Embalado por ouro olímpico, Brasil enfrenta Equador nas Eliminatórias

Seleção quer manter bom ritmo em estreia de Tite, que não fez mistério quanto aos titulares

Embalado por ouro olímpico, Brasil enfrenta Equador nas Eliminatórias
(Foto: Robyn Beck/AFP)
Equador
Brasil
Equador: Alexander Domínguez; Juan Carlos Paredes, Gabriel Achilier, Arturo Mina e Walter Ayoví; Cristian Noboa, Jefferson Orejuela, Jefferson Montero e Enner Valencia; Miller Bolaños e Felipe Caicedo
Brasil: Alisson; Daniel Alves, Miranda, Marquinhos e Marcelo; Casemiro, Renato Augusto e Paulinho; Willian, Gabriel Jesus e Neymar
ÁRBITRO: Enrique Cáceres Villafañe (PAR)
INCIDENCIAS: Partida válida pelas Eliminatórias para a Copa do Mundo da Rússia 2018, realizada no Estádio Olímpico Atahualpa, em Quito (EQU)

Após vencer o ouro inédito dos Jogos Olímpicos, a Seleção Brasileira entra no campo do Estádio Olímpico Atahualpa, em Quito, nesta quinta-feira (1º), às 18h (horário de Brasília), para enfrentar o Equador, vice-líder das Eliminatórias para a Copa do Mundo da Rússia 2018. O Brasil, na sexta colocação, precisa da vitória para sonhar com a vaga.

Depois de um período conturbado e uma conquista olímpica, chegou a vez de Tite estrear no comando técnico da Seleção. Nesta quinta-feira, o treinador comandará pela primeira vez seus escolhidos e já terá duro desafio pela frente. Com o Brasil fora e longe da zona de classificação, é necessário que a equipe consiga vencer seus próximos dois desafios. O primeiro seja exatamente contra o Equador, vice-líder do torneio e que vive bom momento.

Tite fez dois treinos fechados nos dois que teve e acrediva-se que o treinador não fosse dar pistas sobre o time titular. Entretanto, logo na coletiva de imprensa após o último trabalho, o técnico anunciou os onze jogadores que começam jogando no Estádio Olímpico Atahualpa. Sem lesões ou suspensões, os escolhidos são: Alisson; Daniel Alves, Miranda, Marquinhos e Marcelo; Casemiro, Renato Augusto e Paulinho; Willian, Gabriel Jesus e Neymar. Filipe Luis, Lucas Lima, Miranda e Daniel Alves estão pendurados.

O treinador brasileiro aproveitou para elogiar o Equador e falar sobre como a equipe é forte: "A adaptação da velocidade da bola é técnico e tática, mais até do que física. Temos que reconhecer as virtudes do outro lado. Entendo que o Equador vai tentar acelerar o jogo, atuando em casa. Como nós faríamos se estivéssemos jogando em casa. Cabe a nós administrar isso", comentou.

Depois de dois meses de espera, Tite finalmente poderá ficar à frente da Seleção Brasileira e afirmou que a expectativa está alta: "A expectativa é muito grande. Sou um ser humano, mas me preparei a vida toda para chegar a este momento. Trabalhei muito, valorizo muito minha chegada aqui. Queremos proporcionar um grande jogo".

Miranda foi eleito o novo capitão do Brasil e assumiu o posto de Neymar, que estava sendo criticado com a braçadeira: "A seleção tem vários líderes e mais uma vez terei a felicidade de representar esses líderes com a faixa de capitão. O início do trabalho de Tite é visto como um recomeço pelo torcedor brasileiro após os fracassos recentes na Copa de 2014 e em duas edições da Copa América. Segundo o novo capitão, é uma boa hora para dar a resposta que a torcida tanto espera", disse.

"É o maior momento da gente dar a resposta. O torcedor quer essa resposta. A gente vai em busca da vitória e do bom futebol. Tite nos preparou da melhor forma e amanhã [quinta] vamos colocar em prática. Tem que ter uma boa organização e é nisso que estamos trabalhando nos últimos dias. Estar bem organizado e surpreender nos contra-ataques", completou.

Além disso, o zagueiro também falou sobre o duelo desta quinta: "Chegamos há três dias e acho que a altitude não vai nos atrapalhar. O Equador está fazendo grande campanha, é uma boa seleção. No momento não importa o lugar, temos que buscar a vitória e esse é o nosso objetivo".

Do outro lado, o Equador vive ótimo momento nas Eliminatórias. Os comandados de Gustavo Quintero conseguiram treze pontos até aqui e continuam invictos em casa. A seleção tenta manter um tabu longo: Desde a Copa América de 1983, os equatorianos não perdem para o Brasil em seus domínios.

Quintero terá preocupações logo no primeiro duelo, já que Antonio Valencia e Pedro Quiñonez estão suspensos e não podem atuar. A novidade será o meia Jefferson Orejuela, do Independiente Del Valle, que chamou atenção do treinador e fará sua estreia no time principal. O jogador falou sobre isso e comemorou: "Fico feliz com a possibilidade de começar jogando. Estou preparado para o desafio", garantiu.