Em jogo morno, Inglaterra e Brasil não saem do zero

Brasileiros dominam as ações, mas não conseguem marcar no Wembley

Em jogo morno, Inglaterra e Brasil não saem do zero
Neymar criou boas jogadas no segundo tempo (Foto: Craig Mercer/CameraSport via Getty Images)
Inglaterra
0 0
Brasil
Inglaterra: Hart; Gomez, Stones, Maguire; Walker, Livermore (Livermore), Dier, Bertrand (Ashley Young); Loftus-Cheek (Lingard), Vardy (Solanke), Rashford (Abraham). Técnico: Gareth Southgate.
Brasil: Alisson; Daniel Alves, Marquinhos, Miranda, Marcelo; Paulinho, Casemiro, Renato Augusto (Fernandinho); P. Coutinho (Willian), G. Jesus (R. Firmino), Neymar. Técnico: Tite.
ÁRBITRO: Artur Soares Dias (POR). Cartões amarelos: Livermore (min. 54), Daniel Alves (min. 56).
INCIDENCIAS: Amistoso internacional realizado no Wembley Stadium, em Londres, Inglaterra.

O Brasil voltou a encarar, nesta terça-feira (14), uma seleção europeia depois de dois anos. No Wembley Stadium, em Londres, a Canarinho empatou sem gols com a Inglaterra, em amistoso preparatório para a Copa do Mundo de 2018. Os brasileiros foram melhores durante o jogo, mas tiveram dificuldade em encontrar furar a defesa inglesa. Foi o primeiro "teste europeu" de Tite à frente da Seleção Brasileira.

Com o empate, a Inglaterra encerra este ano com saldo de cinco vitórias, três empates e duas derrotas. Já o Brasil obteve sete triunfos, três empates e apenas um revés durante 2017.

Ambas as seleções voltarão a campo na próxima Data Fifa, em março do ano que vem. Dia 22 a Inglaterra enfrentará a Holanda, fora de casa, enquanto o Brasil jogará um dia depois, contra a Rússia, em Moscou.

Duas etapas mornas em Wembley

Foto: Clive Rose/Getty Images
Foto: Clive Rose/Getty Images

O Brasil teve um bom início de jogo, impondo pressão sobre a Inglaterra, dominando a posse de bola e propondo jogo. O time de Tite, porém, sofria para gerar espaços no campo de ataque. Até o minuto 15 do primeiro tempo, o Brasil havia finalizado três vezes, nem um acertou o gol de Hart.

A Inglaterra, que tinha como proposta esperar o Seleção Brasileira e sair em contragolpe, chegou à meta de Alisson aos 17 minutos. Rashford recebeu na esquerda, arrematou com força, mas o goleiro brasileiro defendeu no centro do gol. Os dois times não criaram mais oportunidades para abrir o placar na primeira etapa.

O Brasil voltou melhor para o segundo tempo, e Neymar apareceu mais. O camisa 10 buscava jogo e esperava as infiltrações Coutinho e Gabriel Jesus, que estavam apagados no amistoso. Logo depois de a bola voltar a rolar no Wembley, Neymar enfiou bola rasteira para Coutinho, que, desequilibrado, finalizou em cima de Hart.

Fernandinho, num tiro de fora da área, acertou o pé da trave direita; foi a melhor chance de gol do jogo. Aproximando o jogo do jogo, Neymar apareceu de novo como garçom: percebeu a infiltração de Paulinho, tocou, e o meio-campista do Barcelona chutou para a defesa de Hart.