Rithely considera erro no segundo gol crucial para derrota: "Lance que não pode acontecer"

Volante do Sport reconhece falhas defensivas da equipe e que tento alviverde tirou poder de reação

Rithely considera erro no segundo gol crucial para derrota: "Lance que não pode acontecer"
Cabeça de área leonino destaca também força coletiva do adversário, que se isolou na liderança com o triunfo (Foto: Williams Aguiar/Sport)

A torcida contribuiu e lotou a Ilha do Retiro na noite desta segunda-feira (4), apesar do horário recém-inaugurado pela CBF. Nem mesmo o incentivo dos mais de 26 mil torcedores - segundo maior público do ano - foi suficiente, uma vez que o Sport conheceu nova derrota no Campeonato Brasileiro 2016. Em partida pela 13ª rodada, diante do líder Palmeiras, o Leão pecou por completo e foi derrotado por 3 a 1, com Gabriel Xavier marcando o único gol.

Sob o comando do técnico interino Luiz Alberto da Silva, devido à suspensão de Oswaldo de Oliveira pela expulsão no último embate, o rubro-negro colecionou mais uma atuação abaixo do esperado, nem com a festa do 79º aniversário do seu estádio. O volante Rithely, que falhou diretamente no segundo tento do Verdão, assumiu a culpa e reconheceu a força coletiva do adversário.

"Falha crucial minha. Tínhamos acabado de empatar e acabei falhando em lance que não pode acontecer. Nosso time não teve força de reação e logo em seguida teve o pênalti para eles. A evolução tá sendo nítida, porém no próximo jogo buscaremos a vitória, já que hoje ela não veio", lamentou o cabeça de área.

"Precisamos corrigir alguns pequenos detalhes, contudo a necessidade de vencer o jogo nos faz acelerar e ir para cima do adversário. Criamos chances e não conseguimos marcar, enquanto eles chegaram melhor e marcaram. O Palmeiras é bem organizado e não somente Gabriel Jesus faz a diferença, pois tem jogadores inteligentes", completou.

Luiz Alberto, assim como Rithely, admitiu os erros defensivos, porém enxergou um bom momento apresentado pelo time nos 90 minutos. De acordo com o treinador, caberá a Oswaldo de Oliveira arrumar as falhas, ainda que tenha notado uma evolução do grupo em relação às últimas apresentações.

"Tivemos algumas falhas na marcação e pagamos por isso, porém vi a equipe se comportando bem. Poderíamos até ter ganho o jogo, se não fossem os erros. Me parece que Rithely escorregou, o que fez o sistema defensivo ser pego de surpresa na jogada. Com isso, sofremos o gol (de Gabriel Jesus)", disse Luiz, garantindo que foi solicitada mais calma aos jogadores em lances polêmicos.

"Vamos colocar as coisas em ordem já para o próximo jogo e Oswaldo será o responsável por isso, pois tentaremos corrigir. Oswaldo viu a equipe bem aguerrida, porém ele se mostra confiante para a evolução, mesmo com a derrota. Pedimos aos jogadores para terem calma, principalmente nos lances duvidosos, pois isso vem nos prejudicando", encerrou.

Os pernambucanos voltam a campo, pela 14ª rodada do Brasileirão, no próximo sábado (9) contra a embalada e motivada Ponte Preta. O jogo é às 21h no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas, envolvendo clubes em situações opostas. Os leoninos ocupam a 18ª posição, com 12 pontos, precisando não somente vencer para deixar a zona de rebaixamento, mas também torcer contra os rivais diretos, enquanto a Macaca busca se aproximar do G-4.