Com homenagem a Magrão, Sport e Santos fazem duelo de opostos

Na partida em que goleiro vai defender o Leão pela 600ª vez, rubro-negros tentam se afastar da degola, enquanto que alvinegros visam seguir no G-4

Com homenagem a Magrão, Sport e Santos fazem duelo de opostos
Foto: Williams Aguiar/Sport
Sport
Santos
Sport: Magrão; Samuel Xavier, Matheus Ferraz, Ronaldo Alves e Rodney Wallace; Rithely, Neto Moura, Diego Souza, Gabriel Xavier e Everton Felipe; Rogério. Técnico: Oswaldo de Oliveira
Santos: Vanderlei, Victor Ferraz, Luiz Felipe, David Braz e Zeca; Thiago Maia, Renato e Lucas Lima; Copete, Vitor Bueno e Rodrigão. Técnico: Dorival Junior
INCIDENCIAS: Partida válida pela 27ª rodada, disputada na Ilha do Retiro, em Recife (PE)

Pela 27ª rodada do Brasileirão 2016, Sport Recife e Santos duelam às 18h30 deste sábado (24) com objetivos distintos. Na volta do goleiro Magrão, que completa a incrível marca de 600 jogos pelo Rubro-Negro, os locais querem os três pontos para se afastarem da zona de rebaixamento. Já os santistas querem a manutenção do G-4 no certame e uma vitória fora de casa garante o posto também para próxima rodada.

O Sport é o 14º com 30 pontos e vem de derrota para o Coritiba, por 1 a 0, em seus domínios. O Peixe, por sua vez, é o 4º com 45 e vem de vitória sobre o Santa Cruz, por 3 a 2, em duelo marcado no estádio do Pacaembu. O municipal recebeu duas partidas no domingo passado.

Antes da entrada de vez para a reta final do Brasileirão, Sport e Santos travam esse embate importante para as pretensões de ambos os times, em confronto entre dois consagrados técnicos do futebol brasileiro: Oswaldo de Oliveira e Dorival Junior.

Sport com mudanças na escalação

O Leão muda em todos os setores para encarar o Peixe. A começar na meta. Magrão completa 600 jogos e receberá homenagens antes da partida. Na partida anterior, o ex-colorado Agenor foi o arqueiro do Sport Recife. De volta, o experiente ídolo rubro-negro espera corresponder no dia de tamanha marca alcançada.

Já na dupla de zaga, Ronaldo Alves é a novidade. Ele se recuperou de lesão e comentou o processo enfrentado para estar em forma e apto ao duelo: "Foram dias intensos de tratamento para retornar o mais breve possível, pois agora me sinto bem e confiante para voltar a ajudar o Sport. Quero ter a sequência de jogos que eu vinha tendo antes da lesão. Estava ganhando cada vez mais a admiração da torcida e isso é importante no aumento da confiança”, disse Ronaldo Alves.

No meio de campo, o volante Rithely se recuperou de dores e está confirmado, assim como o meia Diego Souza. A torcida rubro-negra conta com seus nomes no encaixe para sequência do Brasileirão. À frente, Rogério ganha a vaga do estrangeiro Ruiz, vetado pelo departamento médico com estiramento e fora nas próximas duas semanas.

Dessa forma, o provável Sport do técnico Oswaldo Oliveira é: Magrão; Samuel Xavier, Matheus Ferraz, Ronaldo Alves e Rodney Wallace; Rithely, Neto Moura, Diego Souza, Gabriel Xavier e Everton Felipe; Rogério.

Santos sem Ricardo Oliveira

O alvinegro praiano tem desfalques importantes para encarar o Sport. O atacante Ricardo Oliveira, consagrado artilheiro desde a chegada na Vila Belmiro, está vetado. Ele está com incômodo no músculo posterior da coxa direita e fica de fora.

O que seriam outros dois desfalques, viraram reforços pelo efeito suspensivo. O STJD havia punido o técnico Dorival Junior e o zagueiro Gustavo Henrique, mas o Santos conseguiu o recurso para anular as ausências. Um confirmado à beira do campo e o outro na formação defensiva dos paulistas.

"Não tenho histórico ruim e nem converso direito com a arbitragem, pois sou muito tranquilo, mas a gente viu que ele prejudicou a nossa equipe e acho que todo mundo viu isso. Falei uma bobagem, mas espero que eles revejam isso, porque não falei para prejudicar ninguém e não sou disso. Quero muito jogar e estar com meus companheiros ajudando a dar a vitória ao Santos”, disse Gustavo Henrique.

O provável time a campo do absolvido técnico Dorival Junior é: Vanderlei, Victor Ferraz, Luiz Felipe, David Braz e Zeca; Thiago Maia, Renato e Lucas Lima; Copete, Vitor Bueno e Rodrigão.

Se pensar em perseguição à liderança, o Palmeiras tem 51 pontos, o Flamengo tem 50 e o Santos é o quarto com 45. O quinto, o rival Corinthians, apresenta 41 pontos e não alcança o Peixe nesta 27ª rodada.