Jesus e Renato Augusto marcam, Brasil bate Peru e dispara na liderança das Eliminatórias

Jogadores garantiram vitória com gols importantes e Brasil se firma na primeira colocação até 2017

Jesus e Renato Augusto marcam, Brasil bate Peru e dispara na liderança das Eliminatórias
Foto: Lucas Figueiredo/CBF
Peru
0 2
Brasil
Peru: Gallese; Corzo (Advíncula), Christian Ramos, Alberto Rodríguez e Nilson Loyola; Yotún, Pedro Aquina, Carrillo (Ruidiaz) e Cueva; Guerrero e Andy Polo (Sánchez)
Brasil: Alisson; Daniel Alves, Miranda, Marquinhos e Filipe Luís; Fernandinho, Paulinho, Philippe Coutinho (Douglas Costa), Neymar e Renato Augusto; Gabriel Jesus (Willian)
Placar: 0-1, min. 59, Gabriel Jesus; 0-2, min. 78, Renato Augusto;
ÁRBITRO: WILMAR ROLDÁN (COL); Renato Augusto (min. 3); Nilson Loyola (min. 17)
INCIDENCIAS: PARTIDA VÁLIDA PELA 12ª RODADA DAS ELIMINATÓRIAS PARA A COPA DO MUNDO DA RÚSSIA 2018, DISPUTADA NO ESTÁDIO NACIONAL, EM LIMA (PER)

A última rodada das Eliminatórias para a Copa do Mundo da Rússia 2018 terminou com um grande embate de Peru e Brasil. Jogando no Estádio Nacional, em Lima, na madrugada de terça-feira para quarta (16), as Seleções fizeram duelo por uma situação mais favorável na tabela e, com gols de Gabriel Jesus e Renato Augusto, quem saiu melhor foram os brasileiros.

Com o resultado, o Brasil se isola na liderança das Eliminatórias com 27 pontos, já que o Uruguai perdeu para o Chile por 2 a 1 e se manteve com 23. Já o Peru estaciona na oitava colocação com 14 pontos, cinco da Argentina, que está na zona de repescagem, e praticamente dá adeus às chances de classificação.

Agora as Seleções têm grande pausa no calendário, voltando a campo apenas em março. Na volta das Eliminatórias, no dia 23/03/2017, quinta-feira, o Brasil enfrenta o Uruguai, sem Luis Soarez e Muslera, fora de casa em confronto que pode definir a liderança da competição. Já o Peru também viaja, jogando pelo seguimento do sonho da classificação, e encara a lanterna Venezuela. As partidas não tem local ou horários definidos.

Equipes criam pouco no primeiro tempo

O início de jogo foi extremamente truncado, com as duas equipes participando muito de disputas de bola. Graças ao intenso começo, Renato Augusto acabou levando cartão amarelo logo aos 3 minutos, mostrando que o árbitro Wilmar Roldán, da Colômbia, não pegaria leve nos lances. Com isso, as seleções saíram para armar jogadas e, melhor organizado, o Peru foi o primeiro a assustar. Aos 6', Carrillo recebeu nas costas de Daniel Alves e finalizou, mas a bola ficou na trave de Alisson.

Com uma crescente melhora peruana, o Brasil precisou acertar-se em campo rapidamente. Ainda sem apresentar um futebol convincente, os brasileiros começaram a trocar mais passes e a chegar mais perto da área adversária, mas assustando muito pouco o goleiro Gallese. O Peru ainda pressionou bastante a saída de bola, mas acabou perdendo a posse e teve menos chances claras.

As equipes seguiram tentando iniciar uma pressão, mas quem dominou os minutos finais foi o Peru. Buscando principalmente Cueva e Guerrero, os peruanos ainda arriscaram algumas jogadas e tentaram cavar um pênalti, entretanto, acabou não dando certo. Com o 0 a 0 no placar, as equipes foram para o intervalo.

Gabriel Jesus e Renato Augusto marcam e Brasil segura peruanos

Quem saiu para o ataque foi o Peru, que começou a criar ótimas oportunidades e assustou bastante Alisson. Com a defesa frágil, o Brasil sofreu nos primeiros minutos e quase saiu atrás do placar em diversas oportunidades. Precisando se acertar novamente, os brasileiros tentaram organizar a estratégia em campo e, em sua primeira chance no jogo até então, Gabriel Jesus recebeu em boa jogada e mandou direto para o fundo da rede para abrir o placar aos 14 minutos.

Após levar o 1 a 0, a Seleção Peruana saiu muito forte e começou a pressionar bastante o Brasil, que criou poucas chances perigosas e precisou se defender bastante. Enquanto o Peru investia nas jogadas pelo alto, os brasileiros saíram em contra-ataque rápido, mas a defesa adversária estava bem posicionada.

Mesmo tentando bastante, o Peru parava sempre nas finalizações ruins e acabava não conseguindo conquistar o empate. Com o time adversário avançado ofensivamente, o Brasil teve espaços para sair em velocidade e, em boa jogada com Gabriel Jesus, a bola sobrou para Renato Augusto, que não desperdiçou e marcou o 2 a 0 brasileiro. A Seleção Peruana ainda tentou bastante, mas não conseguiu reverter a desvantagem.