Sport supera gramado ruim para golear Atlético-GO e voltar ao G-6

Leoninos souberam aproveitar início da partida para construir boa vantagem, apenas administrar depois e entrar no seleto grupo de vaga à Libertadores; Dragão segue afundado na lanterna

Sport supera gramado ruim para golear Atlético-GO e voltar ao G-6
Foto: Wiliams Aguiar/Sport
Sport
4 0
Atlético-GO
Sport: Agenor; Samuel Xavier, Henriquez, Ronaldo Alves e Mena (Sander, min 73); Patrick, Rithely, Everton Felipe, Diego Souza (Rodrigo, min 62) e Rogério (Lenis, min 83); André. Técnico: Vanderlei Luxemburgo.
Atlético-GO: Kléver; André Castro, Gilvan, Roger Carvalho e Breno Lopes; Marcão (Silva, min 75), Igor, Niltinho (Everton Heleno, min 57), Paulinho (Andrigo, intervalo) e Jorginho; Walter. Técnico: Doriva.
Placar: 1-0, Patrick, min 6; 2-0, Diego Souza, min 18; 3-0, André, min 40; 4-0, André, min 80;
ÁRBITRO: Dewson Fernando Freitas da Silva (Fifa-PA), auxiliado por Hélcio Araújo Neves (PA) e José Ricardo Guimarães Coimbra (PA). Cartões amarelos: Everton Felipe e Rithely (Sport); Igor (Atlético-GO).
INCIDENCIAS: Partida válida pela 15ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro, disputada na Ilha do Retiro, em Recife, Pernambuco. Público: 9.748. Renda: R$ 194.049,00.

O Sport continua em ótima fase. Não era dos cenários mais favoráveis, com muita chuva e gramado bastante encharcado, o Leão entrou em campo na noite desta quinta-feira (20) para fazer um duelo com o Atlético-GO, na Ilha do Retiro, em Recife, Pernambuco, e acabou sendo superior durante a maior parte do tempo, sabendo aproveitar as poucas oportunidades para golear por 4 a 0. Patrick, Diego Souza e André (2x) foram os responsáveis por marcar os gols rubro-negros.

Com o resultado desta noite, o Sport volta para o G-6 da competição nacional. O Leão ocupa a quinta colocação, com 24 pontos, ficando próximos das equipes que estão acima na tabela, mas podendo ser ultrapassado pelo Botafogo, que ainda não completou a rodada. Já o Atlético-GO segue afundado na lanterna, com oito pontos. O primeiro clube fora da zona de rebaixamento, o Atlético-PR, tem 17 pontos.

A 16ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro será realizada no próximo final de semana. O Sport vai entrar em campo no domingo (23), às 16h00, para fazer um duelo com o Palmeiras, na Arena de Pernambuco, em São Lourenço da Mata, Pernambuco. Já o Atlético-GO terá pela frente, no mesmo dia, mas às 19h00, um confronto diante do Botafogo, no Olímpico Pedro Ludovico, em Goiânia, Goiás.

Chuvas prejudicam gramado, mas Leão é superior e consegue abrir vantagem contra Dragão

O confronto começou com as duas equipes se estudando bastante, mas sendo prejudicas pelo péssimo estado em que se apresentava o gramado por conta das fortes chuvas. O Sport tentou se impor logo aos dois minutos quando Samuel Xavier fez boa tabela com Rogério e apareceu na frente da área, mas acabou errando na sequência da jogada. A reposta do Atlético-GO veio aos quatro minutos, em um lance polêmico. Jorginho cruzou na área, aconteceu um desvio na defesa leonina, Walter recebe livre de frente para meta e chutou na trave. No rebote, Niltinho mandou para o fundo das redes, mas o árbitro anulou marcando impedimento inexistente.

Sem querer ser surpreendido, o Sport partiu para cima e acabou sendo premiado aos seis minutos. Mena recebeu na esquerda e cruzou com perfeição para Patrick chegar chutando forte no canto do goleiro Kléver, que nada pôde fazer, e abrir o placar para delírio da torcida rubro-negra. Momentos depois, o Leão esteve bem perto de aumentar a vantagem, quando Rogério recebeu livre pela direita e bateu cruzado buscando André, mas Roger Carvalho apareceu bem para salvar no momento certo.

Trabalhar com a bola no chão estava se tornando praticamente impossível com o gramado tão cheio de poças, então a alternativa era pelo alto e assim mais uma vez foi que o Sport conseguiu aumentar a vantagem. Aos 18 minutos, Mena recebeu na esquerda e cruzou com perfeição para Diego Souza subir mais alto que a defesa e cabecear para o fundo das redes para delírio da torcida rubro-negra. O Atlético-GO não desistiu e aos 23 minutos chegou com perigo, quando Jorginho entrou na área pela esquerda e cruzou rasteiro para Niltinho chutar parando na boa defesa de Agenor, que contou com a ajuda também do gramado.

Diante das chuvas fortes, a qualidade foi caindo bastante e estava praticamente impossível tocar a bola, ficando apenas a opção dos chutões para as duas equipes. Apesar disso, o Sport ainda conseguiu marcar mais uma vez. Aos 40 minutos, Diego Souza cobrou falta jogando na e encontrou André, que teve o trabalho apenas de completar para delírio da torcida rubro-negra. O Atlético-GO ainda seguiu tentando, mas sempre se atrapalhava ao tentar finalizar. Assim, o primeiro tempo acabou sendo encerrado no 3 a 0 em favor dos mandantes.

André marca golaço, Sport segura Atlético-GO e garante vitória por goleada

Para o segundo tempo, o técnico Vanderlei Luxemburgo resolveu manter a mesma formação da primeira etapa, enquanto o técnico Doriva preferiu tirar o volante Paulinho para colocar Andrigo. Com a bola rolando, pouca coisa foi mostrada de diferente, com o Sport partindo para cima e o Atlético-GO não querendo saber de ficar apenas se defendendo, mas os dois eram prejudicados pelo gramado ruim, uma vez que as chuvas acabaram não dando trégua e assim pouco era possível construir para chegar nas metas com perigo.

Buscando não sofrer mais no sistema defensivo, o técnico Doriva resolveu fazer uma modificação tirando Niltinho para colocar o volante Everton Heleno. Já o técnico Vanderlei Luxemburgo também visou se fechar um pouco mais e tirou Diego Souza para colocar o volante Rodrigo. Com todas as dificuldades, o Sport só veio chegar com perigo novamente aos 21 minutos, quando Everton Felipe recebeu dentro da área e cruzou para André cabecear para fora, com muito perigo. A resposta atleticana veio momentos depois em um chute forte de Walter de fora da área, que o goleiro Agenor precisou fazer uma boa defesa para evitar o pior.

A chuva foi dando uma trégua e o Atlético-GO passou a atuar mais no campo ofensivo, pois o seu lado estava em melhores condições. Percebendo esse maior volume, o técnico Vanderlei Luxemburgo optou por proteger mais seu lado esquerdo e assim tirou o lateral-esquerdo Mena para colocar Sander. Mais protegido, o Sport foi tirando os espaços e correndo menos riscos, exceto em alguns momentos quando aconteciam falhas nos posicionamentos.

Com a proposta de não se expor e buscar apenas os contra-ataques, o Sport acabou aumentando a vantagem aos 35 minutos. Rithely acertou lindo lançamento do campo de defesa e encontrou André, que avançou com velocidade e tocou por cobertura, tirando qualquer chance do goleiro Kléver, para delírio da torcida rubro-negra. Depois disso, o Atlético-GO ainda seguiu tentando chegar, mas parou na marcação rubro-negra. Assim, o confronto foi encerrado no 4 a 0 em favor dos mandantes.

Sport Club do Recife