Por lesão contra Chapecoense, Magrão e Osvaldo desfalcam Sport diante do Botafogo

Sem prazo para volta, goleiro é vetado com desconforto na coxa direita, enquanto atacante fica ausente dos gramados por dores na panturrilha

Por lesão contra Chapecoense, Magrão e Osvaldo desfalcam Sport diante do Botafogo
Ídolo, camisa 1 vinha sendo um dos principais jogadores e está fora do jogo com os cariocas (Foto: Williams Aguiar/Sport)

A boa fase vivida pelo Sport no Campeonato Brasileiro 2017, após ter início conturbado, pode ser mantida na noite dessa segunda-feira (20). Para isso, porém, o Leão não vai precisar superar somente o Botafogo, mas também duas baixas importantes no time titular. Por lesão sofrida ao bater a Chapecoense, o goleiro Magrão e o atacante Osvaldo não vão poder encarar o alvinegro.

Deixando o gramado durante a partida, os jogadores foram poupados pelo departamento médico, buscando adiantar a recuperação. Mesmo assim, foram submetidos a exames na sexta-feira (14) e vetados para o confronto com a Estrela Solitária, pela 14ª rodada, conforme explicou o diretor médico Cléber Maciel.

"Os atletas fizeram exame e foram constatadas lesões musculares. Por isso, os dois estão fora do jogo (diante do Botafogo). Osvaldo teve uma lesão na panturrilha direita, já Magrão um desconforto na coxa direita. Ambos serão tratados e já reavaliados nos próximos dias, para voltar o mais rápido possível aos gramados", declarou o doutor.

Por não viajarem ao Rio de Janeiro com o restante do elenco, os atletas vão focar em treinamentos específicos em Recife para tentar voltar em breve. Ciente disso, Luxemburgo tem a certeza de que Agenor entra na meta, repetindo o que realizou diante do Verdão do Oeste no duelo da quinta-feira (13).

Já no setor ofensivo, por sua vez, o mistério vai rondar até pouco antes da bola rolar. Certa, contudo, é a entrada de Diego Souza entre os 11 e Everton Felipe sendo deslocado para a ponta direita. Na esquerda, por outro lado, uma interrogação por conta de duas possibilidades válidas e testadas pelo comandante leonino em outras situações.

Na ausência do camisa 87, Mena retornou adiantado, deixando Sander na lateral-esquerda. Com o retorno do meia-atacante, o chileno fez sua função de origem e Rogério foi deslocado à ponta esquerda do Leão. A indefinição se dá pelo momento do clube, que não perde há sete jogos consecutivos na temporada.