Recuperando bom futebol, Sport recebe surpreendente Chapecoense buscando deixar Z-4

Leão vem evoluindo com boas atuações e começa a vislumbrar a saída da zona de rebaixamento para respirar na competição; sem técnico, Verdão tenta manter bom momento

Recuperando bom futebol, Sport recebe surpreendente Chapecoense buscando deixar Z-4
Foto: Williams Aguiar/Sport
Sport
Chapecoense
Sport: Magrão; Samuel Xavier, Matheus Ferraz, Durval e Renê (Rodney Wallace); Rithely, Serginho (Rodrigo Mancha), Everton Felipe (Rogério), Diego Souza e Gabriel Xavier; Edmílson (Rogério). Técnico: Oswaldo de Oliveira.
Chapecoense: Danilo; Gimenez, Thiego, Marcelo e Cláudio Winck; Josimar, Cleber Santana e Arthur Maia; Silvinho, Lucas Gomes e Bruno Rangel. Técnico: Emerson Cris (interino).
ÁRBITRO: Dewson Fernando Freitas da Silva (Fifa-PA), auxiliado por Ivan Carlos Bohn (PR) e Luciano Roggenbaum (PR).
INCIDENCIAS: Partida válida pela 11ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro, a ser disputada no estádio da Ilha do Retiro, em Recife, Pernambuco.

A Série A do Campeonato Brasileiro está chegando na metade do primeiro turno. Neste domingo (26), será realizada a 11ª rodada da competição. Sport e Chapecoense vão ficar frente a frente em um confronto, às 18h30, no estádio da Ilha do Retiro, em Recife, Pernambuco, que promete bastante emoção por conta do momento em que vive os dos times. Evoluindo na competição, o Leão tenta deixar a incomoda zona do rebaixamento, enquanto o Verdão busca a manutenção da ótima campanha para sonhar com o G-4.

O Sport ficou fora da zona de rebaixamento apenas por uma rodada. O início de competição foi péssimo, mas o escrete pernambucano vem evoluindo e tem a possibilidade de deixar a zona da degola nesta rodada por conta dos dois jogos sem sair de campo derrotado. O Leão ocupa a 18ª colocação, com nove pontos. Na última rodada, os leoninos conseguiram um resultado histórico diante do São Paulo, quando empataram por 1 a 1 e, pela primeira vez na história, não saíram do Morumbi com uma derrota.

Já a Chapecoense vem fazendo um ótimo campeonato. A equipe catarinense surpreende com um futebol consistente dentro e fora de casa, garantindo assim até o momento a luta pelo G-4 do certame nacional. O Verdão vem de três jogos sem derrotas, sendo dois empates, o que garante a oitava posição, com 15 pontos, dois de diferença para o quarto colocado Fluminense, que tem 17 pontos. Na rodada passada, a Chape não passou de um empate sem gols com o Atlético-PR, na Arena Condá, em Chapecó, Santa Catarina. O confronto teve que ser realizado em dois dias por conta das péssimas condições meteorológicas.

O embate desta noite terá como responsável por comandar os 90 minutos um árbitro vindo do Pará. Trata-se de Dewson Fernando Freitas da Silva, que pertence ao quadro de árbitro da Fifa. O mesmo terá como auxiliares os paranaenses Ivan Carlos Bohn e Luciano Roggenbaum, ambos do quadro da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

Oswaldo de Oliveira pode promover a estreia de Rogério e Serginho é dúvida no meio

O Sport estava completamente desarrumado. O futebol apresentado era bastante apático e facilmente anulado pelos adversários. Uma evolução nas últimas rodadas, entretanto, vem mudando o panorama do escrete rubro-negro na competição nacional e a saída da zona de rebaixamento vem se tornando bastante possível. Uma boa possibilidade será neste confronto com a Chapecoense, em que o time chega com a obrigação de obter os três pontos para não se complicar ainda mais no certame.

Para o embate desta noite, o técnico Oswaldo de Oliveira ganhou um importante reforço para o contestado ataque leonino. Trata-se do atacante Rogério, recém-contratado junto ao São Paulo. O jogador teve o nome publicado no BID da CBF durante a semana e ficou apto para atuar diante da Chapecoense.  O comandante rubro-negro já deu indicativos que a é enorme a chance de o mesmo começar o duelo como titular. Resta saber, quem será sacado. Everton Felipe seria a saída natural para Rogério atuar pelos lados, contudo, há a possibilidade do centroavante Edmílson deixar os 11 inicias e ir para o banco por conta da falta de gols.

Atacante Rogério deve fazer sua estreia com a camisa do Leão (Foto: Williams Aguiar/Sport)
Atacante Rogério deve fazer sua estreia com a camisa do Leão (Foto: Williams Aguiar/Sport)

Nem tudo é motivo de comemoração para Oswaldo de Oliveira, uma vez que pode fazer outra alteração no time rubro-negro, mas não por opção técnica e sim por conta de lesão. O volante Serginho é dúvida para o confronto. Ele deixou o duelo com o São Paulo sentindo um problema muscular e, desde de então, vem fazendo tratamento com o departamento médico leonino. Caso seja vetado, o mais provável é a entrada de Rodrigo Mancha na cabeça de área para fazer dupla com Rithely. Outras opções são os volantes Luiz Antônio e Ronaldo.

Oswaldo de Oliveira deve manter o restante da base da última partida, com o retorno de Renê, que cumpriu suspensão, à lateral-esquerda no lugar de Rodney Wallace. No entanto, não seria surpresa a manutenção do costarriquenho na posição, uma vez que foi bem e o titular vem sofrendo críticas da torcida. O comandante leonino comentou sobre uma dependência do time em relação à Diego Souza. Ele descartou isso e preferiu exaltar os demais atletas do elenco rubro-negro.

“Não temos só Diego Souza. Ele está muito bem apoiado pelos companheiros. Gabriel Xavier vem jogando uma bola redonda. Everton Felipe é um garoto e, por isso, tem bons e maus momentos. Lenis está conseguindo se adaptar ao futebol brasileiro e vem crescendo. Diego tem muito mais realce porque se trata de um jogador muito experiente e que eu considero um craque. Já achava isso deste ante de trabalhar com ele. Ele, junto com esses meninos, vai crescer muito e fazer o Sport jogar muito bem nesta sequência de temporada”, comentou o treinador leonino.

Com alguns desfalques, interino Emerson Cris mantém base das últimas partidas

Os torcedores da Chapecoense receberam uma notícia bastante inesperada nesta semana. O técnico Guto Ferreira, um dos grandes responsáveis pelo ótimo desempenho do time desde o ano passado, resolveu deixar o comando do Verdão para aceitar treinar o Bahia na Série B do Campeonato Brasileiro. Sem o treinador, a diretoria agiu rápido e anunciou a contratação do técnico Caio Júnior, que estava trabalhando fora do país há um certo tempo.

Apesar de já ter um substituto para o lugar de Guto Ferreira, a Chapecoense vem para este embate diante do Sport com um treinador interino. Emerson Cris, responsável pelo comando do time sub-20 e ex-jogador do clube, é quem vai colocar o escrete alviverde em campo. O treinador não deverá fazer grandes modificações em relação as últimas partidas, mantendo assim a base que vem conseguindo bons resultados.

Emerson Cris vai comandar o Verdão interinamente neste confronto (Foto: Cleberson Silva/Chapecoense)

O principal desfalque para o confronto desta noite é o lateral-esquerdo/volante Sérgio Manoel, vetado pelo departamento médico com um desconforto muscular. Como foi acionado na lateral na última partida, é natural que o lateral-direito Cláudio Winck faça a função de maneira improvisada, uma vez que o titular da posição, Dener, está fora por conta de lesão. Além dele, também estão fora de combate Moisés, Neto, Alan Ruschel, Gil e Martinuccio. O restante do time deverá ser o mesmo da partida passada.

Um dos principais jogadores da equipe alviverde, o goleiro Danilo lamentou bastante a saída do técnico Guto Ferreira do comando do Verdão. Elogiando bastante o ex-comandante, o arqueiro deixou claro que o desejo do elenco era continuar trabalhando com ele, mas que agora é preciso absorver bem a situação para não acontecer uma queda de rendimento na sequência da temporada.

“A gente ficou um pouco triste pela saída do técnico Guto Ferreira. E um grande treinador, que fez um ótimo trabalho aqui na Chapecoense. O desejo do nosso grupo era para que ele continuasse aqui conosco, principalmente, pelo ótimo trabalho que estava sendo desempenhado. Mas futebol é assim mesmo. A gente tem que absorver essa situação o mais rápido possível. Em relação ao próximo treinador, acredito que não vai haver muita alteração na parte tática, porque o time vem atuando bem”, comentou o goleiro do Verdão.