Insatisfeitos, assessoria de Gabriel Jesus critica Micale por substituição

Segundo o staff do atacante, substituição de Micale serviu apenas para 'fritar' o jogador que saiu vaiado

Insatisfeitos, assessoria de Gabriel Jesus critica Micale por substituição
Foto: Getty Images

Durante o empate contra o Iraque na noite deste domingo (7), Gabriel Jesus foi substituído por Rafinha Alcântara no segundo tempo. A substituição do jogador veio acompanhada de uma grande vaia dos 60 mil presentes no estádio Mané Garrincha, em Brasília. A assessoria do atacante não gostou de ver o jogador ser substituído e ficaram insatisfeitos, acusando o técnico Rogério Micale de 'queimar' o jogador.

Após o placar continuar zerado até o intervalo, Micale se mostrou insatisfeito com o que viu e voltou com o time mais ofensivo, com Luan no lugar de Felipe Anderson. A opção fez com que o Brasil ficasse exposto no meio campo e o Iraque chegou a crescer no jogo. O treinador teve que mexer para recuperar o setor e Gabriel Jesus foi o escolhido para ser substituído.

Gabriel Jesus teve cinco finalizações no primeiro tempo - assim como Neymar - sendo apenas uma na direção do gol. Apesar de ser o artilheiro do Brasileirão com dez gols, o jogador não mostrou boa mira nas finalizações nos dois jogos já realizados. Sumido do jogo, participou menos do que Luan, com 31 toques na bola e 12 passes completados. A capacidade de dribles do jogador, citado por Micale, ainda não foi vista em campo. Agora, o jogador corre o risco de perder a titularidade para o próximo jogo, diante da Dinamarca.

O Brasil decidirá seu futuro nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro na próxima quarta-feira (10), quando enfrentará a Dinamarca no estádio Fonte Nova, em Salvador, às 22h (de Brasília). A seleção brasileira precisa da vitória para se classificar para a próxima fase do torneio olímpico.