Oswaldo de Oliveira alega falta de confiança por parte do Sport: "Interfere no equilíbrio"

Treinador ainda não venceu no comando técnico do Leão e lamentou postura da equipe após ter saído na frente do placar no duelo contra o Botafogo

Oswaldo de Oliveira alega falta de confiança por parte do Sport: "Interfere no equilíbrio"
(Foto: Williams Aguiar/Sport Recife)

No primeiro jogo do Campeonato Brasileiro da Série A 2016 diante do seu torcedor, o Sport conseguiu sair na frente do placar. Um bom resultado mudaria o espírito da equipe nos dias à frente, mas o empate cedido ao Botafogo e o abatimento após ver a igualdade no placar voltaram a ser a tônica das críticas dos torcedores rubro-negros ao clube.

O empate em 1 a 1 foi o primeiro ponto conquistado entre as equipes na atual edição da Série A. De um lado, resultado considerado positivo por parte dos cariocas. Mas os pernambucanos continuam no ambiente ruim e, a princípio, parecem não encontrar saída para o momento instável e de resultados inesperados.

Após o jogo, o técnico Oswaldo de Oliveira concedeu entrevista coletiva à imprensa e lamentou o resultado do jogo e a postura dos atletas após o gol do Botafogo. O Sport não vence uma partida desde 21 de abril, quando bateu o Salgueiro, pelo Campeonato Pernambucano. Para o jogo da noite deste domingo (22), a falta de confiança culminou em mais uma atuação aquém do esperado.

"O que acontece é que falta confiança. Isso interfere diretamente. Cada consequência no jogo interfere no equilíbrio. O que nós programamos e treinamos foi o que foi visto até os 20 minutos. Já vi acontecer com algumas equipes, por exemplo. Quando fizemos o gol, também deu uma relaxada. O pessoal sente como se fosse o dever cumprido, mas prematuramente. Isso interferiu depois que o Botafogo empatou. Aí desandou", disse o treinador.

O primeiro gol do Leão da Ilha sobre o comando de Oswaldo de Oliveira foi marcado neste domingo, após quatro partidas. Ao todo, são dois empates e duas derrotas. E, segundo o posto de vista do comandante leonino, poderia ter acontecido um resultado pior, uma vez que a melhora do grupo após as primeiras semanas de trabalho demora a dar resultado.

"Não conseguíamos fazer as triangulações. Em determinado momento, tivemos sorte de não tomar o segundo gol, porque o Botafogo criou. Depois crescemos e até poderíamos ter feito o gol. Mas é isso o que acontece. Precisamos de mais desempenho para que isso dê confiança ao time. A minha expectativa sempre é otimista. Não conseguimos. Até identifico o motivo de não estarmos conseguindo. A melhora está levando mais tempo que eu pensava que levasse. Mas trabalho para reverter isso", concluiu.

O Sport não tem tempo para lamentações e precisa mudar o panorama para não continuar com o início ruim no Campeonato Brasileiro da Série A. A terceira rodada será realizada no meio desta semana e o Leão da Ilha mede forças contra o Internacional, às 16 horas da quinta-feira (26), no Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre/RS.