Após conquista olímpica, Neymar afirma que não será mais capitão da seleção principal

Camisa 10 entregará a braçadeira de capitão ao técnico Tite

Após conquista olímpica, Neymar afirma que não será mais capitão da seleção principal
Neymar, ajoelhado, comemora o gol de pênalti que deu o ouro inédito ao Brasil (Foto: Buda Mendes/Getty Images)

Mesmo com a conquista do ouro olímpico inédito, que era o único título que faltava à seleção brasileira, os jogadores não se abstiveram de falar a respeito de seu futuro na seleção. O camisa 10 e capitão Neymar mostrou extrema alegria, rebateu as críticas, mas também falou sério sobre seus próximos passos na seleção principal, já com o técnico Tite. Em entrevista após a partida, o jogador do Barcelona deixou claro que não será mais o capitão da seleção, posição que vinha recebendo nos últimos tempos, quando Dunga estava no comando da seleção.

"Não carrego peso nenhum, são vocês que colocam peso em mim. Mas agora, como campeão, entrego a faixa de capitão, uma coisa que recebi e honrei com muito carinho. Foi uma grande honra de ser capitão do Brasil, mas a partir de hoje deixo de ser capitão do Brasil e mando até uma mensagem para o nosso novo treinador, para o Tite, porque a partir de agora ele pode procurar um novo capitão", afirmou Neymar, em meio à comemoração do título inédito. O jogador se tornou capitão da seleção após a Copa do Mundo de 2014, herdando posto que pertencia ao zagueiro Thiago Silva, juntamente com a chegada do técnico Dunga. Após dois anos, tudo indica que a seleção brasileira de futebol terá um novo líder vestindo a braçadeira.