Oswaldo de Oliveira é punido com apenas um jogo e comanda Sport diante do Grêmio

Comandante já cumpriu punição, Éverton Felipe e Reinaldo Lenis foram absolvidos, mas Leão da Ilha tem jogadores no departamento médico

Oswaldo de Oliveira é punido com apenas um jogo e comanda Sport diante do Grêmio
(Foto: Williams Aguiar/Sport Recife)

O Sport esteve no banco dos réus no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) na noite desta terça-feira (12). O técnico Oswaldo de Oliveira, o meia Éverton Felipe e o atacante Reinaldo Lenis foram expulsos no jogo contra o Vitória - quando os baianos venceram por 3 a 2 - e foram julgados nesta noite. Após a análise do caso, o time pernambucano saiu sem maiores problemas.

O único penalizado foi o comandante rubro-negro com apenas uma partida, já cumprida no confronto ante o Palmeiras. Assim, pode ficar no banco de reservas normalmente nas próximas rodadas. Os jogadores que entraram na pauta do judiciário desportivo foram absolvidos e não sofreram nenhuma punição.

Entretanto, o time não está tranquilo, sem problemas. O departamento médico preocupa. Embora tenha uma boa notícia, a contusão de alguns atletas incomoda a comissão técnica para a definição dos times. Depois do confronto contra a Ponte Preta no último fim de semana - quando a Macaca venceu por 2 a 1, o meia Gabriel Xavier e o volante Rithely reclamaram de dores e vai receber avaliação diária da equipe médica. Porém, os profissionais garantiram a possibilidade do goleiro Magrão retornar aos gramados.

"Ele [Magrão] iniciou oficialmente o processo de transição e a gente espera evoluir bem nos próximos dias para poder contar com ele no jogo do domingo contra o Grêmio. Vai depender muito das próximas 48 horas", disse o diretor-médico do Sport, Cléber Maciel.

O volante Rithely levou uma forte pancada no joelho direito e reclamou de intensas dores. Apesar do susto, a equipe médica avalia que o jogador tem chances de entrar em campo na próxima rodada. "Rithely se apresentou ontem para tratar e ainda apresenta dores. Existiu um contratempo ontem e não realizou o exame de imagem, que será feito. Aí a gente vai poder dar um quadro mais preciso, mas espero contar com ele também", continuou.

O diretor-médico do Leão da Ilha também falou sobre a situação de Gabriel Xavier. Quanto ao meia, Cléber Maciel destacou que não tem chances para o confronto ante o Grêmio. "Ele já começou a tratar. Fez o exame e foi diagnosticado um estiramento muscular na coxa esquerda. É uma lesão que demanda um tempo de duas a três semanas. Vamos trabalhar para tentar abreviar isso", explicou.

Outros atletas há um certo tempo no departamento médico são o meia-atacante Rodney Wallace, o meia Mark González e o zagueiro Oswaldo Henríquez. Nos três casos, nenhuma previsão de retorno foi dada.

"Rodney Wallace tem uma lesão parecida com a de Gabriel Xavier e a diferença é que tem uma semana a mais de tratamento. Esperamos contar com ele para o jogo contra o Cruzeiro. Mark González tem um desconforto na coxa esquerda que se intensificou nos últimos dias e ele vem tratando. Eu diria que no momento não tem previsão, mas estamos tratando com intensidade. Não é nada parecido com o que teve antes. Henríquez está no fortalecimento muscular em uma transição supervisionada pelo departamento médico. Precisamos ver evolução do ponto de vista muscular. Ainda não podemos dar uma previsão", concluiu Cléber Maciel.