Novatos da Seleção, Jorge e Arthur sonham com vaga na Copa 2018

Novatos da seleção também sonham em ir à Copa do Mundo de 2018

Novatos da Seleção, Jorge e Arthur sonham com vaga na Copa 2018
PEDRO MARTINS / MOWA PRESS

Convocados pela primeira vez para as duas últimas rodadas das Eliminatórias Sul-Americanas, o lateral-esquerdo Jorge, do Monaco, e o volante Arthur, do Grêmio, estiveram nesta segunda-feira (2) na sala de imprensa da Granja Comary, onde a seleção fez o primeiro treino para as partidas contra Bolívia, na quinta-feira em La Paz, e Chile, no dia 10 de outubro em São Paulo.

Na coletiva, Jorge ressaltou a chance de estar ao lado de craques como Neymar, Thiago Silva e Dani Alves,  "Me dá uma tranquilidade saber que estarei jogando ao lado do Neymar, um dos melhores do mundo. Sabemos da força do PSG. Hoje estar aqui ao lado do Daniel Alves, do Marquinhos, do Neymar e do Thiago Silva é um sonho. Só tenho a aprender", disse. 

PEDRO MARTINS / MOWA PRESS
PEDRO MARTINS / MOWA PRESS

O lateral reconheceu que a camisa titular é de Marcelo na seleção é quase certa, mas não descarta poder ir como o substituto do jogador do Real Madrid. "Todos sabemos da qualidade de Marcelo e Filipe Luis. Também tem o Alex Sandro, que é um jogador de muita qualidade, de muita força. A lesão deles me entristece porque são jogadores importantes para a seleção, mas estou feliz também pela oportunidade que estou tendo. É reflexo do meu trabalho no Monaco", comentou.

Já o volante Arthur, também se vê como o último de uma longa lista, mas não desiste de buscar o sonho de fazer parte da convocação final. "Disputar uma Copa é o sonho de todo garoto. Já realizei o primeiro sonho que é estar aqui. Não tem nada decidido em relação à Copa do Mundo. Sabemos que tem vários jogadores de alto nível. Mas se surgir uma brechinha, espero estar na convocação", disse o gremista. 

(PEDRO MARTINS / MOWA PRESS)
(PEDRO MARTINS / MOWA PRESS)

Arthur ganhou espaço neste ano no Grêmio, virou titular com Renato Gaúcho e hoje chegou a seleção brasileira, na reta final de preparação para o Mundial. Para o volante, não poderia haver momento melhor. "Tudo vem no tempo de Deus. Se fui convocado agora, perto da Copa, era para ser agora. Já dá para sentir o cheiro da Copa, faltam poucos meses. Se o Tite me convocou é porque acredita em mim e estou em seus planos. Tenho que aproveitar da melhor maneira possível e aprender bastante. Sei que a disputa é difícil, mas vou procurar meu espaço."

O Brasil treinará na Granja Comary até quarta-feira e viajará no mesmo dia à cidade boliviana de Santa Cruz de la Sierra, onde passará a noite, já que a previsão de chegada a La Paz é de poucas horas antes da partida para minimizar os efeitos da altitude. 

Seleção Brasileira