Tite alfineta Medel e relembra legado de ex-treinadores no comando da Seleção Brasileira

Em entrevista, Tite criticou atitude de zagueiro chileno em episódio na saída para o vestiário; treinador ainda destacou legado deixado por Dunga e Felipão na Canarinho

Tite alfineta Medel e relembra legado de ex-treinadores no comando da Seleção Brasileira
(Foto: Miguel Schincariol/AFP via Getty Images)

Chegou ao fim a caminhada do Brasil nas Eliminatórias - nesta terça-feira (10), a Canarinho venceu o Chile por 3 a 0 e se despediu do torneio classificatório para a Copa do Mundo diante da torcida no Allianz Parque. Paulinho abriu o placar para os donos da casa; Gabriel Jesus, que marcou duas vezes, completou.

Em entrevista pós-jogo, o treinador Tite enalteceu o futebol jogado por Brasil e Chile e ainda apontou aspectos similares entre as duas equipes. Segundo o comandante da Canarinho, as duas seleções são justamente os times com melhor desempenho em campo na atualidade.

"Falei isso com Pizzi (treinador do Chile) antes do jogo. Para mim, Brasil e Chile são as duas seleções que apresentaram o melhor futebol nesse últimos tempos. É uma ideia de futebol muito parecida. Pressão alta na saída de bola, articulação e um grau de dificuldade muito alto. (...) O futebol que a equipe (Brasil) está apresentando me deixa feliz, as trocas de passes para depois verticalizar. Para mim, é a escola que eu sei", afirmou o treinador.

(Foto: Miguel Schincariol/AFP via Getty Images)
(Foto: Miguel Schincariol/AFP via Getty Images)

Ao ser questionado sobre o cartão amarelo recebido por Neymar, Tite surpreendeu e preferiu direcionar as críticas a Gary Medel - de acordo com o técnico, o zagueiro chileno ofendeu a mãe do atacante brasileiro na saída para o vestiário.

"O cartão amarelo do Neymar eu quero ver de novo. Pra mim, ele foi proteger e não houve nenhuma situação. (...) Não estou aqui para defender ninguém, não. O que aconteceu no intervalo a gente sabe. Às vezes, tem de matar no peito o cara que ofender a nossa mãe. Especificamente do Medel, porque eu vi, e a mãe dele e minha mãe não merecem. Só que a gente tem que manter a frieza, eu passei isso pra eles", disse.

Invicto, Tite encerrou sua campanha nas Eliminatórias com dez vitórias e dois empates - no entanto, para o treinador, é sempre necessário relembrar o legado deixado por Dunga Felipão no comando da Seleção Brasileira.

"O legado é não só do Dunga, mas do Felipe (Scolari) também na Copa (das Confederações) de 2013. Thiago (Silva) é daquela formação, Fernandinho... Quando um técnico não tem um tempo muito longo de trabalho, você acaba trazendo esses legados", completou Tite.

Confira outros trechos da coletiva de Tite:

Classificação da Argentina e Messi"Eles fizeram por merecer. Não é só em um jogo que se classifica, é uma regularidade de campanha, ainda mais com ida e volta. Nem quero entrar na questão das perdas dos pontos, não tenho como julgar, não posso, mas se valeu do talento do Messi e da qualidade que tem".

Erros nas Eliminatórias e situação com Medel: "Eu devo ter cometido um monte de erros. Humanamente, digo que não faço isso premeditado. Mas seguramente devo ter feito bastante, produzido bastante erros. Cometi um hoje. Fiquei bravo com o jogador que nos ofendeu e você tem de ficar quieto, engolir o sapo. Eu errei, caí na pilha com o Medel".

Torcida do Palmeiras no Allianz Parque: "Quero agradecer à torcida do Palmeiras. Sei que ela predominantemente estava no estádio, e passou um carinho muito grande. Sei que a torcida de clube é diferente da de seleção, mas ela torceu aqui".

Fracasso na Copa 2014"Não dá para comparar etapas. Não sei o que aconteceu em outros momentos, situações. O que acho é que temos de ter discernimento e a grandeza de fazer o nosso melhor. Por nós, não pelos outros. Nem sei quem são os outros classificados. Só sei que o Chile saiu por um gol. Temos profissionais muito bons aqui e vamos planejar a Copa. Estou preocupado com o meu trabalho, não quero o mal de ninguém".

Adversários fortes na fase de grupos: "É um aspecto que foge do nosso controle. O acaso não tem time, a bolinha tirada. Por isso, temos que nos preparar em alto nível. Quanto mais a gente se consolidar e crescer, melhor, porque as adversidades vão surgir. Não sei o que pode acontecer ali na frente".

Lista final de convocados"Não tenho como dizer quantos estão garantidos. Palavra de honra. Daqui a pouco será no último minuto. Às vezes a gente define uma situação por fio de cabelo, como disse o Ancelotti uma vez. Vou ser sincero. Marcelo, Filipe Luis e Alex Sandro. Vai dormir com esse barulho. Eu digo: compitam leal entre vocês, que nós vamos acompanhar, e cooperem com a equipe".

Seleção Brasileira