Sport supera problemas defensivos, arranca empate com Fluminense e segue no G-6

Rubro-negros falharam bastante na defesa e na construção das jogadas, mas conseguiram reagir para evitar a derrota e ficar do seleto grupo de vagas para Libertadores; tricolor segue sem vencer na competição

Sport supera problemas defensivos, arranca empate com Fluminense e segue no G-6
Foto: Williams Aguiar/Sport
Sport
2 2
Fluminense
Sport: Magrão; Samuel Xavier, Ronaldo Alves, Durval e Mena; Patrick, Rithely, Everton Felipe (Thomás, min 77), Diego Souza e Lenis (Osvaldo, min 67); André. Técnico: Vanderlei Luxemburgo.
Fluminense: : Júlio César; Lucas, Henrique, Renato Chaves e Marlon; Marlon Freitas, Orejuela, Wendel (Matheus Norton, min 72), Gustavo Scarpa e Wellington Silva (Peu, min 74); Henrique Dourado (Marcos Calazans, min 71). Técnico: Abel Braga.
Placar: 0-1, Gustavo Scarpa, min 7; 0-2, Renato Chaves, min 12; 1-2, André, min 31; 2-2, Patrick, min 49;
ÁRBITRO: Marcelo Aparecido de Souza (SP), auxiliado por Anderson José de Moraes Coelho (SP) e Bruno Salgado Rizo (SP). Cartões amarelos: Durval, Rithely, Lenis, Diego Souza e Mena (Sport); Marcos Calazans, Lucas, Marlon Freitas e Renato Chaves (Fluminense). Cartão vermelho: Orejuela (Fluminense).
INCIDENCIAS: Partida válida pela 18ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro, disputada na Ilha do Retiro, em Recife, Pernambuco. Público: 16.918. Renda: R$ 357.610,00.

O Sport continua oscilando dentro de seus domínios. Os rubro-negros entraram em campo na noite desta quarta-feira (2) para fazer um duelo diante do Fluminense, na Ilha do Retiro, em Recife, Pernambuco, pela 18ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro, e acabou mostrando muitos problemas defensivos, o que proporcionou aos tricolores abrir dois gols de vantagem, mas os leoninos se recuperaram e garantiram o empate por 2 a 2. André e Patrick marcaram para o Leão, quanto Gustavo Scarpa e Renato Chaves fizeram para o tricolor.

Com o resultado desta noite, o Sport segue no G-6 da competição pelo menos até a próxima rodada da competição, pois não pode ser alcançado pelos concorrentes. O Leão ocupa a sexta colocação, com 28 pontos, enquanto o sétimo colocado é o Botafogo, que tem 24 pontos. Já o Fluminense fica na 12ª posição, com 22 pontos, podendo perder posição com o complemento da rodada, pois as outras equipes ainda estão com uma partida a menos.

A 19ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro será realizada no próximo final de semana. O Sport terá pela frente um difícil compromisso no sábado (5), às 19h00, diante do Corinthians, na Arena Corinthians, em São Paulo. Já o Fluminense vai entra em campo, no mesmo dia e horário, para fazer um duelo contra o Atlético-GO, no Maracanã, no Rio de Janeiro.

Tricolor aproveita erros defensivos do Leão e abre vantagem com tranquilidade

O confronto começou com as duas equipes se estudando bastante, mas com o Sport tentando se fazer mais presente no setor ofensivo. Apesar disso, os rubro-negros encontravam dificuldades para chegar com perigo, enquanto o Fluminense adotava a estratégia de fechar os espaços para chegar nos contra-ataques. Aos cinco minutos os leoninos tiveram boa chance com Diego Souza, que tentou uma bicicleta dentro da área, mas errou. A resposta carioca veio aos sete minutos e acabou acontecendo gol, quando Gustavo Scarpa recebeu livre na direita e chutou no ângulo para delírio da torcida tricolor.

Improdutivo no setor ofensivo, o Sport também não vinha sendo nada arrumado na sua defesa. Aos 11 minutos, Henrique Dourado recebeu ótimo passe de Gustavo Scarpa, entrou livre na área e tocou na saída de Magrão, mas os defensores conseguiram afastar. Não demorou muito e no momento seguinte, Renato Chaves aproveitou cobrança de escanteio, subiu sozinho na área e cabeceou para o fundo das redes, aumentando a vantagem para deliro da torcida tricolor. Os rubro-negros tentaram se organizar e partiram para cima, quase diminuindo quando Ronaldo Alves recebeu na área e chutou para fora, com perigo.

Sofrendo com as várias falhas na marcação, a defesa do Sport se viu muito perto de levar o terceiro gol aos 20 minutos, quando Marlon cruzou na área e Henrique Dourado cabeceou na trave. A reposta rubro-negra veio logo depois, com Diego Souza entrando na área livre e colocou por cima do goleiro, mas André não conseguiu chegar para completar. Só aos 31 minutos foi que o Leão conseguiu marcar, quando Lenis recebeu pela direita e cruzou com qualidade para André cabecear para o fundo das redes para delírio da torcida rubro-negra.

Com o desejo de não sair em desvantagem, o Sport passou a ser bem mais presente no ataque, sempre rodado a bola de um lado para o outro na busca de infiltrar na marcação tricolor, que continuava fechando bem os espaços para sair apenas nos contra-ataques. Aos 44 minutos o empate quase aconteceu com Rithely desviando de cabeça na grande área após cobrança de escanteio, obrigando o goleiro Júlio César a fazer uma grande defesa. Assim, o primeiro tempo acabou sendo encerrado no 2 a 1 favorável aos visitantes.

Sport chega ao empate com Patrick, mas Fluminense se fecha bem e garante o empate

Para o segundo tempo, o técnico Vanderlei Luxemburgo preferiu manter a mesma formação da primeira etapa, enquanto o técnico Abel Braga também não quis fazer de fazer alterações. Com a bola rolando, o Sport voltou com a mesma postura de seguir pressionado no setor ofensivo. Já o Fluminense se fechava para explorar os contra-ataques, mas logo aos quatro minutos os leoninos festejaram novamente. Patrick recebeu no meio-campo, foi para cima da marcação, deixou quatro para trás e ao entrar na área chutou forte para delírio da torcida rubro-negra. 

Buscando a virada, o Sport acabou ficando em vantagem numérica quando o árbitro resolveu expulsar o volante Orejuela de maneira exagerada por conta de uma falta em cima de Patrick no meio-campo. Mesmo assim, o Fluminense passou a ser mais atuando no setor ofensivo e começou a levar muito perigo, pois os rubro-negros cometiam várias falhas no setor defensivo. Os tricolores até conseguiram balançar as redes com Henrique Dourado aos 12 minutos, mas a arbitragem acabou observando bem um impedimento e invalidou a tentativa.

Visando melhorar o desempenho ofensivo, o técnico Vanderlei Luxemburgo resolveu tirar Lenis para colocar o atacante Osvaldo. Já o técnico Abel Braga preferiu colocar Marcos Calazans no lugar no atacante Henrique Dourado. Depois, ele acionou Matheus Norton na vaga do meia-atacante Wendel. O Sport voltou a chegar com perigo aos 30 minutos, quando Mena levantou na área e Diego Souza cabeceou para fora, com muito perigo. O técnico Vanderlei Luxemburgo fez mais uma modificação tirando Everton Felipe para colocar o meia-atacante Thomás. Os rubro-negros passaram a errar muitos passes e sentindo dificuldade para pressionar.

Com a dificuldade para construir possibilidades, o Sport foi vendo o tempo passar e a defesa do Fluminense foi ganhando tranquilidade, o que acabava resultando em alguns contra-ataques perigosos, como quando Marcos Calazans entrou com liberdade pela direita e bateu cruzado para grande defesa de Magrão. Já o Sport respondeu quando Patrick recebeu livre na grande área e cabeceou para fora, assustando o goleiro Júlio César, que apenas ficou olhando. Assim, o confronto acabou sendo encerrado no 2 a 2 ruim para ambos.


Share on Facebook