Tite diz ter chorado ao telefone com sua esposa após vitória sobre Equador

Novo técnico da Seleção revelou emoção e se esquivou quando perguntado sobre próximos passos

Tite diz ter chorado ao telefone com sua esposa após vitória sobre Equador
Tite comemora a vitória brasileira com Neymar (Foto: Rodrigo Buendía/AFP/Getty Images)

O comando de Tite na Seleção Brasileira não poderia ter começado de melhor maneira. A sua estreia terminou com uma vitória por 3 a 0 sobre o Equador, com grande atuação do menino Gabriel Jesus. O atacante palmeirense marcou dois gols e sofreu o pênalti que gerou o gol de Neymar. Na altitude de Quito, o Brasil também quebrou um tabu que já durava mais de três décadas: há 33 anos não vencia o Equador fora de casa. Na coletiva de imprensa após a partida, o ex-técnico do Corinthians comentou a partida e revelou sua emoção depois da vitória.

O treinador comentou seus passos após o apito final: "Não quero falar sobre a Colômbia, não dá pra criar expectativas em cima desse primeiro resultado. Quero curtir essa vitória, ligar como já liguei para minha esposa. Trocamos alegria e estou com vergonha de dizer que choramos ao telefone, mas choramos de alegria. Ela sempre diz para eu curtir e pede para eu ficar alegre", afirmou Tite, antes de ressaltar que não vai se iludir com o resultado positivo: "É hora de ficar feliz pelo desempenho da equipe, mas tenho os pés no chão, não estou eufórico. Quero curtir o momento, valorizar atletas e valorizar o momento", disse.

Além disso, o novo técnico da seleção também explicou um pouco dos seus sentimentos em relação à estreia: "Há um simbolismo. A adrenalina estava muito grande, fazia tempo que não sentia isso. Fiquei parado por um tempo e perdi o jeito, não conseguia me acalmar antes do jogo. Quando acabou a palestra, queria que começasse logo. Gera expectativa mostrar um pouco esse lado humano que temos", disse, antes de comentar sobre o seu trabalho como se desse prosseguimento ao de outros técnicos: "Dunga pegou um trabalho difícil, os técnicos brasileiros eram culpados por tudo. Serviu pra gente se mexer. Foi o Felipão, o Dunga, eu. Todos nós. Estou dando continuidade a esse processo com alegria e pés no chão", finalizou Tite.