esquerda. Essa linha formada por quatro jogadoras será testada em prol da segurança defensiva do Brasil na Olimpíada.