Brasil vacila e perde para Coreia do Norte na Copa do Mundo Feminina Sub20

Seleção saiu derrotada da segunda partida do Mundial e fica na segunda colocação do torneio

Brasil vacila e perde para Coreia do Norte na Copa do Mundo Feminina Sub20
(Foto: Getty Images/FIFA)
Coreia do Norte
4 2
Brasil
Coreia do Norte: Kim Myong Sun; U Sol Gyong, Choe Sol Gyong (Kim Jong Sim), Wi Jong Sim e Ri Kyong Hyang; Choe Un Hwa (Ku Hyo Sim) e Ri Hyang Sim; Kim Phyong Hwa, Jon So Yon, Ri Un Yong e Kim So Hyang (Sung Hyang Sim)
Brasil: Carla, Julia (Bruna Calderan), Giovanna, Daiane, Brena, Yasmim, Katrine (Victoria), Gabi Nunes, Duda, Laís e Geyse (Nicoly)
Placar: 1-0, min.20, U Sol Gyong; 1-1, min.29, Gabi Nunes; 2-1, min.35, Ri Hyang Sim; 3-1, min.40, Carla (gol contra); 4-1, min. 45, Jon So Yon (pênalti); 4-2, min. 51, Brena (pênalti)
ÁRBITRO: Ri Un Yong (min. 11 e min. 90); Ri Hyang Sim (min.36); Gabi Nunes (min.44); Giovanna (min. 45 e min. 63); Sung Hyang Sim (min. 81)
INCIDENCIAS: Partida válida pela segunda rodada da fase de grupos da Copa do Mundo Feminina Sub20, realizada no Sir John Guise Stadium, em Port Moresby, na Papua-Nova Guiné

A Seleção Brasileira enfrentou a Coreia do Norte na briga pela liderança do Grupo A da Copa do Mundo de Futebol Feminino Sub20. Jogando pela segunda vez no Sir John Guise Stadium, em Port Moresby, na Papua-Nova Guiné, o Brasil acabou sofrendo quatro gols ainda no primeiro tempo e não conseguiu reverter a desvantagem, saindo derrotado por 4 a 2.

Com o resultado, Brasil fica na segunda colocação do Grupo A com três pontos e empatado com a Suécia, que venceu a Papua-Nova Guiné por 6 a 0. Graças à goleada na estreia, quando venceu por 9 a 0 as donas da casa, a Seleção fica na vice-liderança pelo saldo de gols. A Coreia do Norte chega aos 6 pontos e se isola na liderança.

Na próxima e última rodada da fase de grupos, disputada no domingo (20), o Brasil enfrenta a Suécia às 7h (de Brasília) e precisa da vitória para sonhar com a classificação. Antes, a Coreia do Norte pega a Papua-Nova Guiné às 4h.

O jogo

A partida começou movimentada, com o Brasil se movimentando em busca do gol no início. Quem teve a primeira boa chance foi a Seleção Brasileira aos 11 minutos com Laís, mas foi a Coreia do Norte que abriu o placar pouco depois com Sol Gyong. Sem desanimar, as meninas continuaram criando bastante e, após tentativa de Geyse, Gabi Nunes fez no lance seguinte, aproveitando sobra de bola.

Entretanto, a alegria durou pouco, já que, quatro minutos depois, Hyang Sim aproveitou o rebote e colocou a Coreia do Norte na frente novamente. Já aos 40', So Yon teve chance de falta e mandou um chutaço no travessão, que acabou batendo nas costas da goleira Carla e entrou. Nos acréscimos, o Brasil ainda cedeu um pênalti e as norte-coreanas ampliaram com So Yon.

Na segunda etapa, a Seleção Brasileira novamente voltou melhor e, pressionando muito, conseguiu um pênalti logo aos 5 minutos, convertido por Brena que deixou o placar em 4 a 2. Então, a Coreia do Norte começou a administrar o tempo e o resultado, parando o Brasil em todas as tentativas. No fim do jogo, Giovanna ainda levou o segundo cartão amarelo e foi expulsa, assim como a norte-coreana Yong.

Outros resultados

Grupo A:

Papua-Nova Guiné 0x6 Suécia

Grupo B:

Espanha 1x0 Japão

Nigéria 3x1 Canadá

Fala, Doriva!

"Tivemos um pouco de dificuldade no início de jogo, pois a Coreia pressionou muito a nossa saída de bola. Fomos para o intervalo com 4 a 1 no placar, mas conversamos e sabíamos que era importante fazer o gol logo no início e foi o que fizemos. Infelizmente perdemos a Giovanna (expulsa), com uma menos o desgaste da equipe passa a ser maior e eu tinha que pensar no nosso próximo jogo", disse o treinador.

"A gente já assistiu aos jogos da Suécia na classificatória para o Mundial, assistimos as duas primeiras partidas aqui na competição. Vamos estudar mais essa adversária, mas acho que se as meninas entrarem em campo com espírito de decisão e mantiverem a organização tática que tiveram nos nossos dois primeiros jogos, temos tudo para sair com a vitória", afirmou Doriva.