Neymar brilha, Brasil passeia contra Argentina no Mineirão e segue líder das Eliminatórias

Seleção Brasileira exibe sua maior atuação na 'Era Tite', segue líder absoluta das Eliminatórias e afunda Argentina na crise

Neymar brilha, Brasil passeia contra Argentina no Mineirão e segue líder das Eliminatórias
(Foto: João Viana/VAVEL Brasil)
Brasil
3 0
Argentina
Brasil: Alisson; Daniel Alves, Miranda (Thiago Silva), Marquinhos, Marcelo; Fernandinho, Paulinho, Renato Augusto, Philippe Coutinho (Douglas Costa), Neymar; Gabriel Jesus (Roberto Firmino). Tite.
Argentina: Romero; Zabaleta, Otamendi, Funes Mori, Más; Mascherano, Biglia, Pérez (Aguero), Di María (Ángel Correa), Messi; Higuaín. Edgardo Bauza.
Placar: 1-0, Philippe Coutinho; 2-0, Neymar; 3-0, Paulinho.

Show. Baile. Apoteose. Frenesi. Uma exibição digna de gritos de 'Olé'. O Mineirão viveu uma noite epopeica nesta quinta-feira (10), pela 11ª rodada das Eliminatórias da Copa do Mundo. Na maior atuação da Seleção Brasileira na 'Era Tite', goleada - fora o baile - contra uma frágil e desesperada Argentina por 3 a 0, com gols marcados por Coutinho, Neymar e Paulinho. Lionel Messi pouco viu a cor da bola, mas pôde acompanhar seu companheiro de Barcelona encantando.

+ TEMPO REAL: confira como foi clássico entre Brasil x Argentina

Com a vitória, o Brasil se mantém na liderança das Eliminatórias com 24 pontos conquistados em 11 jogos. O próximo compromisso da canarinho é contra o Peru, na quarta-feira (16), às 00h15, no Nacional. Já a Argentina segue mais uma rodada fora da zona de classificação à Copa do Mundo e estaciona na 6ª colocação com 16 pontos. Os hermanos enfrentam a Colômbia, na terça (15), em San Juan, na próxima rodada.

Coutinho e Neymar brilham na primeira etapa

Os primeiros movimentos da partida não refletiriam o que seria a primeira etapa. Com muita velocidade, o Brasil quase abriu o placar no lance inicial, quando Gabriel Jesus pressionou e por pouco não roubou a bola dos pés de Romero. Logo depois, Neymar driblou três adversários pela direita e levantou a torcida, mas o cruzamento não encontrou ninguém. Então, a partida ficou monótona, parada, com muitas faltas. Mascherano exagerava nas infrações e Fernandinho mostrava-se nervoso. 

Com mais intensidade que criatividade, o primeiro brilho individual surgiu do lado brasileiro. Aos 24', coube a Philippe Coutinho receber da direita, cortar para o meio e acertar um lindo chute no ângulo para abrir o placar. Um respiro de futebol em um confronto pegado. O próximo lance de perigo viria aos aos 37', quando Neymar aproveitou o buraco na defesa para arrancar e não marcou o segundo porquê a bola explodiu na trave.

Após os sustos, a Argentina decidiu sair para o jogo. Higuaín e Biglia assustaram Alisson em chutes de fora da área, mas o Brasil é quem foi fatal. No último lance do primeiro tempo, Gabriel Jesus arrancou pelo meio e achou um lindo passe entre a defesa para Neymar, que bateu na saída de Romero para marcar o segundo. Vibração no Mineirão para o intervalo.

Gritos de 'olé' resumem o segundo tempo

Precisando do resultado, a Argentina foi à frente e passou a ceder espaços. Ao tirar Pérez e colocar Aguero, Edgardo Bauza deixou um espaço enorme em seu campo defensivo e lá o Brasil se criou. Com 15 minutos, a canarinho perdeu três chances claras de amplicar. A primeira com Gabriel Jesus, após cruzamento certeiro da esquerda. A segunda com Paulinho, que driblou o goleiro e viu a bola ser afastada em cima da linha. E a terceira com Neymar em cobrança de falta.

Mas, na quarta tentativa, não teve santo que salvasse. O cruzamento da direita desviou na zaga e parou no pé de Paulinho que fuzilou às redes para marcar o terceiro aos 14' do segundo tempo. Então, o Mineirão explodiu com a goleada. Cantos chamando a Argentina de freguês, "o campeão voltou" e até o nome de Tite foram entoados. A maior atuação brasileira nas Eliminatórias foi digna de gritos de olé.

Em diante, virou passeio. Se o placar fosse mais elástico, não seria absurdo. O Brasil passou a atuar em ritmo de treino após marcar o terceiro gol e exagerava no preciosismo na hora de definir. Paulinho, Neymar e Firmino, todos em sequências, perderam chances claras de aumentar massacre. No fim, valeu pelo show da Seleção Brasileira. Dessa vez, o passeio no Mineirão foi canarinho.

Confira a classificação das Eliminatórias 2018

#
ELIMINATÓRIAS DA COPA DO MUNDO 2018
PTS
JGS
Brasil 24 11
Uruguai 23 11
Colômbia 18 11
Equador 17 11
Chile 17 11
Argentina 16 11
Paraguai 15 11
Peru 14 11
Venezuela 5 11
10º Bolívia 4 11