Brasil não aproveita vantagem numérica e empata sem gols com África do Sul

Forte marcação da África do Sul parou ataque brasileiro no jogo de estreia nos Jogos Olímpicos, mesmo com um a menos

Brasil não aproveita vantagem numérica e empata sem gols com África do Sul
Foto: AP Photo/Eraldo Peres
Brasil
0 0
África do Sul
Brasil: Weverton; Zeca, Marquinhos, Rodrigo Caio e Douglas Santos (William, min. 39'/2ºT); Thiago Maia, Felipe Anderson (Luan, min. 15'/2ºT) e Renato Augusto (Rafinha Alcântara, min. 21'/2ºT); Neymar, Gabriel e Gabriel Jesus. Técnico: Rogério Micale.
África do Sul: Khune; Mobara, Mathoho, Coetzee e Modiba; Mvala, Mekoa e Motupa; Masuku (Morris, min. 13'/2ºT), Mothiba e Dolly. Técnico: Owen da Gama.
INCIDENCIAS: 1ª rodada da fase de grupos, jogo realizado no estádio Mané Garrincha, em Brasília (DF).

Na tarde desta quinta-feira (4), a Seleção Brasileira estreou nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, contra a África do Sul, mas não saiu do empate sem gols, em jogo realizado no estádio Mané Garrincha, em Brasília.

O primeiro tempo foi mais equilibrado, com a marcação sul-africana não deixando os brasileiros criarem. Na etapa final, o Brasil criou mais oportunidades após a expulsão de Mvala, chegando a acertar a trave com Gabriel Jesus, mas o jogo terminou sem gols.

Primeiro tempo truncado e sem gols

A primeira metade do jogo foi marcada pelo equilíbrio. O Brasil teve mais a posse de bola durante todo tempo, mas poucas oportunidades de perigo. A África do Sul utilizava duas linhas de quatro bem compactadas e não deixava os brasileiros furar a marcação. No ataque, Gabriel Jesus e Gabriel ficaram com dificuldades de fugir da marcação e pouco fizeram.

No começo do jogo, os sul-africanos quase abriram o placar num bobeada da defesa brasileira. Marquinhos errou o passe, Rodrigo Caio bobeou na marcação do Mothiba e o atacante finalizou numa dividida com o goleiro Weverton, que conseguiu abafar o lance. Aos 34 minutos, a África do Sul levou perigo outra vez em finalização de Dolly de fora da área. A bola saiu com muito perigo no canto esquerdo.

Com o meio campo apagado e sem conseguir criar boas chances, Neymar teve que desequilibrar. A primeira boa oportunidade do Brasil surgiu aos 28 minutos, quando Neymar driblou o marcador na entrada da área e finalizou forte, mas o goleiro Khune fez grande defesa. Aos 40 minutos, novamente o camisa 10 finalizou bem e forte, mas o goleiro Khune voltou a salvar a África do Sul com outra grande defesa.

Brasil joga com um a mais, pressiona, mas não consegue furar a defesa e o jogo termina empatado

A África do Sul retornou mais ofensiva para a etapa final. Logo no começo, aos quatro minutos, Dolly tabelou com Masuku e recebeu com liberdade na entrada da área. O atacante finalizou forte, cruzado e a bola passou assustando a zaga brasileira. Aos nove, Dolly apareceu novamente, mas desta vez cruzando. Mothiba surgiu na área e cabeceou, mas Weverton defendeu.

Mas o jogo começou a mudar. Aos dez minutos, Mvala entrou forte em Neymar e tomou o primeiro cartão amarelo do jogo. Quatro minutos depois, o jogador voltou a entrar forte no lance, dessa vez em Zeca, levando assim o segundo cartão amarelo e, consequentemente, o cartão vermelho em seguida, deixando a África do Sul com um a menos.

Aos 21 minutos, Luan entrou no jogo e o Brasil ficou mais ofensivo. Aos 24 minutos, o atacante invadiu a área e tentou o passe para Gabriel, mas a bola passou e acabou sobrando limpa para Gabriel Jesus com o gol aberto, mas o atacante finalizou na trave.

O Brasil ficou mais animado com o lance de perigo e aos 27 minutos Neymar finalizou da entrada da área e por pouco não marcou um golaço. O camisa 10 voltou a aparecer aos 30 minutos, quando serviu Gabriel que saiu de frente para o gol, mas a finalização do atacante parou no goleiro Khune que salvou a África do Sul.

O jogo foi se aproximando do fim e o nervosismo foi tomando conta dos brasileiros. Neymar tentou resolver no fim, mas o goleiro Khune salvou a África do Sul. Assim, a primeira participação da seleção masculina terminou com empate sem gols.