Análise Grupo E: Brasil favorita estreia diante da Suíça em chave com Costa Rica e Sérvia

Grupo do Brasil na Copa do Mundo da Rússia 2018 tem dois europeus

Análise Grupo E: Brasil favorita estreia diante da Suíça em chave com Costa Rica e Sérvia
Análise Grupo E: Brasil estreia contra Suíça (Fifa/Divulgação)

Nesta sexta feira (1º), o Brasil conheceu seus adversários para na fase de grupos da Copa do Mundo de 2018, na Rússia. Cabeça de chave do Grupo E, a seleção de Tite enfrentará, nesta ordem, Suíça, Costa Rica e Sérvia.

A estreia contra a Suíça será 17 de junho,15h, em Rostov. Depois, encara a Costa Rica, 22 de junho, 9h, em São Petersburgo. E para fechar a primeira fase contra a Sérvia, 27 de junho, 15h, em Moscou. Todos nos horários de Brasília. 

Se avançar como 1º colocado da chave, joga as oitavas de final em Samara, as quartas em Kazan, a semifinal em São Petersburgo e a final em Moscou. 

BRASIL

Foto: Reprodução/Instagram oficial Neymar
Foto: Reprodução/Instagram oficial Neymar

Liderado por Neymar e Gabriel Jesus, o time que foi campeão das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo 2018 e é o grande favorito à primeira colocação da chave.

Oito vitórias seguidas nas Eliminatórias Sul-Americana e vaga na Copa do Mundo de 2018 garantida com quatro rodadas de antecedência. A Seleção Brasileira de Tite fez história! 

O Brasil é o único país a ter participado de todas as Copas do Mundo desde a criação do torneio em 1930, no Uruguai. A edição de 2018 terá a 21ª participação da Seleção, maior campeã com cinco títulos (1958, 62, 70, 94 e 02). 32 seleções, com modelo adotado em 1998, estarão na próxima Copa.

Técnico: Tite

Paulo Whitaker/Reuters
Paulo Whitaker/Reuters

Destaque: Neymar

Escalação: Alison; Daniel Alves, Marquinhos, Miranda, Marcelo; Casemiro, Paulinho, Renato Augusto; Coutinho, Neymar e Gabriel Jesus

NELSON ALMEIDA / AFP
NELSON ALMEIDA / AFP

Suíça

Fabrice COFFRINI / AFP
Fabrice COFFRINI / AFP

Suíça conquistou classificação para a Copa da Rússia ao vencer a Irlanda do Norte na repescagem das eliminatórias europeias. A campanha dos suíços no grupo B  foi muito boa. O país terminou empatado com Portugal, com 27 pontos, mas perdeu a vaga direta no saldo de gols. 

Suiça é conhecida por ter uma defesa sólida. Tem as características em Mundiais justamente o fato de sofrer poucos gols. Um exemplo é a Copa do Mundo de 2006, levou apenas sete em dez partidas. O time tem também destaques técnicos, como o volante Xhaka, do Arsenal, o meia Shaqiri, do Stoke City, e jovem Embolo, do Schalke 04. Curiosidade: Suiça tem o zagueiro brasileiro, Léo Lacroix, foi convocado pelo técnico Vladimir Petkovic para os jogos decisivos contra a Irlanda do Norte, válidos pela repescagem das Eliminatórias para Copa do Mundo de 2018. 

Destaque: Seferovic 

Técnico: Vladimir Petkovic

Escalação: Sommer; Lichtsteiner, Schar, Akanji e Rodriguez; Xhaka e Behrami; Shaqiri, Dzemaili e Zuber; Seferovic.

Sérvia

Aleksandar Prijovic é cercado por seus companheiros após fazer o gol da vitória da Sérvia (Foto: Srdjan Stevanovic/Getty Images)
Aleksandar Prijovic é cercado por seus companheiros após fazer o gol da vitória da Sérvia (Foto: Srdjan Stevanovic/Getty Images)

Após ficar de fora da Copa de 2014, a Sérvia garantiu a classificação para o Mundial da Rússia após uma tranquila liderança do grupo D, superando rivais como Irlanda, País de Gales e Áustria. Nos 10 últimos jogos, os sérvios venceram seis, empataram três e perderam somente uma.

A Sérvia tem um time forte do ponto de vista defensivo. Ivanovic, Kolarov, Nemanja Matic e Vidic são os principais atletas da Seleção. Dušan Tadić, do Southampton, é o grande nome do setor ofensivo.

 Sua forte linha defensiva, formada por atletas de nível internacional, como o zagueiros Branislav Ivanovic, ex-Chelsea, e o lateral Aleksandar Kolarov, ex-City e atualmente na Roma, atuando em um esquema com três zagueiros. Nomes como o do volante Matic, do Manchester United, e Mitrovic, do Newcastle, também são referências técnicas.

Destaque: Ivanovic

Ivanovic e Matic se abraçam depois da classificação da Sérvia (Foto: REUTERS/Marko Djurica)
Ivanovic e Matic se abraçam depois da classificação da Sérvia (Foto: REUTERS/Marko Djurica)

Técnico: Slavoljub Muslin

Escalação: V. Stojković, B. Ivanović, N. Maksimović, A. Rukavina, A. Kolarov, I. Obradović, N. Matić, L. Milivojević, D. Tadić, F. Kostić, A. Mitrović

Costa Rica

A comemoração de Waston (Foto: AP )
A comemoração de Waston (Foto: AP )

Surpresa da Copa de 2014 ao ficar na liderança do forte grupo com Uruguai e Itália (acabou eliminada), a Costa Rica voltou ao Mundial de 2018 após conquistar a segunda posição nas eliminatórias das Américas do Norte e Central, atrás apenas do México. Em dez partidas, os costa-riquenhos venceram quatro, empataram quatro e perderam duas.

O time base atual é quase o mesmo da Copa-14. Dez dos 11 titulares levaram o time quase às semifinais (derrota para a Holanda , nos pênaltis). Apenas o zagueiro Waston aparece como novidade nesta seleção, que tem dois astros: Keylor Navas, goleiro titular do Real Madrid, e Bryan Ruiz.

Destaque: Bryan Ruiz/Keylor Navas

Keylor Navas comemora classificação da Costa Rica para a Copa do Mundo de 2018 (Foto: AP Photo/Moises Castillo)
Keylor Navas comemora classificação da Costa Rica para a Copa do Mundo de 2018 (Foto: AP Photo/Moises Castillo)

Técnico: Óscar Ramírez

Escalação: P. Pemberton, R. Matarrita, M. Umaña, F. Calvo, J. Salvatierra, K. Gutiérrez, R. Wallace, C. Borges, J. Venegas, D. Guzmán, B. Ruiz.