Freguesia? Embora equilibrado, Brasil leva vantagem em confrontos contra Argentina

CBF conta mais vitórias para o Brasil, enquanto AFA considera que as seleções estão empatadas no histórico

Freguesia? Embora equilibrado, Brasil leva vantagem em confrontos contra Argentina
Freguesia? Embora equilibrado, Brasil leva vantagem em confrontos contra Argentina

Na noite da próxima quinta-feira (10), às 22h, no Mineirão, Brasil e Argentina farão mais uma vez o maior clássico da América do Sul e um dos mais disputados do mundo. O confronto, entretanto, causa confusão quanto aos números. A CBF (Confederação Brasileira de Futebol) considera que a seleção canarinho leva vantagem no embate, enquanto a AFA (Associação de Futebol da Argentina) conta um empate de vitórias no histórico dos rivais.

Em sua contagem, a CBF considera o último duelo entre as seleções como o de número cem da história. De acordo com o site da entidade máxima do futebol brasileiro, a seleção verde-amarela já conquistou 40 vitórias, foi derrotada 36 vezes e em 27 oportunidades a partida terminou sem um vencedor.

Por outro lado, a AFA não concorda com os números expostos pelos brasileiros. No site da entidade hermana constam apenas 99 partidas, duas a menos do que contam os rivais. Para os argentinos, cada equipe venceu 36 vezes, enquanto 27 jogos terminaram com um empate como resultado final.

Essa diferença se deve a um jogo que ocorreu em 1922, outro em 1923 e mais dois no ano de 1968. A CBF considera, em seu site, essas partidas, todas com vitória brasileira. Já na lista dos jogos dos argentinos esses embates não contam.

A AFA, por sua vez, também conta duas partidas que não aparecem na lista rival. Os dois jogos ocorreram em Olimpíadas. O primeiro em 1988, com vitória brasileira. Já o outro embate aconteceu no ano de 2008, nas Olimpíadas de Pequim, na China. Nessa oportunidade, os hermanos ganharam por 3 a 0 e eliminaram a seleção canarinho da competição daquele ano.

A Fifa, entretanto, considera as duas listas erradas. Para a maior entidade do futebol mundial, os quatro confrontos contados a mais pelos brasileiros em relação aos argentinos não são válidos. O órgão, ainda, não conta os duelos a mais que aparecem na contagem dos hermanos. Isso porque os jogos foram válidos pelas Olimpíadas, que é um torneio no qual as seleções principais não são convocadas pelo limite de idade de 23 anos.

O que fica claro, embora a discordância das entidades em relação aos números, é a superioridade recente brasileira. Em 13 partidas, enquanto a seleção atualmente comandada por Dunga já conquistou sete triunfos, a equipe de Tata Martino venceu penas quatro. Outros três jogos ainda terminaram sem vencedores.

O último confronto entre as seleções ocorreu em outubro do ano passado. Na ocasião, em jogo válido pelo Super Clássico das Américas, o Brasil venceu por 2 a 0, com dois gols de Diego Tardelli. O embate contou ainda com uma defesa de Jefferson em pênalti batido pelo craque Messi, o que pode dar confiança ao goleiro que busca retomar o posto de goleiro titular da seleção.