Sport e Atlético-PR se enfrentam visando manutenção de sequência positiva

Leão da Ilha conseguiu duas vitórias consecutivas e saiu da zona de rebaixamento; Furacão não perde há quatro jogos e briga por vaga no G-4

Sport e Atlético-PR se enfrentam visando manutenção de sequência positiva
(Foto: Gustavo Oliveira/Atlético-PR)
Sport
Atlético-PR
Sport: Magrão; Samuel Xavier, Matheus Ferraz, Ronaldo Alves e Rodney Wallace; Rithely, Serginho, Everton Felipe, Diego Souza e Rogério; Edmilson. Técnico: Oswaldo de Oliveira.
Atlético-PR: Weverton; Rafael Galhardo, Paulo André, Wanderson e Sidcley; Marcão (Renan Souza), Matheus Rossetto e Luciano Cabral (Lucas Fernandes); João Pedro (Juninho), Marcos Guilherme e Pablo. Técnico: Paulo Autuori.
ÁRBITRO: Wilton Pereira Sampaio (FIFA/GO), auxiliado por Fabrício Vilarinho da Silva (FIFA/GO) e Christian Passos Sorence (GO)
INCIDENCIAS: Jogo válido pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série A 2016. Partida a ser realizada às 18h30 deste sábado (30), na Ilha do Retiro, no Recife/PE.

As coincidências de Sport e Atlético-PR não são resumidas apenas às cores das equipes. Os clubes vivem bom momento no Campeonato Brasileiro da Série A e colocam a sequência positiva de resultados à prova ao se enfrentarem no começo da noite deste sábado (30), às 18h30, na Ilha do Retiro, no Recife/PE, pela 17ª rodada do torneio nacional.

As duas vitórias consecutivas contra Grêmio e Cruzeiro tiraram o time pernambucano da zona de rebaixamento. Com o tropeço dos principais concorrentes e seis pontos preciosos, o Leão ocupa a 14ª colocação e conta com o apoio do torcedor para manter a fase de ascensão na tabela de classificação.

O panorama do Furacão é oposto. No quinto lugar, com 27 pontos, o clube paranaense luta a duras penas com Santos e Flamengo para alcançar o G-4. O time tem três vitórias nos últimos quatro jogos e, apesar da dificuldade de enfrentar o Sport fora de casa, acredita em mais uma rodada no páreo por uma vaga na Taça Libertadores da América do ano que vem.

Sport busca manutenção de titulares e bons resultados

O Sport tenta aliar alguns fatores para obter a terceira vitória consecutiva no Brasileiro, algo inédito nesta edição. Além do bom momento, a presença maciça do torcedor rubro-negro na Ilha do Retiro. Além disso, a composição do elenco com a regularização de reforços contratados recentemente ajuda a manter as expectativas boas.

Para o duelo contra o Atlético-PR, o técnico Oswaldo de Oliveira não poderá contar novamente com o zagueiro Durval. Será o terceiro jogo seguido que o defensor não entra em campo. Um por suspensão e os dois últimos por lesão no joelho. Com isso, Ronaldo Alves segue com Matheus Ferraz na zaga. O meia Gabriel Xavier volta a estar entre os relacionados. Todos os contratados estão regularizados. Apodi e Paulo Roberto podem estrear, enquanto Luis Carlos Ruiz segue em trabalho de recondicionamento físico.

O treinador do Sport afirmou que a torcida é fundamental para o time obter um resultado positivo diante de uma equipe que desempenha um campeonato mais regular e espera contar com o apoio da massa leonina. "A atmosfera da Ilha do Retiro é muito favorável ao torcedor. Espero que isso ultrapasse o alambrado, entre no campo, nos entusiasme e nos leve a uma vitória. É natural que a gente queira a equipe apoiada. O torcedor, quando apoia, volta a atmosfera a favor do time e entusiasma o jogador", explicou.

Bastante desfalcado, Atlético-PR sofre novas mudanças

O Atlético-PR se esforça bravamente em busca de tranquilidade no Campeonato Brasileiro. O Furacão ocupa o quinto lugar, com 27 pontos, e consegue superar as dificuldades para manter os bons resultados. São quatro jogos sem perder e a vitória em um ambiente considerado difícil para os visitantes pode elevar ainda mais o espírito do grupo. Porém, a equipe paranaense segue com um problema: a quantidade de desfalques. Por lesões, suspensões e por escolha do técnico Paulo Autuori não vai poder repetir o time principal pela 16ª vez.

Ao todo, são 10 desfalques e seis mudanças em relação ao escrete que garantiu a classificação às oitavas de final da Copa do Brasil no meio da semana. Léo e Walter estão suspensos, Cléberson, Deivid, Nikão e André Lima estão lesionados no departamento médico. Thiago Heleno, Otávio, Hernani e Vinícius foram poupados e sequer viajaram ao Recife. Dessa forma, Rafael Galhardo, Wanderson, Matheus Rosetto, Marcão, Marcos Guilherme e Juninho podem ganhar uma chance como titulares.

Apesar de sofrer tamanhas modificações por inúmeros motivos, o comandante da equipe rubro-negra paranaense acredita que o Atlético-PR vai manter um padrão de jogo suficiente para conquistar pontos importantes longe de seus domínios.

"É o que definimos como prioridade. Alguns jogadores jogaram com sacrifício muito grande, com dores. Para evitar maior problema no futuro, alguns tiveram que ficar. Queremos que os jogadores estejam inteiros nos próximos jogos. Confiamos naqueles que vão entrar. A estrutura do time é a mesma. Todos sabem a função que têm que exercer. Acredito que, no aspecto coletivo, vamos bem. Espero que, individualmente, os jogadores estejam inspirados", disse Autuori.